Jogos de ação

NOTA tt
9.3

Review Halo 5: Guardians

Embora a narrativa não esteja no nível dos games anteriores, Guardians é tecnicamente impecável e se destaca com jogabilidade modernizada e multiplayer competitivo. Veja a análise completa!

Victor Alcaíde Teixeira
por
em

Halo 5: Guardians é o mais novo jogo de tiro em primeira pessoa da cultuada franquia da  Microsoft, que tem o mascote Master Chief como protagonista. Desenvolvido pela 343 Industries, o título exclusivo de Xbox One apresenta um novo herói, introduz mecânicas inéditas de jogabilidade e traz visual digno de nova geração. Confira a análise:

Halo 5: Guardians terá Fabrício Werdum como personagem secreto

Em busca de Master Chief

Em Halo 5: Guardians, o jogador tem a oportunidade de controlar dois esquadrões de Spartans: o time azul, composto por Master Chief e outros três sobreviventes do programa Spartan-II; e a equipe Fogo Osiris, liderada por Jameson Locke e formada por Edward Buck, Olympia Vale e Holly Tanaka.

Review: Halo 5: Guardians (Foto: Divulgação/Microsoft)Review: Halo 5: Guardians (Foto: Divulgação/Microsoft)


Enquanto a equipe de Spartan Locke recebe missão secreta para resgatar a Doutora Catherine Halsey, Chief desobedece ordens superiores da UNSC para investigar uma enigmática mensagem que ameaça a galáxia. A partir daí, Locke assume o caso para descobrir o paradeiro do protagonista e, é claro, tentar salvar o esquadrão Blue e o universo.

A narrativa está bem longe de ser ruim, porém a forma como ela é contada deixa muitas dúvidas, até mesmo para os jogadores familiarizados com a série. A 343 Industries ampliou consideravelmente o universo de Halo e, por isso, não soube lidar tão bem com o tamanho e a quantidade de conteúdo.

Master Chief, por exemplo, é pouco acionado na trama – é possível contar nos dedos os estágios liderados pelo herói –, apesar de ter papel fundamental durante o desfecho. Por outro lado, Locke tem personalidade mal explorada, e demonstra que se importa apenas em “cumprir a missão”. Por isso, fica difícil se importar com as ações do líder de Osiris no decorrer da trama, pois o Spartan pouco faz além de dar e receber ordens.

Você controla dois esquadrões de Spartans em Halo 5 (Foto: Divulgação/Microsoft)Você controla dois esquadrões de Spartans em Halo 5 (Foto: Divulgação/Microsoft)

A campanha tem entre 8 e 10 horas de duração, dividida em 15 missões. Além das típicas fases nas quais o jogador deve atirar em tudo que se move, Guardians tem atividades de exploração, cujo objetivo é coletar dados (que nada mais são do que itens colecionáveis) e conversar com NPCs em pontos específicos do mapa. Por mais que a dinâmica das atividades não seja inovadora, explorar os cenários é uma boa forma de relaxar entre um tiroteio e outro.

Caso você jogue sozinho, os companheiros de equipe serão controlados pela inteligência artificial do game. No entanto, é possível ordenar as ações do esquadrão com os botões direcionais. Quer que a equipe foque em um único inimigo? O jogador é capaz de comandar a estratégia do time como quiser. Quando Spartan Locke é abatido pelos adversários, qualquer um dos três membros do grupo pode trazê-lo de volta à batalha.

O problema da frustrante inteligência artificial é que os companheiros muitas vezes não conseguem reconhecer os pedidos de ajuda, isso significa que eles simplesmente vão ignorá-lo para continuar a atirar nos inimigos. Na modalidade cooperativa, naturalmente, nenhuma situação semelhante acontece, já que os parceiros são controlados por jogadores reais.

Modo campanha é dividido em 15 missões (Foto: Divulgação/Microsoft)Halo 5: modo campanha é dividido em 15 missões (Foto: Divulgação/Microsoft)

Embora a campanha ofereça experiência bastante linear, os ambientes são gigantescos e repletos de possibilidades de ataque. Há dezenas de armas humanas, Covenant e Forerunner à disposição, bem como diversos locais escondidos com veículos, granadas e torretas que proporcionam vistas privilegiadas dos inimigos.

Nítido progresso

Em relação à jogabilidade, Halo 5 sofreu alterações drásticas. Agora, o Spartan é capaz de correr ininterruptamente, dar dashs, superpulos e ainda usar habilidades especiais para aniquilar os oponentes de surpresa pelo ar.

Felizmente, a 343 Industries conseguiu modernizar Halo 5 com elementos de shooters contemporâneos sem deixar a essência da franquia de lado. Pela primeira vez na história do FPS futurista, os armamentos possuem mira com zoom no botão “LT” (inclusive as pistolas e lança-granadas), o que é uma adição muito bem-vinda para se adequar aos padrões atuais.

Master Chief tenta resolver tudo sozinho na nova aventura (Foto: Divulgação/Microsoft)Master Chief tenta resolver tudo sozinho na nova aventura (Foto: Divulgação/Microsoft)

Ao pressionar o gatilho esquerdo com o rifle de batalha, por exemplo, o número de balas é exibido no visor da arma, enquanto o rifle de precisão muda de forma quando o jogador aciona o zoom. Ao tomar um tiro, o zoom é automaticamente desabilitado, forçando o usuário a acertar os inimigos com a clássica mira aberta.

Tecnicamente impecável

Assim como as nítidas mudanças de gameplay, o visual de Halo 5 também evoluiu bastante. As cutscenes, mais curtas do que o habitual, continuam tecnicamente impecáveis, com detalhes minuciosos de rostos, expressões convincentes de personagens e objetos de composição.

As cenas de ação com diversos elementos na tela dão um show à parte, graças aos ângulos de câmera que enriquecem os confrontos espaciais com um tom cinematográfico. Halo 5: Guardians roda em lisos 1080p e 60 fps e, durante os nossos testes, não notamos nenhuma queda brusca de desempenho capaz de afetar a experiência de jogo.

Halo 5 é tecnicamente impecável (Foto: Divulgação/Microsoft)Halo 5 é tecnicamente impecável (Foto: Divulgação/Microsoft)

Os ambientes não apresentam grande número de objetos, o que é a característica  visual de Halo, mas todos têm efeitos de iluminação impressionantes. O neon das instalações futuristas é refletido com bastante realismo, enquanto as explosões de Warthogs, Mongooses e Pelicans causam um show incrível de luzes.

Como era de se esperar, Halo 5: Guardians foi totalmente localizado em português do Brasil e conta com vozes e legendas em nosso idioma. O trabalho de tradução, mais uma vez, está caprichado e bem acima da média em comparação a outros blockbusters recentes. Aliás, a franquia Halo nunca decepcionou também no quesito dublagem.

A sonoplastia de Halo também é um dos pontos fortes do game. Os barulhos dos tiros, dos passos pesados dos Spartans e das explosões que atuam como plano de fundo são de cair o queixo. A trilha sonora original, por sua vez, traz composições clássicas e faixas inéditas de Kazuma Jinnouchi, músico conhecido por trabalhar em Halo 4, Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots e Metal Gear Solid: Peace Walker.

Trilha sonora dá um tom épico às batalhas (Foto: Divulgação/Microsoft)Trilha sonora dá um tom épico às batalhas (Foto: Divulgação/Microsoft)

As composições de Halo emocionam como poucos jogos conseguem fazer. Quando o título se aproxima do final, especificamente nas três últimas missões, a trilha sonora consegue conduzir perfeitamente o clima mais tenso da trama com belas faixas orquestradas.

Multiplayer competitivo é o grande atrativo

O multiplayer online de Halo 5: Guardians é dividido em duas modalidades: Arena e Zona de Guerra. Na arena, o usuário pode se aventurar em cinco modos já conhecidos, como Arena em Equipe, Assassino, Fuga, Liberado para Todos e SWAT. Todos eles exigem o mínimo de oito jogadores.

Os 15 estágios iniciais disponíveis no título são incrivelmente balanceados e presenteiam o jogador com vários esconderijos e possibilidades de ação. As arenas, em grande parte verticais, proporcionam confrontos bastante divertidos.

Multiplayer é o grande atrativo do título (Foto: Divulgação/Microsoft)Multiplayer é o grande atrativo do título (Foto: Divulgação/Microsoft)

Diferentemente da compilação Halo: The Master Chief Collection, que evidenciou problemas sérios de localização de partidas, o matchmaking de Halo 5: Guardians consegue organizar batalhas em poucos minutos. Isso porque há servidores dedicados aos confrontos online, ou seja, não existem mais conexões P2P.

O modo Zona de Guerra é a cereja do bolo do multiplayer. Popularmente conhecido como Warzone, o modo oferece duas submodalidades para até 24 jogadores. Os mapas são gigantescos, contam com grande variedade de veículos e ainda são habitados por adversários controlados pelo jogo. A sensação é de estar em uma verdadeira guerra colossal entre Covenants, Forerunners e Spartans.

Sistema de Requisições é novidade (Foto: Divulgação/Microsoft)Sistema de Requisições é novidade (Foto: Divulgação/Microsoft)

Agora, há também o sistema de Requisições, ou REQ system, que nada mais é do que uma forma de adquirir estímulos, armas, veículos e equipamentos através de pacotes de cartas. Os packs de cartas podem ser adquiridos com dinheiro real ou com moedas conquistadas ao final das partidas.


Boa parte das cartas do sistema REQ concedem mudanças cosméticas para o combatente Spartan, mas o conteúdo randômico também pode oferecer itens poderosos. Infelizmente, todos os pacotes geram cartas aleatórias, o que significa que não é possível comprar um equipamento específico para o herói. É bom lembrar que os itens e equipamentos podem ser acessados a qualquer momento durante as partidas nas estações REQ.

Conclusão 

Halo 5: Guardians é, sem dúvida, o trabalho mais ambicioso da 343 Industries. Embora a narrativa tenha ficado aquém do esperado, Guardians é tecnicamente impecável e se destaca com jogabilidade modernizada e multiplayer competitivo bastante acessível. A franquia de Master Chief comprovou que sabe se reinventar sem perder a essência que a consagrou.

Qual o melhor jogo de tiro FPS? Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
9.3
Gráficos
9
Jogabilidade
9
Diversão
9
Som
10

Prós

  • Tecnicamente impecável
  • Multiplayer competitivo bastante divertido
  • Jogabilidade aperfeiçoada
  • Ambientação e trilha sonora com tom cinematográfico
  • Possibilidade de jogar a campanha com os amigos.

Contras

  • Ausência de modo em tela dividida
  • Inteligência artificial fraca dos aliados
  • Narrativa aquém do esperado.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Michely Santos
    2015-10-28T23:40:32  

    Comprei xbox one só pra jogar halo 5 em campanha na tela dividida, mas não é possível... arrasada, vou vender meu game...

    recentes

    populares

    • Michely Santos
      2015-10-28T23:40:32  

      Comprei também por ser fã do Halo.

    recentes

    populares

    • Michely Santos
      2015-10-28T23:40:32  

      Se compra um determinado console, geralmente por conta de um ou mais exclusivos que à pessoa gosta muito. Eu mesmo acho mais em conta ter um XBOX ONE por conta dos games grátis na Gold, mas tem alguns games da Sony em que eu adoraria jogar, tipo The last of us, Uncharted, o The last guardian que vai lançar e outros.

  • Tiago Silva
    2015-10-27T09:45:59  

    Nem se compara com Qualquer um Uncharted ou The Last of us esses exclusivo do X box são muito fraco em comparação com os ps4 perde feio. A Microsoft devia fazer só computadores

    recentes

    populares

    • Tiago Silva
      2015-10-27T09:45:59  

      Murilo Carvalho, eu vi a comparação entre o Forza e Project Cars, o do X box levou a melhor no console, mas Project Cars foi um jogo feito mais pra computadores, do q pra consoles, tanto q no computador promete rodar em 12 K, ai fica difícil saber se é verdade pq ainda nem exista TV pra isso, conheço TV até 8 K. Mas com tudo isso, prefiro jogar GT6, Pelas variedades de carros, a única coisa de ruim é quando carro bate e não acontece nada, tbm perdoável por ser da geração passada.

    recentes

    populares

    • Tiago Silva
      2015-10-27T09:45:59  

      É simples tem gente que gosta de PS4, outros XBOX ONE e outros de PC, eu gosto de consoles, e apesar de ser fã de God of War, sou mais fã de HALO e GEARS OF WAR, que pra min em termos de história (pois ambos de história demais), jogabilidade e gráficos são quase perfeitos. OBS: Poderia ter mais Master Chief......

  • Gustavo Moraes
    2015-11-05T23:30:26

    Adoro a franquia mas, estou mais interessado em Far Cry 4 e Star Wars Battlefront. Talvez outra hora.

  • Fernanda Máximo
    2015-11-05T19:12:02

    Só falam da qualidade do vídeo e do áudio ninguém informa nada, alguém sabe o formato do áudio?????????????????

  • Andre Felipe
    2015-10-27T14:14:19  

    Candidato à "GOTY" com certeza...

    recentes

    populares

    • Andre Felipe
      2015-10-27T14:14:19  

      Cara acho difícil por causa do jogo que levou GOTY em seus antecessores chamado Bataman Arkham Knight, jogo é simplesmente impecável na história, gráficos, jogabilidade,o adicional do carro, mundo aberto, Vai ser difícil algum outro jogo bater ele.

  • Francisco Queiroz
    2015-10-27T23:21:43

    Finalmente uma análise bem condizente sem puxo saquismo. Esse Halo 5 está ótimo, trilha sonora impecável, jogabilidade perfeita e acima de tudo, jogo mt divertido. Parabéns a Microsoft, os donos do xone agradecem.

  • João Henrique
    2015-10-27T13:52:54  

    Não vai deixar de ser um jogão, mas no metacritic a avaliação não esta tão alta quanto os halo's anteriores, muita critica negativa sobre o modo campanha.

    recentes

    populares

    • João Henrique
      2015-10-27T13:52:54  

      Campanha realmente deixou a desejar.. muito curta e mal explicada. O protagonista tem que voltar a ser o Master Chief no próximo! Por outro lado, o multiplayer tá sensacional, muito bem feito

    recentes

    populares

    • João Henrique
      2015-10-27T13:52:54  

      Tbm gostei do multiplayer, as novas mecânicas de jogo adicionaram bastante no resultado final.