Jogos de RPG

NOTA tt
7.0

Review Kingdom Hearts 3D

Quando Kingdom Hearts nasceu, ainda no PlayStation 2, era uma série inesperada e até certo ponto inovadora. O game tinha como proposta reunir personagens de Final Fantasy e da Disney em uma única aventura.

Felipe Vinha
por
em

Quando Kingdom Hearts nasceu, ainda no PlayStation 2, era uma série inesperada e até certo ponto inovadora. O game tinha como proposta reunir personagens de Final Fantasy e da Disney em uma única aventura. Parece louco? Pois deu muito certo, tanto que a produtora Square Enix até hoje lança sequências e spin-offs.

Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação) (Foto: Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação))Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação)

Um destes jogos derivados é o novo Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance, lançado no Nintendo 3DS e com a ingrata missão de continuar a história, que já anda um pouco confusa com tantos personagens e revelações.

Dormindo acordado

Apesar de ter sido lançado apenas uns bons anos depois, Kingdom Hearts 3D pode ser considerado a sequência direta de Kingdom Hearts 2, do PS2. Neste jogo, finalmente, retomamos o controle da dupla principal Sora e Riku para novamente salvar os mundos do game e a realidade como um todo.

A aventura começa quando a dupla é convocada pelo Rei Mickey (sim, o Mickey que você conhece) para que tomem parte do teste final – para assim se tornarem mestres da Keyblade, uma arma que mistura lâmina com uma chave gigante.

A partir daí é explicado que a história vai se desenvolver em uma espécie de “mundo dos sonhos”. Os dois personagens vão visitar os mundos da Disney, mas em versão “sonho”, o que vai lhes permitir terem poderes ainda mais abrangentes e interagir com os cenários de forma nunca antes vista.

Desta forma, a história funciona como uma desculpa perfeita para inserir a mecânica de Drop, onde o jogador pode alternar livremente o uso de Riku e Sora ao longo do jogo. Basta clicar no botão “Drop” na tela de baixo do 3DS que os personagens serão alternados e a história irá prosseguir de forma diferente para cada um.

Sora e Riku retornam em Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação) (Foto: Sora e Riku retornam em Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação))Sora e Riku retornam em Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação)

Mundos Disney

A Square Enix acertou a mão em escolher misturar mundos da Disney que já haviam aparecido antes na série com outros mundos inéditos, ou até versões inéditas de mundos já conhecidos. Um destes é o universo de Tron, que já havia aparecido em Kingdom Hearts 2, mas aqui retorna com o cenário do filme Tron: O Legado, mais recente da saga.

Outro cenário inédito é inspirado pelo desenho O Corcunda de Notre Dame, com todo aquele clima medieval e personagens como Esmeralda e Quasimodo, da forma que você conhecia quando viu o filme original.

Retornam os mundos de Pinóquio e Castelo da Disney, mas ainda temos mais ambientes inéditos. Um dos mais divertidos é o que é inspirado no filme Fantasia, aquele musical bem antigo que fez a alegria dos mais críticos por misturar animação de primeira com música clássica.

Outros que não ficaram de fora são inspirados nos filmes Os Três Mosqueteiros (versão com o Mickey) e Radiant Garden, um mundo original do jogo que já havia aparecido em outras versões de Kingdom Hearts, mas que aqui volta repaginado.

Mundo de Tron é uma das novidades em Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação) (Foto: Mundo de Tron é uma das novidades em Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação))Mundo de Tron é uma das novidades em Kingdom Hearts 3D (Foto: Divulgação)

Jogabilidade confusa

Mas nem tudo em Kingdom Hearts 3D é como os fãs esperam. A jogabilidade, na maioria dos casos, é bem mais confusa do que poderia ser. A série teve sempre uma jogabilidade um pouco caótica, mas aqui exageraram na dose. O que era para ser divertido acaba afastando novatos e chega a confundir os mais veteranos na saga.

A Square Enix optou por inserir tantas mecânicas inéditas no game que o resultado acabou bem fora do esperado, ao menos para quem imaginava algo “redondinho” como foi visto em outros capítulos da série. Um destes exemplos é o sistema de Reality Shift, que torna possível modificar a realidade em seu redor e utilizar o cenário, em situações específicas, para atacar os inimigos.

