Por Gabriel Ribeiro; Por TechTudo

TechTudo

A D-Link anunciou o lançamento de um kit que usa a rede elétrica para  passar internet. A tecnologia, chamada de PLC (Power Line Communication), parece futurista, mas é bastante utilizada na Europa já há algum tempo. Testamos o Powerline DHP-W221AV, que tem capacidade de transmissão  de até 200 Mbps. Confira a análise completa e veja se vale a pena comprar o equipamento.

Repetidor D-Link (Foto: Lucas Mendes/TechTudo) — Foto: TechTudo

O kit é composto por dois aparelho. O DHP-W208AV é adaptador responsável por repassar a internet do roteador principal para a rede elétrica. Já o DHP-W220AV é o dispositivo que funciona como um repetidor e pode ser colocado em qualquer lugar dentro da casa.

O dois dispositivos possuem um design bem simples. Pequeno, eles não chamam tanto a atenção quando colocados na tomada, a não ser  pelas luzes que indicam quando eles estão ligados.

Repetidor D-Link (Foto: Lucas Mendes/TechTudo) — Foto: TechTudo

O adaptador DHP-W208AV conta com leds que indicam o power, o de funcionamento da internet via rede elétrica e o de conexão de cabo RJ-45. Embaixo ele possui o botão de reset e uma porta de rede para ser conectado ao roteador.

O repetidor DHP-W220AV é um pouco mais robusto, mas nada desproporcional. Na parte frontal ele conta com os botões Power, o de conexão da rede elétrica e um led de indicação das portas RJ-45. Embaixo ele conta com duas entradas de rede para conexão cabeada, o que é bem útil se quiser conectar uma TV, impressora ou qualquer outro aparelho que não tenha Wi-Fi.

Repetidor D-Link (Foto: Lucas Mendes/TechTudo) — Foto: TechTudo

A instalação do kit no início dá um pouco de trabalho. Quem faz a mágica acontecer é o adaptador DHP-W208AV, já que ele precisa estar conectado ao roteador para jogar a internet pela rede elétrica. O problema é que o cabo que vem junto é extremamente pequeno, algo em torno de 50cm. Se você não tiver uma tomada sobrando perto do roteador, vai precisar de um cabo de maior. 

Resolvido o problema do cabo/distância do roteador, é só conectar o repetidor DHP-W220AV na tomada do ambiente em que você quer ter conexão. Aqui em casa, eu usei o repetidor para substituir um acces point no segundo andar.

O que me surpreendeu foi que não precisou de mexer em mais nenhuma configuração. Após estarem todos devidamente instalados eles se comunicaram automaticamente. Depois é só entrar na rede – as informações de ssid e senha estão na traseira do repetidor – e pronto, seu dispositivo já está acessando a internet.

Só é preciso utilizar o software para trocar o SSID e a senha da rede (Foto: Reprodução/Gabriel Ribeiro) — Foto: TechTudo

Vale lembrar que para funcionar é preciso que as tomadas estejam instaladas na mesma caixa de distribuição de energia. Ou seja, é preciso que os dois aparelhos estejam na mesma casa.

No momento em que recebi o kit imaginei que enfrentaria algum tipo de problema, como ping alto ou quedas de conexão. Mas não. A tecnologia PLC trabalha em uma frequência que não permite que a eletricidade interfira no tráfego de dados. No tempo em que permaneci com o produto a internet não caiu uma única vez e o ping se manteve normal. 

O adaptador tem capacidade de transmitir dados pela rede elétrica em uma velocidade de 200 Mbps. O repetidor, no entanto, só chega a 150 Mbps. O modelo utiliza a conexão Wi-Fi b/g/n de 2.4Ghz.

Repetidor D-Link (Foto: Lucas Mendes/TechTudo) — Foto: TechTudo

O sinal Wireless do repetidor DHP-W220AV não é o dos melhores e se equivale a um roteador mais barato. Pode ser que se você tiver uma casa muito grande, com três andares, por exemplo, seja necessário utilizar outro repetidor – a D-Link vende o DHP-W220AV separadamente, por R$ 199.

A principal vantagem do Powerline DHP-W221AV é utilizar a própria rede elétrica para passar internet. Não é preciso esquentar a cabeça com a instalação de cabos ou se o repetidor está bem posicionado para pegar o sinal Wi-Fi, como acontece com o TP-Link WA850RE

No entanto, o preço é bem salgado: R$ 299. Se você tiver uma casa muito grande grande, pode ser necessário mais usar mais de repetidor, que sai a R$ 199 cada – também é possível utilizar outro acces point pela porta RJ-45. A velocidade também não é a das melhores (150 Mbps) e ele trabalha apenas na frequência 2.4GHz

Roteador com pouco sinal, como resolver? Confira no Fórum do TechTudo

Vale lembrar também que, se não quiser enfrentar problemas com a internet, as instalações elétricas precisam estar em dia. Talvez se o preço fosse um pouco mais em conta, na faixa dos R$ 150, o kit Powerline DHP-W221AV seria imbatível. 

D-Link poweline n150 (Foto: Arte/TechTudo) — Foto: TechTudo

8.5

Design
10
Funcionalidades
9
Desempenho
8
Custo-benefício
7

Prós

  • Estabilidade
  • Instalação Simples

Contras

  • Opera apenas em 2.4GHz
  • Preço
  • Alcance

Mais do TechTudo