Jogos de ação

NOTA tt
7.0

Review Dynasty Warriors 7

Os guerreiros da Koei atacam novamente no PS3 e XBOX 360 com uma nova aventura épica na China antiga. Porém, desta vez eles têm uma missão muito mais difícil que qualquer batalha histórica: superar a péssima impressão causada pelo fraco Dynasty Warriors 6, lançado em 2007 no Japão. Mas será que o novo game comete os mesmos erros de seu antecessor, ou está mais próximo do querido Dynasty Warriors 5, lançado seis anos atrás nos consoles da geração passada?

Ingo Müller
por
em

Nome: Dynasty Warriors 7 
Gênero: Ação
Distribuidora: Tecmo Koei
Plataformas: PS3 e Xbox 360  

Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)

Os guerreiros da Koei atacam novamente no PS3 e Xbox 360 com uma nova aventura épica na China antiga. Porém, desta vez eles têm uma missão muito mais difícil que qualquer batalha histórica: superar a péssima impressão causada pelo fraco Dynasty Warriors 6, lançado em 2007 no Japão. Mas será que o novo game comete os mesmos erros de seu antecessor, ou está mais próximo do querido Dynasty Warriors 5, lançado seis anos atrás nos consoles da geração passada? 

A redenção da série 

A resposta para este questionamento é “nenhuma das alternativas anteriores”- o que não é necessariamente ruim. Em primeiro lugar, vale ressaltar que este novo Dynasty Warriors deixou de lado a horrível mecânica do sexto game, que utilizava um sistema de jogabilidade chamado Rembu, obrigando o jogador a apertar continuamente o mesmo botão de ataque.

Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)

Porém, isto não quer dizer que o game voltou às origens: apesar de estar mais perto de Dynasty 5 do que do game passado, esta sequência traz uma série de elementos novos ao gameplay, reinventando algumas mecânicas da franquia.

Entre as adições bem vindas estão os golpes EX, um ataque especial único que cada personagem consegue desferir quando empunha a arma com qual tem mais perícia. Falando em arma, agora é possível levar duas ao mesmo tempo e trocá-las durante um combo, gerando sequências de ataques ainda mais devastadoras – mas apesar disso, os movimentos especiais continuam tendo comandos simples, garantindo um controle eficiente e descomplicado. 

Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)

Problemas técnicos 

Infelizmente, a jogabilidade é o único critério técnico que merece algum elogio neste jogo. O acabamento do game, no geral, é bem ruinzinho, fazendo com que o jogo apresente alguns defeitos típicos dos títulos de Playstation 2.

Os gráficos são ruins, e não aproveitam o potencial dos consoles atuais: há (d)efeitos de clipping evidentes, fazendo com que pelotões inteiros de inimigos se “materializem” na sua frente – um contratempo que até tolerávamos nos primeiros títulos da franquia, mas que é inaceitável para o público de hoje, acostumado com as batalhas larga escala, com inimigos maiores e cenários mais impressionantes de games como God of War 3, lançado ano passado no PS3

A parte sonora do game também é “meia-boca”. A dublagem dos personagens é muito fraca, e chega a ser irritante. As músicas são estilo J-Rock e, embora existam algumas faixas empolgantes (como “Crush’em All”), o estilo não se encaixa bem com a atmosfera da China Antiga – um audio orquestrado, com instrumentos tradicionais, estilo Okami, teria sido mais adequado. 

Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)

Batalhas viciantes 

Apesar destes contratempos, o game é viciante. Para quem não conhece a série, vale explicar que as lutas de Dynasty Warriors sempre tiveram proporções exageradas: você atua como um general da China antiga, tendo que despachar sozinho exércitos inteiros não é raro o jogador terminar a fase matando mais de 1500 inimigos – praticamente um genocídio. 

Os estágios também são bem interessantes: todas retratam momentos históricos, conforme descritos no Romance dos três reinos, livro escrito por Luo Guanzhong no século 14. A obra mistura fatos e mitos para falar dos confrontos entre os regentes de Wei, Wu e Shu, que servem como pano de fundo para o enredo dos games da Koei. Desta forma, é possível participar de batalhas famosas, como o a rebelião dos turbantes amarelos, a conquista do portão de Hulao, o cerco ao castelo Fan e o confronto em Chibi. 

Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)Dynasty Warriors 7 (Foto: Divulgação)

Mas apesar de contar com batalhas já conhecidas por quem jogou os games anteriores, os modos de jogo mudaram bastante: saíram o Musou Mode e o Free Mode para a entrada de um modo História e do Conquest Mode

O Story Mode, ao contrário do antigo Musou Mode, não conta a trajetória de um personagem – ele aborda a história de cada reino, de sua formação até o declínio, já que a fabricante resolveu incluir um quarto reino, Jin, cujo surgimento marcou uma transição de poder significativa no país. 

Já o Conquest Mode, que substitui o Free Mode, coloca até dois jogadores em um tour geográfico pela China antiga. O mapa do país foi dividido em hexágonos, e cada um deles (são mais de 200!) simboliza um confronto, resgate, invasão ou cerco. Através da recriação destes momentos, o jogo ensina um pouco sobre a vida de figuras ilustres como Guan Yu, Liu Bei, Cao Cao, Sun Ce e Sima Yi. 

Com esta abordagem baseada na literatura clássica asiática e ainda uma enciclopédia de fatos históricos, Dynasty Warrios 7 é um game de ação que, além de divertir, dá uma aula sobre a formação do gigante asiático. Vendo a mobilização popular em torno dos generais do game, dá até para entender como a China hoje consegue ser a economia que mais cresce no mundo. 

Conclusão

Dynasty Warriors 7 é um jogo divertido e viciante, sem dúvida o melhor da franquia da Koei. Porém, faltou algum polimento técnico para que o game impressionasse os jogadores da atual geração de consoles. Se você gosta de batalhas épicas e é fã do gênero Hack’n’Slash, o título é imperdível – caso contrário, pode achar o game repetitivo. 

 

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
5
Jogabilidade
7
Diversão
9
Som
6

Prós

  • - Batalhas épicas.
  • - Dezenas de personagens.
  • - Variedade de armas,
  • - Multiplayer cooperativo.
  • - Story Mode empolgante.

Contras

  • - Gráficos ruins.
  • - Dublagem fraca.
  • - Mapas repetidos.
  • - Inteligência artificial fraca
  • - 3D ruim.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares