Câmera

NOTA tt
7.0

Review Fujifilm FinePix S1800

Rodrigo Cezzaretti
por
em

A primeira boa impressão que se tem da Fujifilm FinePix S1800 é referente ao seu design que ajuda no manuseio das principais funções. Mas, esse não é o principal ponto de destaque dessa câmera de modelo avançado. A forma com que ela se adapta a mão do usuário ajuda na composição da imagem propiciando uma escolha mais segura na hora de fotografar.

A S1800 possui algumas características superiores aos modelos antigos S1500 e S2000Hd, tais como: zoom óptico de 18x (os modelos anteriores eram de 15x), sensor de 12 MP (anterior de 10MP) e a tela de LCD de 3” (modelos antigos de 2,7”). Só por esses motivos já podemos entender que houve uma evolução significativa nesses conceitos.

Fujifilm FinePix S1800_001Fujifilm FinePix S1800 (Foto: Divulgação)

Conjunto de lentes

O alcance da objetiva Fujinon de 18X propicia uma aproximação interessante do objeto que será fotografado. As imagens normalmente são geradas com uma qualidade acima da média devido ao seu conjunto de lentes.

Uma grande quantidade de câmeras no mercado, principalmente algumas das suas concorrentes, como a Nikon L110 e a Cannon SX200, possuem um alcance menor de de zoom óptico com no máximo 15X. Quando usamos essa função, no entanto, e chegamos ao máximo desse recurso, a câmera encontra certa dificuldade no foco do objeto, mesmo no modo manual. Nesse caso, o modo de tentativa e erro é o mais eficaz para encontrar uma forma correta de fotografar a cena.

Foi perdido muito tempo na tentativa de ajustar o foco e, mesmo com algumas opções pré-ajustadas (foco por área, no centro ou ainda acompanhando a imagem), não foi possível selecionar o ajuste exato que a cena exigia.

Funções e menus

A S1800 conta com um bom número de funções na sua chave seletora. São eles:

- Automático – Apontar e disparar, recomendado para usuários inexperientes;

- SR Auto – reconhecimento de cena – apontar e disparar, que a câmera reconhece a cena e faz o balanço de cores automaticamente;

- SP (cenários) – o usuário escolhe a cena apropriada e a câmera decide o resto da composição da imagem;

- P, S, A, M – Controle total da Câmera, priorizando pela velocidade de disparo, abertura e composição de cores;

- C – Personalizado – retorna as funções armazenadas nos modos P, S, A e M;

- Vídeo – Grava vídeos até em alta definição (1280 x 720);

- Panorama – Tira até três fotografias e as combina formando um panorama.

Com os menus em português a compreensão de cada uma das funções é mais tranquila. Conhecer os princípios básicos de velocidade, abertura, ISO e composição de cena são alguns quesitos fundamentais para que as funções mais avançadas sejam utilizadas na sua complexidade. Mas, encontrar pequenos tutoriais na internet explicando essas noções básicas, principalmente no You Tube, pode elucidar de uma maneira simplória essa questão.

O modo automático, tanto de cenas quanto no geral, reconhece satisfatoriamente tudo o que circunda a foto. A câmera registra boas imagens, principalmente usando o flash a uma pequena distância. Mesmo que a Fuji afirme que o alcance chegue aos 8 metros, quando o foco está ligeiramente mais distante da câmera perde-se um pouco a iluminação necessária. A compensação do flash deixa a desejar nesse quesito, mesmo aumentando a sua potência no modo manual.

Nas fotos noturnas a luz AF auxilia o enquadramento, já que mesmo com o visor de 3” fica complicado visualizar qualquer tipo de imagem em uma situação de escuridão total como, por exemplo, numa danceteria. O ISO, que chega a 6400, é um bom recurso nas situações de iluminação mais escassa. Entretanto, é sempre bom lembrar que com o aumento do ISO aumenta também a granulação da imagem (pequenos pontos na foto).

Modo Manual

Essa é a principal função da S1800. Nesse modo podemos escolher entre qualquer forma de cenário, iluminação, abertura, velocidade, foco (com a limitação descrita acima), nitidez, etc. Uma das características apreciadas nesse tipo de câmera é a velocidade que podemos trocar cada uma das funções. Na Fuji S1800 a disposição dos botões pode atrapalhar essa agilidade. Demoramos um tempo considerável para nos habituarmos com a configuração do display. O botão que define a velocidade e abertura, no entanto, está bem localizado, logo ao lado do botão de menu e podemos alterar sem problema esses quesitos.

Todavia, a abertura não possui a opção de regulagem total. Podemos escolher entre duas pré-definidas pela câmera, o que limita esse recurso. Algumas vezes não encontramos a abertura ideal e a imagem pode ficar comprometida. Existe a opção de escolher entre uma série de equilíbrios de branco, tais como: Luz Natural, Luz Natural & Flash, Retrato, Paisagem, Esporte, Noite, Noite (Tripé), Fogos de Artifício, Entardecer, Neve, Praia, Festa, Flor, Texto, Sorriso, Bracketing de Zoom. Cada um desses equilíbrios reforça uma tonalidade de cor.

Ficha técnica

Resolução 12 Megapixels
Zoom ótico 18x
Zoom digital 6,3 Aprox
ISO Auto / Equivalente a ISO 64 / 100 / 200 / 400 / 800 / 1600 / 3200 / 6400
Tela LCD 3 polegadas
Formato de imagem JPEG
Formato de vídeo AVI
Cartão de memória SD / SDHC
Bateria Bateria
Conexões USB
Dimensões 110,2 (compr.) x 73,4 (alt.) x 81,4 (prof.) mm
Peso 337 g
Itens inclusos Cabos de conexão com o computador, Correia, tampa protetora das lentes, quatro pilhas alcalinas, manual de instruções básicas e FinePix CD

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Funcionalidades
7
Custo-benefício
8

Prós

  • * Relação Custo x benefício.
  • * Duração das baterias.
  • * Menus em português
  • * Zoom de 18X

Contras

  • * Sistema de foco limitado.
  • * Sem botões de ajuste manual.
  • * Sem saída HDMI
  • * Ajuste de abertura limitado.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares