Jogos de ação

NOTA tt
9.0

Review Hellblade: Senua's Sacrifice

Jogo traz gráficos de ponta, enredo original, mas desliza em puzzles repetitivos

Felipe Vinha
por
em

Hellblade: Senua's Sacrifice foi anunciado pela produtora Ninja Theory, a mesma de DmC: Devil May Cry e Heavenly Sword, como mais um game de ação e temática medieval. O que poucos sabiam, porém, é que ele seria tão focado em história e no desenvolvimento da personagem, neste caso Senua. Muito além dos combates e dos gráficos, que por si só já são excelentes, Hellblade traz algo que muitos jogos falham atualmente: sentimento e uma mensagem bem importante. Confira nossa análise completa:

Leia o review de DmC Devil May Cry

No tempo dos vikings

Hellblade é extremamente focado na cultura viking. Senua inicia sua jornada em direção ao Hel, a “terra dos mortos”, onde precisa, em teoria, resgatar alguém importante para sua vida. Ela é uma jovem guerreira de seu clã, mas que aparentemente sofre com a falta de confiança interna, ansiedade máxima e a pressão social que sofria entre seus iguais.

Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Tiago Leifert)Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)

É isso mesmo que você leu: Hellblade trata de sentimentos reais em uma terra irreal. Senua é uma pessoa com transtornos graves, mas ainda assim muito comuns na sociedade atual. Não ao acaso é que a equipe de produção faz questão de informar que o desenvolvimento do jogo foi acompanhado por especialistas da área de saúde, para que tudo seja apresentado de forma realista e uma lição seja passada.

Pouco podemos falar da história para não estragar as surpresas. Até mesmo o tão falado sistema de apagar o “savegame” de acordo com as mortes, que gerou notícias polêmicas ao longo do lançamento do game, pode ser considerado um spoiler – pois trata de algo que acontece na história, com Senua.

Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)

Porém, o game te passa, a todo o momento, a impressão de estarmos na pele da jovem guerreira, e faz isso com as dezenas de vozes que falam em sua cabeça ao longo do enredo. Não é ao acaso que a narração da história fique confusa em determinados momentos, de propósito, para que Senua tente entender o que falam em sua mente – vozes passadas de seu povo, mas que ecoam em diversos pontos da história.

Um God of War com Dark Souls?

A jogabilidade básica de Hellblade é inspirada por elementos vistos em outros jogos do estilo ação – apesar de não ser focado 100% sempre em ação. Na verdade, o combate está ali apenas por estar, pois é meio que obrigado ter lutas em um jogo com temática nórdica, já que eram guerreiros conhecidos por suas batalhas que travavam contra inimigos.

Há elementos de God of War, de Dark Souls, e de outros jogos que são minimamente parecidos em termos estéticos ou de design. Mas não pense que os games citados tenham qualquer similaridade mínima com o que Hellblade tenta passar ao seu jogador. O que queremos dizer aqui é que encontramos pontos de interseção entre esses títulos, seja por nuances de combate ou pelo estilo gráfico que os inimigos são apresentados.

Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)

Como em Dark Souls, por exemplo, Senua não pode atacar sem pensar e o jogador precisa calcular cada investida e cada defesa, adequando-se aos movimentos dos inimigos. E, como em God of War, os inimigos são monstros mitológicos, furiosos e com sede de violência para cima da protagonista. Algo também esperado por conta da temática quase que divina da ameaça.

A jogabilidade geral de Hellblade interessante e, ao mesmo tempo, cansativa, porém. Trata-se de um excelente jogo, com controles bem encaixados e positivamente bem feitos, mas com pequenos pontos que poderiam melhorar, como a repetição de alguns quebra-cabeças e combates. A exploração é feita em terceira pessoa e Senua é quase que totalmente vista na tela, dado o ângulo da câmera bem fechado em cima dela.

Contudo, cabe ao jogador lidar com os controles propositalmente “duros”, pois estamos no comando de uma pessoa abatida, quebrantada e nos seus piores momentos. Dá para perceber estes pequenos detalhes que o estúdio Ninja Theory colocou no game, sem medo de desagradar seu público – principalmente aqueles que estavam acostumados com Heavenly Sword e DmC: Devil May Cry. Um detalhe interessante é que Senua não carrega itens, apenas sua espada. Uma mensagem clara de que o foco não está em uma jogabilidade complexa.

Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)

É notável que tudo que acontece nos controles e no desenrolar da jogabilidade tenha ligação direta com a história e o estado mental de Senua. O game se esforça para que, constantemente, o jogador seja lembrado que os maiores inimigos não são aqueles que estão em sua frente durante um combate, mas sim os que moram em sua cabeça.

Hellblade faz por merecer seu visual único

Os gráficos de Hellblade: Senua's Sacrifice são um dos mais bonitos e bem feitos vistos no PS4 e no PC nos últimos tempos. Seguindo de perto o que a Ninja Theory fez em outro título seu, o adorado Enslaved: Odyssey To The West, a captura de movimentos faciais vistos em Senua é de alta qualidade e passam bem o sentimento de sofrimento da protagonista

Uma técnica interessante e usada pelo jogo é a mistura de atores reais com o gráfico do game. Em determinado momento temos visão do passado de Senua e de fantasmas de pessoas reais que ainda a atormentam, que aparecem de forma sinistra nas cenas, representados por pessoas, e não polígonos. É algo que funciona melhor na base do “vendo para entender”, mas funciona muito bem e de forma adequada ao cenário.

Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)Hellblade: Senua's Sacrifice (Foto: Reprodução / Felipe Vinha)

A trilha sonora foi composta por bandas de rock industrial como Combichrist e VNV Nation, o que já te deixa ter uma ideia do tom do que esperar, se você conhece esses grupos. Todo o tom sombrio que envolve Senua também está nas músicas que completam o cenário e ambientação, além da dublagem não só da protagonista, mas das vozes que a cerca. Tudo isso com o sistema de som binaural, que permite que cada voz fale em um canal diferente de sua TV ou fone.

Conclusão

Hellblade: Senua's Sacrifice é um jogo com mensagem, com um sentimento maior do que encontramos no mercado e com a importante lição de lidar com seus demônios interiores e transtornos reais do mundo atual – como ansiedade, depressão e síndrome do impostor. Com um preço bem em conta, e aventura de duração certa, este é um dos melhores games do ano e lançados no PS4 e PC. Apesar quebra-cabeças repetitivos e desafios pouco inspirados, sua narrativa, visual e ambientação compensam bastante.

Para você, quais são os jogos mais difíceis? Deixe sua opinião em nosso Fórum!

 

Nota TechTudo

NOTA tt
9.0
Gráficos
9
Jogabilidade
9
Diversão
9
Som
9

Prós

  • - Discute temas importantes
  • - Momentos bem realistas
  • - Gráficos de alto nível
  • - Combates inteligentes

Contras

  • - Quebra-cabeças repetitivos
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Fábio Filho
    2017-08-16T16:01:03  

    Só de ver um tanto já desisti de comprar. Segue a tendência dos games atuais: lindo por fora, oco por dentro. Mesmos puzzles, combate raso, mais do mesmo. Já encheu.

    recentes

    populares

    • Fábio Filho
      2017-08-16T16:01:03  

      mas acredito que a história envolvente acaba compensando esses puzzles repetitivos.

  • Paulo Uragan
    2017-08-19T18:20:06

    me convenceu quando disse que na trilha tem combichrist e vnv, to indo compra agora.

  • Rodrigo Monteiro
    2017-08-14T12:22:24  

    Avaliação incoerênte. Se é um dos melhores gráficos da nova geração de consoles, por que a nota não é a máxima (10) ?

    recentes

    populares

    • Rodrigo Monteiro
      2017-08-14T12:22:24  

      Jogo não é feito apenas de gráficos

    recentes

    populares

    • Rodrigo Monteiro
      2017-08-14T12:22:24  

      Se você acha que é 10 só por conta dos gráficos, melhor ir para os filmes.

  • André Ribeiro
    2017-08-15T18:56:59

    Terceiro os puzzles realmente são repetitivos e não empolgam muito. Só pra constar eu sou "gamer" não tenho plataforma favorita. Quero consoles e jogos bons a preços acessíveis pra todos :)

  • André Ribeiro
    2017-08-15T18:56:56

    Segundo, dark souls e god of war? Paraaaaaa com esse tóxxico agoraaaaaa. Os combates são entediantes, e se baseia em vc saber duas coisas, esquivar e apertar o botão de defesa no tempo certo para habilitar um contra golpe só isso.

  • André Ribeiro
    2017-08-15T18:56:47

    Discordo hein. Está hypada essa análise. Primeiro o visual da personagem é bom, mas melhores gráficos da geração tá apelando feio. Tem várias texturas horríveis, a iluminação deixa a desejar, os efeitos visuais são poucos......enfim tem uma penca de jogo que leva com gráficos muito melhores.

  • André Ribeiro
    2017-08-15T18:55:56

    hummm

  • Marcel Cabreira
    2017-08-14T23:10:06  

    Infelizmente sou sonysta e cmo todo sonysta só jogo exclusivo

    recentes

    populares

    • Marcel Cabreira
      2017-08-14T23:10:06  

      azar o seu, ta perdendo um monte de coisa bacana! Em termos de plataformas, ser eclético é o melhor caminho! (apesar de ser o mais caro tambem rsrs)

    recentes

    populares

    • Marcel Cabreira
      2017-08-14T23:10:06  

      Pois é xará, quem dera eu pudesse comprar um PS4

  • Fernando Ruivo
    2017-08-15T16:33:48

    Que porcaria essa guerra de consoles!! Infelizmente esse será outro jogo que não poderei jogar

  • Vinicius Braga
    2017-08-15T01:45:45  

    Hell significa demônio, eu que não jogo esse infeliz!

    recentes

    populares

    • Vinicius Braga
      2017-08-15T01:45:45  

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, bicho burro, anta, analfabeto, analfabeto digital, não se dá ao trabalho nem de ir no google para ver o significado antes de escrever besteiras.

    recentes

    populares

    • Vinicius Braga
      2017-08-15T01:45:45  

      Hell = demônio. Hell difícil ler um comentário desses, isso sim ! kkkk

  • Peter Koch
    2017-08-15T11:38:28

    Gostaria de jogá-lo. Mas tenho só o xone.

  • Vagner Machado
    2017-08-15T08:47:03

    Acho que o preço diz muita coisa. Ele é um jogo de alta qualidade, sem ser longo e com um preço abaixo da média. Se fosse um game considerado AAA, com preço de AAA+ (como esses que 60 pelo jogo base e mais 20 pra ter ele completo em forma de DLC) a nota seria menor. Eu to jogando no PC e acho os puzzles repetitivos e a história bacana. Não curto jogos que o foco é a história e são longos demais. Esse está fazendo o seu papel até chegar o fim de semana.

  • Alvaro1saac
    2017-08-14T17:37:56

    Nossa como a protagonista desse jogo ta parecida com a Charlize Theron, do Mad max: estrada da furia. Se basearam nela sera??

  • Thiago Valim
    2017-08-14T09:55:15  

    Jogo épico, fazia muito tempo que um jogo não me prendia tanto assim. Pra quem gosta de um jogo com ótima história, belos gráficos e mitologia é um prato cheio. Resumo do jogo é o famoso triplo B (Bom, Bonito, Barato).

    recentes

    populares

    • Thiago Valim
      2017-08-14T09:55:15  

      não

    recentes

    populares

    • Thiago Valim
      2017-08-14T09:55:15  

      Não

  • Cleiton Rezende
    2017-08-14T18:53:44

    Trabalho na área da saúde mental e acredito que a mensagem que fala sobre apagar o "save" seja proposital para nos confundir, afinal, por se tratar de uma personagem com psicose, não podemos acreditar em tudo que vemos. Um game fantástico que mostra vários tipos de alucinações, enfim, elementos que nos parecem ser verdadeiros (como a mensagem) são, apenas, fruto da imaginação dela.

  • Pedro Luis
    2017-08-14T11:06:28  

    Pra quem gosta de ação, esse game não é o ideal. Ele tem uma ótima história e gráficos incríveis. Pra quem curte uma cutscene, é um prato cheio.

    recentes

    populares

    • Pedro Luis
      2017-08-14T11:06:28  

      Todo produto tem seu público alvo e esse jogo é mais caso disso.

    recentes

    populares

    • Pedro Luis
      2017-08-14T11:06:28  

      Mas foi exatamente o que eu disse, o jogo tem seu público, de quem gosta de uma história, assistir mais do que jogar, se envolver com o sentimentos da personagem e etc... Até ai tudo bem, mas a nota dada ao game (9.0) não faz nenhum sentido pra mim.

  • Joaquim José
    2017-08-14T13:10:12  

    "Hellblade, impressiona pelo realismo" --> Gráficos: 9. Splatoon 2 --> Gráficos: 10. Vai entender o povo que faz as análises desse site...

    recentes

    populares

    • Joaquim José
      2017-08-14T13:10:12  

      ta falando de realismo Splatoon nunca vi nada parecido no real kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    recentes

    populares

    • Joaquim José
      2017-08-14T13:10:12  

      Dá pra entender sim. Splatoon tem a proposta de entregar gráficos em animação e entrega com maestria. Hellblade tem a proposta de entregar gráficos realistas como se fossem o mundo real e entrega, mas não tão perfeitamente. Enfim, ambos os jogos são bons. E basta entender qual a proposta de cada jogo, blz

  • Jordan Ferreira
    2017-08-14T12:32:01

    essa parada de morte definitiva ja foi desmentido.