O maior problema com o sistema é que ele funciona de forma diferente em cada mundo, então espere ter que, basicamente, reaprender o que cada mundo te fornece para o Reality Shift a cada viagem e ter que se acostumar com uma jogabilidade diferente em cada um destes cenários.

Outra crítica vai para o novo sistema de mascotes, que introduz os ajudantes Dream Eaters no lugar de personagens como Donald e Pateta - que faziam parte do seu grupo. nos outros títulos. Toda a mecânica dos Dream Eaters funciona mais ou menos como em Pokémon, onde é preciso encontrar e capturar novas criaturas para o seu bando. Elementos de realidade aumentada também fazem parte deste segmento do jogo, mas acabam tornando a experiência ainda mais confusa.

Kingdom Hearts 3D apresenta jogabilidade confusa (Foto: Divulgação) (Foto: Kingdom Hearts 3D apresenta jogabilidade confusa (Foto: Divulgação))Kingdom Hearts 3D apresenta jogabilidade confusa (Foto: Divulgação)

Cabem elogios

Claro que isso não torna Kingdom Hearts 3D um jogo totalmente dispensável. Pelo contrário. O problema é que ele não pode ser considerado o melhor da série, nem mesmo pode ficar entre os melhores. Mas outros pontos ainda podem ser elogiados.

Um dos exemplos e a jogabilidade na hora das lutas. Apesar de caótica e do sistema Reality Shift, as batalhas continuam divertidas, basta saber ignorar os defeitos. Enfrentar uma série de inimigos ao mesmo tempo e detoná-los usando poderes devastadoras não tem preço e é um espetáculo visual.

O efeito 3D também funciona muito bem neste jogo e isso é realçado com gráficos de primeira qualidade. A Square Enix realmente mostrou que o Nintendo 3DS pode bater de frente com aparelhos mais modernos em termos gráficos e não deixa a peteca cair em termos de efeitos especiais, gráficos dos personagens e elementos que fazem parte do cenário.

O som segue o mesmo bom nível, já que a dublagem americana é supervisionada pela própria Disney, que tem um controle de qualidade bem rigoroso. O mesmo vale para a trilha sonora, bem desenvolvida e bem encaixada.

Kingdom Hearts 3D apresenta belos gráficos (Foto: Divulgação) (Foto: Kingdom Hearts 3D apresenta belos gráficos (Foto: Divulgação))Kingdom Hearts 3D apresenta belos gráficos (Foto: Divulgação)

Conclusão

Kingdom Hearts 3D poderia ser melhor, mas ainda assim é um jogo da série que os fãs não vão querer deixar passar. Infelizmente a jogabilidade tem problemas que vão afastar novatos e pode desagradar também os fãs de longa data, mas o restante do jogo, bem como sua história, funcionam bem para compensar estes defeitos.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
8
Jogabilidade
6
Diversão
8
Som
8

Prós

  • - Novos mundos
  • - Belos gráficos
  • - Efeito 3D

Contras

  • - Jogabilidade confusa
  • - Novidades desnecessárias
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Guilherme Silveira
    2015-07-02T15:40:12

    eu joguei só a demo, mais eu achei legal a jogabilidade, e o sistema reality shift não é algo obrigatório para poder ser problemático, e a jogabilidade é bem divertida, ainda mais com o sistema flowmotion (que incrivelmente não foi dito na review) a única coisa que eu acho meio estranho é eles voltarem com os pulos exagerados do sora

  • Claudio Silva
    2012-11-06T18:25:03

    ótima franquia, personagens cativantes, o mickey é o Rei mesmo, kkk!!!!

  • Murilo Cruz
    2012-11-05T13:52:05

    A Techtudo lança essa review 5 meses depois do lançamento do jogo e ainda fala mal, vai se ferra

  • Alan Salomão
    2012-11-05T10:01:23

    Não sei não...Eu não acompanhei a série e o 3D até então foi o melhor que joguei, principalmente se tratando de gameplay, não sei se sou anormal mas todo jogo que o pessoal da Techtudo diz que a gameplay é confusa, eu me adaptei sem o menor problema...Acho que isso se resolve jogando o game de verdade.