Jogos simuladores

NOTA tt
9.0

Review Football Manager 2013

Nova versão do popular manager de futebol traz inovações no visual e na jogabilidade

Thiago Barros
por
em

Football Manager 2013 é um dos mais antigos e populares managers de futebol. A nova versão do game traz ainda mais recursos que permitem gerenciar desde a escalação da próxima partida, a plano de carreira de seus jogadores. Confira:

A difícil tarefa de gerenciar um time de futebol

Gerenciar um clube de futebol não é uma tarefa fácil nem no mundo virtual. Mas se Football Manager 2013, por um lado, é um jogo complicado de se dominar, também é eficiente em prender a atenção. A imersão proporcionada aos gamers faz com que ele seja viciante, divertido e aclamado por quem acha que futebol é muito mais do que “x para tocar e quadrado para chutar”. Mais recente integrante da já tradicional série da Sports Interactive, FM2013 é o mais completo e realista game do estilo já feito até hoje.

Football Manager 2013 (Foto: Divulgação)Football Manager 2013 (Foto: Divulgação)

A série Football Manager nasceu em 2004 e é um spin-off do Championship Manager, clássico game de gerenciamento que dominou o mercado no início dos anos 2000. No mercado atual, este se prova mais um clássico caso da criatura que supera o criador e o FM é o mais popular game do estilo. E a edição 2013 do jogo mantém o tradição. Os novos recursos e as pequenas melhorias fazem com que ele seja praticamente perfeito no que propõe ao usuário.

Seu visual, requintado para jogos deste tipo, continua ideal. A jogabilidade continua um dos pontos fortes, simples e eficiente. Mas há sutis alterações que fazem com que este novo FM, mesmo mantendo a mecânica dos seus antecessores, seja inovador. Há uma lista de melhorias no sistema de jogo que merecem destaque. Tanto na hora de “ver” o jogo, como também na de gerenciar o clube.

As transmissões de jogos em 3D estão cada vez melhores. As interações do manager com os jogadores, com instruções na beira do gramado e as conversas com diferentes tons de voz, dão resultado. Contratar jogadores “top” é cada vez mais difícil e existem cobranças de torcedores, dirigentes e jornalistas. Além disso, criar as próprias táticas tem uma mecânica mais simples, mas obter resultados é bem mais complicado.

Transmissão está cada vez mais bonita, com movimentos reais dos jogadores (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Transmissão está cada vez mais bonita, com movimentos reais dos jogadores (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Em time que está ganhando…

Seguindo a máxima de que ”em time que está ganhando não se mexe”, FM 2013 já acerta em repetir a fórmula que o consagrou nos anos anteriores. Menus modernos e minimalistas, equipes e jogadores de todo o mundo, muita facilidade nos comandos e configurações personalizadas para não exigir muito do computador.

Todas essas são marcas registradas do FM que estão na versão 2013. Mas é preciso paciência, porque também há certas tradições da série que não agradam e que foram mantidas no game neste ano. Uma delas é a falta de maiores efeitos sonoros. Outra é a demora para carregamento dos dados e simulação de jogos.

Interface de páginas tradicionais não mudou muito (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Interface de páginas tradicionais não mudou muito (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Este segundo fator é compreensível, pois a base de dados do jogo é enorme, ainda mais para os usuários que decidem jogar com várias ligas simultaneamente. Entretanto, não há como negar que isso pode fazer com que a experiência fique chata e monótona – especialmente pelo fato de não haver uma boa trilha sonora para embalar o game.

Sem falar na falta das licenças de diversas ligas, inclusive a brasileira, o que resulta em jogadores sem fotos, times sem escudos e uniformes oficiais, e em muito trabalho para quem quiser modificar. O ponto positivo é que há muitos sites em que apaixonados por jogos manager criam estes arquivos e disponibilizam para download.

Caso o gamer seja fã deste estilo, porém, não verá problema algum. Até porque, em termos de gerenciamento de clube, tudo está perfeito. Os relatórios dos assistentes e olheiros estão eficientes, é possível convocar reuniões frequentes com eles e também com o plantel, além de acesso ao máximo de informações possível antes de um jogo.

Liga Espanhola tem fotos de jogadores e escudos de times, já a Brasileira... (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Liga Espanhola tem fotos de jogadores e escudos de times, já a Brasileira... (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Montar um time está bem mais complicado

Esqueça contratações de Cristiano Ronaldo, Xavi, Iniesta e companhia limitada. Nem se o clube for comprado por um sheik árabe será possível adquirir tantos craques de renome no mercado. Os valores de passe estão mais altos, as condições de negociar estão mais difíceis, além de haver desejos de atletas e empresários na jogada.

Até algumas versões atrás, ou em outros jogos manager, bastava ter dinheiro para fazer uma proposta e contratar um jogador. Em FM 2013 não. Se o atleta desejado jogar no Real Madrid, por exemplo, for titular e ganhar bem, tenha certeza de que vai ser bem difícil tirá-lo de lá.

É fundamental escolher o jogador certo para o papel certo (Foto: Reprodução/Thiago Barros)É fundamental escolher o jogador certo para o papel certo (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Sem contar que, assim como no futebol, somente ter os melhores jogadores não quer dizer que uma equipe será arrasadora e vencerá todos. A grande graça deste jogo é o fato dele ser imprevisível – e também em testar a capacidade não só de montar uma equipe em termos de contratações como desenvolver um plano de jogo.

A criação de táticas está mais fácil, com um assistente bem desenvolvido para que os usuários personalizem tudo direitinho. Entretanto, quanto mais opções, também maior a chance de tudo dar errado. Não basta, por exemplo, ter Robin van Persie, Cristiano Ronaldo e Messi no mesmo time se eles não estiverem escalados da melhor forma.

Montar táticas nunca foi tão complexo. Há instruções para o atleta e o grupo, um grande número de funções e posições que um jogador pode fazer em campo, além das inúmeras possibilidades de formação. Por isso, montar equipes imbatíveis é difícil e as hegemonias improváveis de outros games, certamente, diminuirão no FM 2013.

Fazer táticas pode demorar bastante com cada detalhe (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Fazer táticas pode demorar bastante com cada detalhe (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Interações dão o tom da equipe

O grande diferencial do Football Manager 2013 é o fato dele abordar as interações de uma maneira totalmente diferente. A cada entrevista coletiva, palestra para jogadores ou reunião com o elenco, o usuário pode escolher entre variados tons de voz e estas mínimas decisões afetam – e muito – o moral e a confiança dos envolvidos.

Isso sempre esteve na série FM, mas agora tem resultados muito mais intensos, para bem, como jogadores ficando satisfeitos e rendendo mais, e para mal, quando atletas solicitam empréstimos ou negociações em definitivo. Entender como tratar o grupo e, ao mesmo tempo, a individualidade de cada um é fundamental.

Conversar com os jogadores é fundamental no FM 2013 (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Conversar com os jogadores é fundamental no FM 2013 (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Não somente nas conversas extracampo como também no posicionamento tático. É preciso entender onde cada jogador se encaixa melhor, fazendo qual função e até o companheiro que faz com que ele renda mais. Tudo isso leva tempo e tropeçar nas primeiras partidas é comum. Dominar esta arte não é nem um pouco simples.

Um exemplo interessante de adição neste quesito são as ordens de beira do campo, onde, em uma parte da janela de transmissão do jogo, o treinador pode mandar seu time atacar, recuar, jogar a bola na área, atacar pelos flancos e etc. Cada mudança, cada ordem, é cumprida à risca se ele tiver moral com o grupo, e isso é incrível.

Os treinos pré-jogo e durante a semana também estão diferentes. Não há mais os “pacotes de treino”, mas sim um calendário em que o treinador pode escolher suas programações de acordo com o número de jogos e os adversários da semana. As novas possibilidades criam muito mais opções de aprimorar o talento de um time.

Assim como na vida real, técnico pode dar instruções à beira do campo (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Assim como na vida real, técnico pode dar instruções à beira do campo (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

De volta para o futuro?

Ao mesmo tempo em que inova, Football Manager 2013 também mantém-se apegado às raízes. Por isso, oferece modos de jogo bem diferentes, além da simulação normal. O clássico, onde você revive o gerenciamento “roots”, com a interface antiga do game, e o desafio, onde o usuário é convidado a cumprir diversas tarefas com equipes.

Há ainda também um modo online, onde é possível desafiar adversários de todos os lugares do mundo e disputar temporadas emocionantes. Tudo isso só agrega valor e completa a experiência FM 2013, que já é ótima vivida no modo tradicional e consegue ficar ainda melhor com estas diferentes opções.

Gamer saudosista pode jogar o modo clássico (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Gamer saudosista pode jogar o modo clássico (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Ou seja, Football Manager 2013 é a combinação perfeita entre uma mecânica clássica bem repaginada e adições na base certa de modernidade. De bordões tradicionais do português de Portugal como idioma (“jogar pelos adeptos”, por exemplo) às táticas de posicionamento mais elaboradas, é um conjunto completo e bastante realista.

Obviamente, não é um jogo perfeito e divertido para todos – quem gosta de algo mais dinâmico e de poder ter total controle do que acontece em campo, por exemplo, não vai se adaptar. Porém, para quem tem algum interesse por táticas e gestão, não há opção melhor no mercado. Pelo menos, até o Football Manager 2014 ser lançado.

Modo Desafio é bastante divertido no FM 2013 (Foto: Reprodução/Thiago Barros)Modo Desafio é bastante divertido no FM 2013 (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

Conclusão

Football Manager 2013 pode não ser considerado o melhor game do estilo de todos os tempos, principalmente pelos saudosistas fãs do clássico CM 01-02 e dos Elifoots II e 98. Em termos de diversão, ele pode até não repetir a “era dourada” destes jogos. Entretanto, não há como discordar do fato de a mais recente versão da série da Sports Interactive é a mais completa e realista de todos os tempos. A criação de táticas e o sistema de jogo estão ainda melhores. A base de dados cada vez maior. Há modos online e de desafios. Conforme se passam os anos, a evolução é notória na série. E os fãs, certamente, ficarão bastante satisfeitos com o FM 2013.

Veja as dicas de outros jogadores sobre como solucionar bugs de Football Manager 2012.

 

Nota TechTudo

NOTA tt
9.0
Gráficos
9
Jogabilidade
10
Diversão
10
Som
9

Prós

  • - Variedade de competições.
  • - Esquema de criação de táticas.
  • - Sistema de posicionamento .
  • - Transmissão dos jogos em 3D.
  • - Compatível com touchscreen.

Contras

  • - Falta de times licenciados
  • - Temporada demora a passar
  • - Integrações com redes sociais
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Paulo Gomes
    2013-06-27T21:46:47

    só agora que vocês fazem um review? hahahahahahahaha

  • Willian Abreu
    2013-06-27T17:37:16

    Gosto muito!