Publicidade

Por Ana Marques; Por TechTudo

TechTudo

O Galaxy J5 Metal é um smartphone da Samsung lançado no Brasil em julho de 2016 pelo preço de R$ 1.299. O telefone é um dos mais populares entre os brasileiros e ficou em sexto lugar no ranking dos celulares mais buscados pelos consumidores em janeiro de 2017. Sua ficha técnica inclui tela grande de 5,2 polegadas, processador quad-core e câmera frontal de 5 MP com flash LED.

Disponível nas cores preto, dourado e branco, o J5 Metal pode ser encontrado atualmente em sites de ofertas por cerca de R$ 700, e concorre no segmento de celulares intermediários com o Moto G5, da Motorola/Lenovo, e o LG K10 2017. Descubra, em nosso review completo, se o Galaxy J5 Metal é bom e qual é o seu custo-benefício.

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

O Galaxy J5 Metal tem design inspirado em celulares premium. O smartphone mede 145,8 mm por 72,3 mm, tem 8,1 mm de espessura e pesa 158 gramas. Suas laterais são revestidas por metal – mais especificamente, o alumínio – e a parte traseira é de plástico com uma cor metalizada.

Esse tipo de material evita problemas de rachaduras como os encontrados na linha A, que é revestida por vidro. Além disso, as marcas de dedos também ficam invisíveis. O smartphone tem boa pegada e, mesmo com tela grande, encaixa confortavelmente na mão, além de não escorregar.

Galaxy J5 Metal tem revestimento em alumínio e plástico (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

O J5 Metal tem um botão "Home" físico na parte frontal, controles de volume na lateral esquerda e o "Liga/desliga" no lado direito. A saída de áudio fica localizada na parte traseira do celular, o que pode causar desconforto na hora de assistir a vídeos ou mesmo em tarefas simples, como ouvir uma mensagem de voz no WhatsApp, caso você não esteja usando um fone ouvido.

O celular tem função dual chip e, para isso, a fabricante optou por duas bandejas para cartão SIM e um para cartão microSD. Essa é uma boa notícia para os usuários que desejam usar dois chips de operadora sem abrir mão de expandir o armazenamento do telefone. Os slots podem ser acessados facilmente com a remoção da tampa traseira.

O display do J5 Metal tem 5,2 polegadas HD (1280 x 720 pixels). Teoricamente, essa não seria a resolução ideal para uma tela grande, já que resulta em uma densidade de pixels menor do que a encontrada em celulares de mesmo porte. A Samsung poderia ter investido em uma tela Full HD (1920 x 1080 pixels), como a do Moto G5, que tem 5''.

Galaxy J5 Metal é um smartphone intermediário da Samsung com design metálico (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

Na prática, essa diferença de resolução não teve grande impacto na nitidez das imagens, que apresentaram cores vivas, com um preto mais profundo, devido à tecnologia Super AMOLED.

De modo geral, o J5 Metal é um bom celular para assistir a séries e filmes – lembrando sempre do fone de ouvido –, e o display continua com cores intensas mesmo sob o sol forte. Ele conta ainda com um modo externo, que pode ser ativado para aumentar a luz do painel além do que a tradicional barra de ajuste de brilho permite.

O conjunto de câmeras do Galaxy J5 Metal é mediano. O sensor da câmera principal tem 13 megapixels com flash LED e abertura de lente f/1.9, que permite a entrada de uma grande quantidade de luz e, na teoria, favorece fotos noturnas.

No entanto, em nossos testes, fotografar em baixas condições de luminosidade não foi uma experiência agradável. É possível distinguir pessoas e objetos em ambientes com pouca luz, mas não é preciso se esforçar muito para notar pixels por toda a imagem, o que acaba não compensando.

Recursos da câmera traseira do Galaxy J5 Metal (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

As fotos tiradas à luz do dia são boas, mas podem ficar saturadas em ambientes muito claros. Esse problema é facilmente contornado usando o modo profissional da câmera, que permite ajustar os valores de ISO e exposição manualmente.

Um ponto negativo é a falta de HDR. Esse recurso permite obter fotografias com maior riqueza de detalhes a partir da combinação de fotos tiradas sequencialmente com diferentes valores de exposição.

Foto tirada com a câmera traseira do Galaxy J5 Metal (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

A câmera frontal traz sensor de 5 MP, abertura de lente f/1.9 e flash LED (em vez do flash de tela presente em muitos celulares nesta faixa de preço). Além disso, ela conta com funcionalidades interessantes, como o modo de embelezamento, que permite afinar o rosto, aumentar o tamanho dos olhos e apagar imperfeições da pele. Com a função "Selfie Pan", é possível ampliar o ângulo das fotos para que todos os seus amigos caibam na selfie.

Funções das câmeras traseira e frontal do Galaxy J5 Metal, respectivamente (Foto: Reprodução/Ana Marques) — Foto: TechTudo

Um detalhe que pode incomodar é o equilíbrio de cores e a dificuldade da câmera em distinguir certas intensidades próximas, como azul claro e azul escuro.

O Galaxy J5 Metal tem bateria removível de 3.100 mAh – número satisfatório em relação ao hardware do aparelho. Durante nossos testes, o celular teve descarga completa após aproximadamente 15 horas de uso moderado de apps como Facebook, Instagram e WhatsApp, alternando entre as redes 4G e Wi-Fi.

Galaxy J5 Metal tem modo de "Ultra economia" para poupar bateria (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

Esse tempo cai para cerca de 12 horas com o uso da câmera para fotos e vídeos, e ao rodar aplicativos de reprodução de música, como o Spotify. O tempo de recarga do celular em stand-by foi duas horas e 50 minutos.

Algo interessante é o modo de "Ultra Economia", além do tradicional modo de economia de energia, que faz verdadeiros milagres. Com esse recurso, 8% de bateria pode durar mais de quatro horas. A função desativa temas, papéis de parede e praticamente todos os programas do celular, mantendo somente o que for essencial para você.

Galaxy A7 ou Galaxy J7, qual celular é melhor? Comente no Fórum do TechTudo.

O J5 de 2016 vem com Opera Maxpré-instalado. O programa visa economizar dados do seu pacote de 3G/4G, ou mesmo facilitar o uso de uma rede Wi-Fi pública, que tende a se tornar lenta quando um número alto de usuários está conectado.

O app cria uma VPN no seu smartphone, o que, em resumo, trata-se de uma rede privada que conecta você aos servidores do Opera. Esses servidores ficam responsáveis por compactar arquivos como fotos e vídeos e enviá-los de volta para o seu celular, em menor tamanho (o que irá consumir menos da sua internet).

Dessa forma, o Opera Max pode ser um aliado para quem costuma postar muitas fotos no Instagram, ou para usuários que assistem a muitos filmes e séries no Netflix.

Economia de dados no Galaxy J5 Metal com o Opera Max ativado (Foto: Reprodução/Ana Marques) — Foto: TechTudo

Em nossos testes, um dia de uso consumiu 120 MB de dados móveis. Segundo o Opera, houve uma economia de 32,4 MB. O aplicativo também permite ver quantos MB foram gastos por tarefas realizadas em segundo plano.

Na prática, o recurso pode atrapalhar um pouco, já que ele limita os aplicativos que atuam em segundo plano, o que pode fazer com que notificações importantes não sejam exibidas. É claro que há a opção de escolher quais programas vão funcionar mesmo quando a função estiver ligada, mas a ideia é que você escolha o mínimo possível de apps, para que a economia seja significativa.

Com processador quad-core de 1,2 GHz e memória RAM de 2 GB, o J5 Metal rodou o sistema Android 6.0 Marshmallow modificado com a interface TouchWiz sem grandes problemas. O uso de apps de redes sociais mais pesados, como o Snapchat, e jogos como o Pokémon GO (sem o modo de realidade aumentada ativado), causaram alguns travamentos, principalmente após a terceira semana de uso. Além disso, o celular reiniciou sozinho uma vez durante nossos testes.

Por falar em aplicativos, o espaço interno para armazenamento dos seus programas, fotos e vídeos favoritos é de 16 GB, com entrada para cartão microSD de até 128 GB.

Galaxy J5 Metal roda Android 6.0 Marshmallow com a interface TouchWiz (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

Uma boa notícia para quem pretende investir no Galaxy J5 Metal é que o smartphone tem atualização garantida para o Android 7.0 Nougat, versão mais recente do sistema disponibilizada pelo Google. Desse modo, o celular deve continuar atendendo aos usuários que gostam de estar sempre à frente no que diz respeito a novos recursos e tecnologias.

O Galaxy J5 Metal foi lançado pelo preço de R$ 1.299, mas já pode ser encontrado por cerca de R$ 700 em lojas online. A redução de valor o torna uma opção atraente no segmento de smartphones intermediários. Se você procura um celular com bateria que dure o dia todo e funcionamento fluido, o celular da Samsung deve atender às suas expectativas.

No entanto, caso você não tenha se convencido, é possível encontrar boas opções com preço abaixo de R$ 1 mil, como o Moto G5 – que oferece processador octa-core, tela Full HD e Android "puro" por R$ 999. Outro modelo da Samsung que pode ser encontrado em promoção por cerca de R$ 880 é o Galaxy J7 Prime, que é equipado com leitor de digitais.

Tabela de especificações técnicas do Galaxy J5 Metal (Foto: Arte/TechTudo) — Foto: TechTudo

7.8

Design
8
Desempenho
7
Tela
9
Câmera
7
Custo-benefí­cio
8

Prós

  • Bateria que dura o dia todo
  • Revestimento em metal/plástico (mais resistente que o vidro da linha A
  • Boa pegada
  • Função dual chip (sem slots híbridos
  • Bom desempenho com apps pesados

Contras

  • Câmeras não tem HDR
  • Câmera frontal tem dificuldade na distinção de tonalidades próximas
  • Tela grande com resolução HD
  • Saída de áudio na parte traseira

Mais do TechTudo