Jogos de ação

NOTA tt
6.0

Review Halo: Spartan Assault

Franquia chega aos dispositivos mobile esbanjando belos gráficos, mas escorregando na jogabilidade.

Murilo Molina
por
em

Halo: Spartan Assault é a nova investida da Microsoft, em parceria com a 343 Industries, na famosa série de ação que fez fama nos consoles da família Xbox. Dessa vez, exclusivos para aparelhos móveis e PCs, o game chega com ideias interessantes e belos gráficos, mas derrapa em fatores essenciais. Confira a análise completa:

Halo: Spartan Assault (Foto: Divulgação)Halo: Spartan Assault (Foto: Divulgação)

Mudança de plataforma e estilo

Spartans blindados e armados até os dentes trocando tiros e pontapés com extraterrestres em mais um jogo desenfreado. Diferente do que se possa imaginar, Spartan Assault não é um FPS como outros tantos games da série que alegrou os donos de Xbox na última década.

Sediado entre os eventos de Halo 3 e Halo 4, Spartan Assault é um shooter com câmera superior e esquema de controles dual stick, daqueles em que um controla o personagem e o outro determina a direção dos disparos.

A campanha é dividida entre um total de 25 fases, que trazem diferentes objetivos. As missões passam por tarefas simples, como derrotar um certo número de inimigos e alcançar determinadas áreas do mapa, até outras mais complicadas, como destruir frotas de veículos e proteger locais das invasões inimigas.

Além da possibilidade de utilizar diferentes veículos, ainda é possível fazer upgrades no arsenal depois de cada fase. Novas armas são compradas com o XP adquirido nas partidas, ou com os infames créditos, comprados com dinheiro real na loja do jogo.

Halo: Spartan Assault (Foto: Reprodução/Murilo Molina)Halo: Spartan Assault (Foto: Reprodução/Murilo Molina)

Visual bem detalhado e jogabilidade ruim

Os gráficos chamam atenção pelo nível de detalhes, incomum em jogos mobiles. Exigindo aparelhos com pelo menos 1GB de RAM, Spartan Assault faz um bom trabalho tanto no gameplay quanto nas belas cutscenes. É fácil se impressionar com os cenários e bonitos efeitos de luz vistos a todo momento no jogo.

Infelizmente, o maior ponto negativo do jogo fica por conta dos comandos que, apesar de poucos, tornam-se extremamente frustrantes com o avanço e gradativo aumento da dificuldade.

As alavancas virtuais (e invisíveis) são posicionadas na parte inferior da tela, e não ajudam em nada na pontaria dos disparos. O resultado são dúzias de balas desperdiçadas até a rajada se alinhar com os inimigos.

Halo: Spartan Assault (Foto: Reprodução/Murilo Molina) (Foto: Halo: Spartan Assault (Foto: Reprodução/Murilo Molina))Halo: Spartan Assault (Foto: Reprodução/Murilo Molina)

O botão de ação e a troca de armas também têm o potencial de se tornarem verdadeiros dramas, já que é preciso colocar os dedos no meio da tela para executar as tarefas. O mesmo acontece com as granadas, que insistem em voar para o lado oposto dos inimigos.

O potencial para um multiplayer cooperativo também foi desperdiçado, dando lugar a um simples ranking de pontuação e conquistas (ligadas diretamente à sua conta da Xbox Live) pouco atrativo.

Conclusão

Halo: Spartan Assault é uma boa adição à biblioteca de jogos do Windows Phone mesmo com todos os confusos controles touchscreen. Com bonitos gráficos e boa variedade de conteúdo, incluindo uma variedade de conquistas para desbloquear, o game deve agradar os fãs mais dedicados da franquia.


Opine no fórum: qual será o melhor console, PS4 ou Xbox One?

Nota TechTudo

NOTA tt
6.0
Gráficos
8
Jogabilidade
4
Diversão
5
Som
6

Prós

  • - Belos gráficos
  • - Variedade de missões
  • - Conquistas da Xbox Live

Contras

  • - Controles terríveis
  • - Falta de modo cooperativo
  • - Upgrades pagos
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Murilo Carvalho
    2013-08-15T20:14:52

    o cara é manco não sabe jogar e poe a culpa no game