Jogos de luta

NOTA tt
7.0

Review KickBeat

A mais nova aposta da Zen Studios, produtora que ficou conhecida pelos seus jogos de pinball de alta qualidade, é KickBeat, um jogo de ação e luta rítmico que conta a história de um aprendiz lutando pelas músicas do mundo.

Rafael Monteiro
por
em

KickBeat é a mais nova aposta da Zen Studios, conhecida produtora de jogos de Pinball, trazendo um game de ação e luta rítmico para o PlayStation 3 e PS Vita. Com uma jogabilidade simples e intuitiva, além de uma trilha sonora razoável, o título agrada mesmo sem ser muito ambicioso. Confira o review:

Kickbeat é jogo que mistura música e luta nos lançamentos da semana

Kickbeat (Foto: Divulgação)Kickbeat (Foto: Divulgação)

História

A história do jogo define bem o tom despretensioso que ele toma, com um enredo sólido que utiliza o humor para não se levar a sério demais. Sua aventura seguirá a história de Lee, um aprendiz de artes marciais da Ordem do Punho Melódico, que irá lutar contra um grande empresário da indústria fonográfica. No meio da disputa está uma esfera mágica que contém todas as músicas já existentes e ainda as que serão citadas no futuro.

Enfrente seus inimigos usando os punhos e o ritmo em KickBeat (Foto: Reprodução) (Foto: Enfrente seus inimigos usando os punhos e o ritmo em KickBeat (Foto: Reprodução))Enfrente seus inimigos usando os punhos e o ritmo em KickBeat (Foto: Reprodução)

Modos de jogo

Inicialmente jogadores terão acesso a poucos modos, como Training e Story Mode. Training ensina os primeiros passos da aventura, porém de forma muito monótona e arrastada. O Story Mode por sua vez começa bem difícil e pode desanimar um pouco os jogadores. A campanha tem uma boa duração e ainda apresenta uma segunda personagem, mas infelizmente as músicas são as mesmas para os dois.

Conforme você joga é liberado o modo Free Play para jogar livremente as músicas que já venceu. Ao terminar o jogo na dificuldade Master você libera o Survival, específico para jogadores procurando um desafio e ao terminar o modo história em qualquer dificuldade você ganha o modo Beat Your Music.

Beat Your Music permite, em teoria, que você transforme suas próprias músicas em arenas de combate no jogo, porém não funciona muito bem. É preciso ter a música em MP3 no seu videogame ou portátil e marcar você mesmo o tempo das batidas, o que não gera um resultado muito bom, o que é uma pena, pois esse modo poderia adicionar muito ao pacote.

Piadas leves mantém história de KickBeat interessante e divertida (Foto: Reprodução)Piadas leves mantém história de KickBeat interessante e divertida (Foto: Reprodução)

 

Punhos melódicos

A jogabilidade de KickBeat é bem simples e intuitiva, atacando os inimigos conforme eles surgem no ritmo da música. Usando os botões de face Quadrado, X, Círculo e Triângulo, ou o direcional digital, você pode atacar em uma das quatro direções e eliminar inimigos enquanto marca a batida canção.

Há três diferentes tipos de inimigos que farão você ter que sempre alterar o seu modo de golpeá-los e itens que podem ser adquiridos para facilitar sua vida. O jogo ainda introduz lutas contra chefes, que nem sempre funcionam perfeitamente, mas ajuda a adicionar diversidade à aventura.

Os inimigos sempre mudam, mas suas cores denunciam seus ataques (Foto: Reprodução)Os inimigos sempre mudam, mas suas cores denunciam seus ataques (Foto: Reprodução)

Moedas na jukebox

A seleção de músicas sofre um pouco com o tamanho da produção. Nota-se que KickBeat não é um jogo de alto orçamento e licenciar músicas custa caro. Você verá nomes famosos como Marylin Manson, Rob Zombie e Papa Roach, porém a função deles é segurar a barra de outros artistas menos conhecidos. Alguns desses artistas menos conhecidos até surpreendem e conseguem manter o nível das canções razoável.

Um dos problemas do game, no entanto, é que algumas canções abusam da hospitalidade do jogador. Músicas de 2 ou 3 minutos encaixam muito bem com a proposta dos combates, mas quando elas chegam aos 4 ou 5 minutos, a ação começa a ficar repetitiva e normalmente não são músicas boas o bastante para se segurarem por tanto tempo.

Graficamente o jogo é apenas competente, trazendo modelos bem feitos e com algum carisma. A diversidade dos cenários e dos inimigos realmente conta pontos a favor de KickBeat, que consegue sempre trazer locais novos interessantes. As animações dos golpes são bacanas, especialmente quando a câmera se aproxima, mas nem todas fluem de maneira natural.

Ao final de cada horda de inimigos você vê Lee desferir um golpe especial (Foto: Reprodução)Ao final de cada horda de inimigos você vê Lee desferir um golpe especial (Foto: Reprodução)

Conclusão

KickBeat é um jogo musical divertido, despretensioso, que consegue entreter justamente por não se levar a sério demais e não tentar morder mais do que pode mastigar. Em alguns momentos o jogo escorrega e detalhes que poderiam torná-lo excepcional passam batido, mas no geral é uma aventura que vale ser conferida.


Qual o melhor jogo rítmico de todos os tempos?
Opine no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
7
Jogabilidade
8
Diversão
8
Som
7

Prós

  • - Controle intuitivo e simples
  • - História divertida
  • - Algumas boas músicas

Contras

  • - Começo difícil e arrastado
  • - Canções longas demais
  • - Beat Your Music decepciona
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares