Jogos de aventura

NOTA tt
7.0

Review Fatal Frame: Maiden of Black Water

Confira a análise do quinto episódio de Fatal Frame, game de horror exclusivo para Wii U.

Dário Coutinho
por
em

Fatal Frame: Maiden of Black Water é o jogo de terror exclusivo para Nintendo Wii U. Disponível apenas em formato digital, o game é o quinto título da série e se passa em uma casa de banhos nas montanhas, famosa por vários casos de suicídios. Conhecida como a franquia na qual você combate espíritos ao fotografá-los, o novo Fatal Frame tem como principal artifício o uso do gamepad do Wii U. Confira o review.

Confira jogos de Nintendo 64 disponíveis no eShop do Nintendo Wii U

Águas escuras e selfies de terror

Maiden of Black Water começa com o sumiço de Miu Hinasaki, a personagem controlada pelo jogador na introdução do game. Após o desaparecimento, Yuri, amiga de Miu, parte em busca do paradeiro da garota. Além dela, Ren, um jovem autor, também se envolve nos mistérios escondidos na névoa da montanha Hikami.

    Fatal Frame: Maiden of Black Water é o primeiro jogo da série exclusivo para Wii U (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)Fatal Frame: Maiden of Black Water é o primeiro jogo da série exclusivo para Wii U (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)

A atmosfera de terror de baixo orçamento, lembra bastante filmes orientais do gênero como Dark Water, Ring e Ju-On. O game não aposta em monstros enormes ou criaturas grotescas, mas sim em espíritos representados geralmente em preto e branco.

Mistérios com visual de geração passada

Embora seja novo, Fatal Frame: Maiden of Black Water não aparenta ser um jogo da “nova geração”. O game possui efeitos interessantes de água, mas ainda é possível ver serrilhados, texturas em baixa resolução (principalmente nos cenários), falta de sincronia labial e outros problemas que afetavam títulos da antiga geração de consoles.

Suspense e garotas com roupas molhadas (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)Fatal Frame: Maiden of Black Water: Suspense e garotas com roupas molhadas. (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)

É perceptível como os produtores concentraram os destaques visuais do game nas personagens, principalmente as mulheres. Todas são muito bem representadas, especialmente nos olhos.

Talvez por causa do baixo orçamento, o game surpreende por ser um dos poucos títulos grátis no Wii U. A demo contém o tutorial inicial e os dois primeiros capítulos do jogo. Juntos, rendem mais de duas horas de jogatina.

Dois primeiros capítulos do game são gratuitos para baixar e jogar (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)Dois primeiros capítulos de Fatal Frame: Maiden of Black Water são gratuitos para baixar e jogar. (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)

A Koei Tecmo optou por vender o game em formato digital a preço reduzido. O jogo custa US$ 49,99 e pode ser adquirido apenas pelo Nintendo e-Shop.

Fatal Frame para Wii U

Desde que o Wii U foi lançado, o produtor Keisuke Kikuchi demonstrou interesse em trazer a série de jogos de terror para o console de última geração da Nintendo. A intenção era testar as mecânicas de lanterna e câmera com o uso do gamepad do aparelho.

O resultado é bastante satisfatório, a jogabilidade ficou muito boa e faz todo o sentido jogar com o gamepad. É possível acionar a câmera simplesmente direcionando o Wii U em direção a TV. Para tirar foto, o jogador pode pressionar um botão ou tocar na tela.

Game utiliza muito bem o gamepad do Wii U (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)Fatal Frame: Maiden of Black Water utiliza muito bem o gamepad do Wii U (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)

No visor do gamepad, o jogador pode encontrar pontos fracos dos espíritos que são fotografados, e tornar suas fotos mais efetivas contra eles. Todas as imagens ficam guardadas no banco de memória e o jogador pode fazer composições no formato “retrato” ou “paisagem”. Nem todos os personagens usam a câmera da mesma forma. Yuri possui uma espécie de sexto sentido e consegue sentir os espíritos antes que eles apareçam.

Um dos recursos mais legais deste Fatal Frame é a possibilidade de trocar as lentes da câmera para desbloquear novas habilidades. Além dos fantasmas, a máquina fotográfica também tem efeito sobre certos objetos como gavetas e portas, ajudando a encontrar vários segredos escondidos.

Visual nFatal Frame: Maiden of Black Water (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)

Apesar da boa implementação na utilização da câmera, os controles continuam travados como nos primeiros jogos da franquia no PS2. Não é algo que a produtora deva se envergonhar e os usuários o reconhecem como parte da jogabilidade, afinal, comandos desse tipo são quase uma premissa de jogos de terror.

Jogo macabro e Kawaii ao mesmo tempo

Na primeira metade do game, os fantasmas aparecem frequentemente e tornam-se enjoativos na metade final. Apesar de o nível de repetição acrescentar desafio, também dilui qualquer tipo de medo ou surpresa que o jogador tenha das figuras sobrenaturais.

O que manterá o jogador na trama, ao longo das 12 horas de duração que o título possui, será o desenrolar do enredo. Adicionado a isso, está a curiosidade para saber que fim terá as garotas do game. Como em todos os jogos de Fatal Frame, o design das meninas é feito para ser apaixonante e capturar os jogadores.

Série Fatal Frame não esconde o fan service ao exibir as garotas com roupas molhadas (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)Série Fatal Frame não esconde o fan service ao exibir as garotas com roupas molhadas (Foto: Divulgação / Koei Tecmo)

Os grandes responsáveis por sustos em Maiden of Black Water não são os espíritos , mas sim a exploração dos cenários. Será comum ver rostos no meio da floresta, figuras humanas em janelas e outras bizarrices. Encontrar com fantasmas simplesmente vagando, sem que eles ataquem, é até mais aterrorizante que enfrentá-los. O game realmente surpreende nesse aspecto por conter seres espirituais ocultos na penumbra e que se apresentam de forma aleatória.


Conclusão

A série Fatal Frame não aposta no grotesco e em sustos muito intensos. Porém, o visual macabro permeia toda a jogatina e o resultado final é positivo, graças à colaboração do roteiro bem amarrado. A integração com o gamepad do Wii U é o grande destaque, trazendo jogabilidade nova e que pode render futuras sequências dessa série que une mulheres bonitas, espíritos e uma câmera fotográfica.

Compensa comprar um Nintendo Wii U? Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
7
Jogabilidade
6
Diversão
8
Som
7

Prós

  • Grátis para começar
  • História intrigante
  • Boa integração com o gamepad do Wii U

Contras

  • Muitos serrilhados
  • Texturas em baixa resolução nos cenários
  • Combates repetitivos
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares