Media centers

NOTA tt
8.5

Review Fire TV Stick Basic Edition

Concorrente do Chromecast promete transformar a televisão em smart por R$ 289; veja se a compra vale a pena

Isadora Díaz
por
em

O Fire TV Stick Basic Edition chegou no final de 2017 ao Brasil como uma alternativa ao Google Chromecast para "transformar a TV em smart". O desafio do novo dongle (como são chamados esses aparelhinhos) é grande: afinal, a alternativa do Google já funciona bem e acumulou bons reviews ao longo do tempo.

A Amazon, porém, tem cartas na manga bem interessantes: controle remoto, independência de celulares e a presença do app do Amazon Prime Video. Confira no review os prós e contras e descubra se o aparelho vale o preço de R$ 289.

Fire TV Stick Basic Edition (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Fire TV Stick Basic Edition promete transformar TV em smart (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Testamos o Amazon Prime Video; conheça o serviço da Amazon

Design

O design externo – da carcaça, por assim dizer – é bem básico. O aparelhinho é um retângulo com corpo de plástico que cabe na palma da mão. Tem, em um dos lados, uma entrada microUSB para energia e do outro uma saída HDMI, que deve ser plugada na TV ou monitor. Não tem a aparência mais sofisticada do mundo, mas esse não deve ser um ponto decisório na hora da compra. Afinal, durante a maior parte da interação com o sistema, você muito provavelmente sequer vai chegar a ver o corpo do Fire TV Stick, que fica escondido, na parte traseira do televisor.

Ele ainda acompanha um cabo e um adaptador de tomada de 9 watts, para receber o USB. Isso, aliás, é um ponto importante: em alguns casos, televisores contam com entradas USB com energia suficiente para manter o TV Stick funcionando sem precisar recorrer a uma tomada própria. Esse não foi o caso da TV usada nos testes, uma smart da Samsung: logo no menu de configuração, o próprio sistema operacional do TV Stick alertou que seria necessário ligar o aparelho na tomada. Só para fins de comparação, o Chromecast funciona muito bem somente recebendo energia via USB da TV. No final das contas, o TV Stick acrescentou um novo fio à confusão de cabos comum em salas de estar.

Fire TV Stick Basic Edition (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Fire TV Stick Basic Edition tem uma saída HDMI e outra microUSB (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Apesar disso, a Amazon acertou em cheio no design de um acessório que vem da caixinha do Stick: o controle remoto. Ele é pequeno, minimalista e extremamente funcional. A solução da Amazon se mostrou superior à navegação com controle de boa parte dos sistemas de smart TVs por aí. O controle é muito simplificado e tem curva de aprendizado baixa, mesmo para aqueles não tão familiarizados com aparatos tecnológicos. Isso só é possível por causa do próximo ponto, outro acerto da Amazon: o sistema operacional, que falaremos à frente.

Desempenho e Funcionalidades

A grande vantagem do Fire TV Stick frente à concorrência está na independência. Ele é um dispositivo pronto para uso, basta plugar na TV e executar um rápido passo a passo de configuração. Ao contrário do Chromecast, ele não precisa de um smartphone associado para controlá-lo: os apps são instalados diretamente nele, que conta com 8 GB para armazenamento de arquivos. Não é muita coisa, mas foi suficiente para os programas mais usados como a Netflix, o Amazon Prime e um ou outro app ou jogo.

Fire TV Stick Basic Edition (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Controle do Fire TV Stick Basic Edition (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Aliás, falando em jogo: como o Fire OS tem base no Android, a biblioteca de games disponível é basicamente formada por títulos que já vimos nos nosso celulares. Temos Asphalt 8: Airborne, Crossy Road, algumas versões de Tetris e um ou outro da franquia LEGO - no geral, o TV Stick não traz novidade para quem já é acostumado a jogar no smartphone. 

Apesar disso, vale ressaltar que sistema operacional do Fire TV Stick é bem redondo. Em certa medida, a disposição dos apps no menu principal lembra a interação em cards da própria Netflix, horizontalizada. Ele roda o Fire OS, uma versão adaptada do Android, em um hardware basicão. Dentro do corpo enxuto há um processador MediaTek quad-core de 1,3 GHz e 1 GB de RAM – configurações vistas atualmente em celulares de entrada. 

No geral, o conjunto é suficiente para executar a maior parte dos apps bem e permitir a navegação pelo menu principal sem engasgos. O problema começa quando tentamos rodar alguns jogos, como o Asphalt 8, que é mais pesadinho: rolaram alguns leves travamentos, que atrapalharam a experiência do jogo no geral. 

Fire TV Stick Basic Edition (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Fire TV Stick Basic Edition tem processador quad-core e 1 GB de memória RAM (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Ainda falando da biblioteca do TV Stick, temos um ponto negativo: a ausência do YouTube, fruto de picuinha entre Google e Amazon. Desde o final de 2017, o Google decidiu tirar o app oficial do YouTube do sistema da Amazon, o que está ligado ao fato de que esta não oferecia app oficial do Amazon Prime para Chromecast. Brigas de gigantes à parte, quem perde é o usuário do Fire TV Stick: até temos um app do YouTube por lá, mas ele nada mais é do que um link para a versão web, rodada no navegador. A experiência de uso é sofrível. Pode ser que, passados alguns meses, o YouTube retorne à loja - enquanto isso, fica aqui o ponto negativo.

De resto, temos na loja boa parte dos apps mais pedidos: os já citados Netflix e Amazon Prime, além de Spotify, Deezer, Facebook, Twich, VLC e outros – ótimos para proporcionar uma experiência completa de media center. 

Chromecast 2 ou Mi Box Mini: qual é o melhor para streaming de vídeo? Veja no Fórum do TechTudo.

Fire TV Stick Basic Edition (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Fire TV Stick Basic Edition roda aplicativos como Netflix (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)


Vale a pena?

Sim, vale a pena. O Fire TV Stick é mais caro que o Chromecast 2, que é achado por uma média de R$ 250 em lojas grandes do varejo. Por outro lado, ele é independente de celulares, funciona bem e conta com um controle remoto que é muitíssimo bem-vindo. Há seus contras, claro, como o hardware excessivamente econômico e ausência de um app oficial do YouTube, mas que não devem ser completo impeditivo para a compra. No geral, recomendamos o aparelhinho, mesmo que R$ 289 seja um pouco salgado para um dongle.

Confira as especificações do Amazon Fire TV Stick Basic Edition:

Lançamento 2017
PreçoR$ 289
Resolução máxima1920 x 1080 pixels 
 ProcessadorMediaTek Quad-core ARM 1.3 GHz
 Armazenamento8 GB de memória interna 
 Sistema OperacionalFire OS
 Dimensões e peso85,9 mm x 30,0 mm x 12,6 mm e 32 g
 CorPreto 



Nota TechTudo

NOTA tt
8.5
Design
9
Funcionalidades
9
Desempenho
8
Custo-benefício
8

Prós

  • Independente de smartphones;
  • Controle bem desenhado e fácil de usar;
  • Sistema operacional intuitivo;
  • Ótimo para assistir a filmes e séries.

Contras

  • Pouca variadade de apps;
  • Ausência do app do YouTube;
  • Travamentos em jogos pesados.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Alexandre Machado
    2018-08-21T17:59:37

    Só tenho uma reclamação a fazer, o equipamento parece ser muito bom nos meus primeiros dias de utilização, porém no meu caso que utilizo um projetor, falta uma coisa bemmmmm básica, com tanto espaço no controle deveriam ter colocado um botão de volume, na versão americana dá pra "adaptar" os botões de avançar e retroceder para fazer esta função, já na versão nacional.... não encontrei a opção...

  • Juliana Dualibi
    2018-07-23T16:38:57

    Boa tarde. Para funcionar, basta ter uma televisão com entrada HD?

  • Juliana Dualibi
    2018-07-23T16:38:55

    Boa tarde. Para funcionar, basta ter uma televisão com entrada HD?

  • Edivaldo Carneiro
    2018-02-05T19:29:46  

    Comprei no lançamento e não arrependo. Nunca travou. Quanto ao Youtube, qdo vc acessa o aplicativo o sistema encaminha, automaticamente para o navegador Firefox e tudo se ajusta em questão de segundos. Não foi dito na matéria, mas é bom esclarecer: junto com o dongle acompanha um dispositivo que funciona como uma antena para Wi Fi. Nota Mil.

    recentes

    populares

    • Edivaldo Carneiro
      2018-02-05T19:29:46  

      Fora que ele tem um bluetooth ótimo

  • Eduardo Vale
    2018-02-02T12:34:48  

    duro é pagar 200 sendo que la fora sai por 30 dolares

    recentes

    populares

    • Eduardo Vale
      2018-02-02T12:34:48  

      Busca um pra mim, você me revende por quanto?