Publicidade

Por Carolina Ochsendorf; Por TechTudo

TechTudo

Just Dance 2017 é a nova versão do jogo de dança da Ubisoft. Este ano, além das versões para PS4, PS3, Xbox One, Xbox 360, Nintendo Wii e Nintendo Wii U o game chegou, pela primeira vez, para PC e já tem lançamento confirmado para o novo Nintendo Switch, em 2017. Com canções famosas como o single "BANG!", da cantora Anitta, o título promete divertir, apesar de não apresentar novidades consideráveis se comparado às versões anteriores. Confira o review:

O que mudou?

Além da possibilidade de rodar em plataformas inéditas, a grande novidade da versão 2017 do título é o "Just Dance Machine", um modo que reúne diferentes estilos de dança. Nele, desafios são impostos ao jogador, que terá opções que vão de balé a flamenco, para dificultar a vida dos "dançarinos de plantão".

Assista ao vídeo e confira minutos de teste do game:

Let's Dance!

Lançado em outubro, o game da Ubisoft vem com 40 faixas, incluindo músicas famosas como “Sorry” (Justin Biebier), “Into You” (Ariana Grande), “Cake By The Ocean” (DNCE) e, entre as músicas brasileiras está “Te Dominar”(Dayla Luz). Clássicos como “Don’t stop me now” (Queen) aparecem, também na song list, que é bastante variada, prometendo, assim, agradar aos jogadores de estilos variados.

A conectividade dos smartphones com consoles é um pouco complexa em Just Dance 2017 (Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo) — Foto: TechTudo

Caso queiram, os jogadores ainda podem sugerir novos singles no site do game. Fora isso, podem, também, ter acesso aos catálogos das versões anteriores, adquirindo o "Just Dance Unlimited" - assinatura que custa R$ 80 por ano ou pacote trimestral por R$ 20.

Design

No quesito design, o Just Dance 2017 mantém o estilo dos antecessores e aposta em cores vibrantes, "neons", com contraste demarcado e coloridas, que lembra muito a temática disco dos anos 70. Já o menu do jogo sofreu uma modificação significativa. Intuitivo, ele possui mais opções do que o Just Dance 2016, a exemplo da quantidade de dançarinos em cada música (solo, dupla, trio ou quarteto). Tal organização evita a confusão na hora de escolher as coreografias para dançar.

Just Dance 2017 tem menu mais organizado e intuitivo (Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo) — Foto: TechTudo

Não está fácil para ninguém

No que diz respeito à sincronização, o jogo não deixa desejar. A mecânica das coreografias é bem intuitiva e possui níveis de dificuldade distintos. Entretanto, ainda nos níveis de menor complexidade, executar todos os passos propostos é bastante difícil, uma vez que são rápidos e fluidos.

A diversidade de modos é o grande ponto positivo do título, que, além do já mencionado Just Dance Machine, traz de volta o "Dance Quests". Nele, o jogador precisa dançar três músicas seguidas para ficar entre os melhores numa espécie de ranking com seus concorrentes. Já o modo "Sweat" tem uma proposta diferente, com coreografias voltadas para malhação, fazendo com que o usuário pontue à medida que vá perdendo calorias. Por último há, também o "World Dance Floor", o modo online do jogo no qual os dançarinos de todo o mundo concorrem entre si.

Os aplicativos vão dominar o mundo

Desde a versão anterior, o game de dança da Ubisoft traz a possibilidade de captação dos movimentos por meio do celular. Para este feito, basta baixar o aplicativo Just Dance Controller. Esta opção é bem mais econômica, já que o aplicativo disponível para iPhone (iOS) e Android é gratuito, enquanto os aparelhos que captam os movimentos nas demais plataformas, a exemplo do Kinect, PS Move e (PS Eye) custam a partir de R$159, R$ 179 e R$322, respectivamente.

Just Dance 2017 - foto smartphone 2 (Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo ) — Foto: TechTudo

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Contudo, nos celulares não há possibilidade de gravarmos as imagens das coreografias, como é possível nos aparelhos já citados. Fora isso, levando em consideração o conforto, os smartphones saem perdendo, uma vez que dançar com algo na mão se torna incômodo, se executado por muito tempo. Além do mais, a conectividade dos telefones com o Xbox One, console onde o teste foi realizado não é intuitivo, tornando, assim, o processo mais demorado do que deveria.

Conclusão

Just Dance 2017 é uma boa pedida para divertir as festas e desafiar os amigos. Entretanto, como não houveram mudanças significativas na estrutura do jogo, bem como nos modos e design, investir R$ 180 na nova versão do game pode ser um desperdício para quem já possui os títulos anteriores.

Just Dance Unlimited vale a pena? Comente no Fórum do TechTudo!

9

Gráficos
9
Jogabilidade
8
Diversão
10
Som
9

Prós

  • Menu mais organizado e intuitivo
  • Músicas de todos os estilos
  • Diversidade de modos
  • Versões para diversas plataformas

Contras

  • Coreografias complexas
  • Passos rápidos demais
  • Sincronização do celular com console demorada

Mais do TechTudo