Jogos de ação

NOTA tt
6.3

Review Fear Effect Sedna

O retorno de um clássico, mas poderia ser melhor, muito melhor.

Felipe Vinha
por
em

Fear Effect Sedna marca o retorno de um “clássico moderno” dos videogames, após 17 anos. O novo game chegou ao Xbox One, PS4, PC e Switch, mantendo o estilo gráfico que fez fama, e com seus personagens característicos. Mas modificou seu principal estilo de jogabilidade, ainda que tenha mantido a temática de espionagem e missões especiais. O título, porém, pode ter retornado em má hora, ou não tenha recebido a devida atenção para se destacar em um mercado tão competitivo como o atual. Leia nossa análise e descubra os motivos:

PSOne: confira os principais clássicos do console disponíveis no PS3

História rasa e sem ligações

O game não tem uma exata ligação com os anteriores. Na verdade, ele funciona como história solta, ainda que seja uma sequência oficial. É mais ou menos como um novo filme de James Bond – não é exatamente uma sequência direta, mas é encarado como continuação, se assim você desejar. De volta temos os personagens centrais, como Hana, Rain, Deke e Glas, realizando missões arriscadas, enquanto tentam viver suas novas vidas.

Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)

A primeira missão de passa em Hong Kong, mas o restante do game se desenvolve quase todo na Groenlândia. A história, contudo, não é de grande destaque. Hana e Rain se envolvem em uma nova trama de missões secretas que vão levá-las até lá, para roubar um item de grande valor e descobrir segredos de uma nova ameaça terrorista, que pode abalar as estruturas governamentais do mundo. Bem, em termos de espionagem e furtividade, casa bem com o tema, mas não se destaca em nada.

Mudando completamente a jogabilidade

A jogabilidade, sim, traz grandes mudanças à série. O Fear Effect clássico se inspirava em jogos como Resident Evil e Dino Crisis, com cenários estáticos, pré-renderizados, e personagens com visual cel-shading – que lembravam desenhos animados. Aliás, os gráficos eram um dos grandes destaques em sua época, pois não havia nada muito parecido com isso no PSOne, onde saiu pela primeira vez. Agora tudo muda e o que temos em Fear Effect Sedna é um game de visão isométrica, similar a RPGs táticos, mas com ação em tempo real.

Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)

Não nos decidimos bem se foi uma decisão acertada deixar o jogo com visão isométrica. Talvez tenha sido a mais barata. Isso deixa os bonecos menores, e com menos detalhes gráficos. O mesmo vale para os cenários. Também permite que todo o game seja construído de forma melhor planejada, com uma fase sendo desenhada por completo, de maneira compacta, pensando no seu design como um todo e nos desafios que os jogadores encontram pela frente enquanto ela é criada. Porém, não combinou tanto com o que os fãs já estavam acostumados.

Entenda, não somos avessos a mudanças, mas não é algo que esperávamos de uma série que já mantinha certo estilo em seus dois jogos lançados. Some isso a um estilo de jogabilidade baseado em esquadrão, onde você alterna entre os personagens, para que possa realizar ações táticas – que podem ser pausadas ou não – e atirar em inimigos, tomar coberturas, hackear computadores, enfim, interagir com o cenário de todas as formas.

Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)

Fear Effect Sedna tem controles confusos também. Ele funciona como um “stick shooter”, ou seja: um analógico do controle movimenta o personagem, enquanto o outro movimenta a mira, além do gatilho que ativa os tiros. Mas, ao mesmo tempo, os outros botões funcionam para ativar habilidades que também servem no combate e não são bem mapeados. A interface não ajuda: ela fica em locais pouco usuais, o que te deixa desconcentrado do combate e te garante errar alguns tiros.

Ainda assim, a experiência de pausar a ação e coordenar sua equipe é divertida e lembra alguns clássicos do PC, como Baldur’s Gate e Ice Wind Dale. O resultado, nesta parte da jogabilidade, é satisfatório e talvez seja mais propício jogar apenas desta forma – ainda que o game não tenha sido pensado desta maneira exclusivamente. Adiante na história, Sedna melhora um pouco a jogabilidade ao introduzir mecânicas que vêm com habilidades de outros personagens que entram para sua equipe, mas comentar mais do que isso seria spoiler.

Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)

Como todo jogo de Fear Effect, em Sedna também temos elementos sobrenaturais, e eles influenciam na jogabilidade. O efeito Fear está presente, bem como habilidades místicas de personagens e inimigos. Isso ao menos diferencia este título de outros similares, de ação e espionagem, e não o deixa se tornar um mero game genérico deste tipo.

Diálogos chatos e trilha sonora irritante

Fear Effect Sedna tem mais alguns probleminhas que vão além da jogabilidade. A narrativa, para começo de conversa, é péssima. Os diálogos são incrivelmente ruins e a dublagem não ajuda. Poderia ser proposital, mas não parece ser o caso. Cada linha de conversa é um grande clichê que vai te cansar antes mesmo da próxima cena ou até mesmo te fazer pular diretamente para a ação ou te fazer esquecer da história rapidamente.

Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)

A trilha sonora é outro problema: repetitiva e cansativa. Ainda que seja um game que foi financiado com dinheiro dos fãs, por meio doações online, ele não parece ter recebido um aporte muito grande e muitas áreas foram “podadas”, por assim dizer. Algumas músicas não combinam com certos ambientes e momentos. Este problema pode ou não estar relacionado com a dublagem, mas a verdade é que a parte sonora decepciona.

Gráficos que agradam

Ok, no visual, Fear Effect Sedna faz um trabalho bem decente. Ele repete a dose dos gráficos em cel-shading, ainda que o estilo esteja bem batido, já há alguns anos. Mesmo assim, combina com plataformas com Switch ou em computadores mais modestos, por mais que jogadores do Xbox One ou PS4 talvez não se interessem tanto neste estilo gráfico.

Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)Fear Effect Sedna (Foto: Divulgação)

As protagonistas, contudo, estão bem representadas, assim como todos os coadjuvantes e demais personagens. Os cenários, ainda que bem contidos e pouco criativos em termos de design, são bem desenhados e não deixam o jogador confuso, o que é um mérito da equipe de visual – logo, também estão bonitos de se ver.

Conclusão

Fear Effect Sedna: tente outra vez. Poderia ser um jogo melhor e fazer justiça ao legado deixado pelos games anteriores da série. Se você for muito fã, talvez vá curtir de alguma forma. O game se esforça para oferecer uma jogabilidade diferenciada, mas esbarra em erros básicos e na falta de criatividade. A narrativa tenebrosa e diálogos ruins prejudicam a história, que já é básica. Pelo menos é um game barato, que custa bem menos que os lançamentos em caixinha, US$ 20, então não pesa tanto no bolso. Ainda assim, uma experiência para poucos.

Quais as suas melhores lembranças de jogar em um PlayStation? Opine no Fórum do TechTudo!


Nota TechTudo

NOTA tt
6.3
Gráficos
7
Jogabilidade
6
Diversão
6
Som
6

Prós

  • Belos gráficos
  • Preço em conta
  • Pegada estratégica

Contras

  • História fraca e básica
  • Diálogos ruins
  • Interface confusa no combate
  • Mudança de estilo
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares