Jogos de aventura

NOTA tt
9.5

Review Life is Strange: Episódio 5 – Polarized

O capítulo final da saga da jovem Max traz sacrifícios, temas mais adultos do que nunca e as consequências da viagem no tempo

André Luiz de Mello Pereira
por
em

Life is Strange: Episódio 5 - Polarized traz o final da saga da jovem Max Caulfield, o mistério do fim do mundo em Arcadia Bay e as consequências de viajar no tempo. Será que o último episódio da série fez valer a jornada dos últimos quatro capítulos ou seria melhor viajar no tempo e evitar de começar o jogo? Confira o review e descubra.

Confira o review completo de Life is Strange: Episode 4 – Dark Room

Caso você já tenha se esquecido da jornada até aqui, Life is Strange conta a história de uma jovem que descobre ter o poder de voltar no tempo. Usando sua habilidade, ela reencontra uma antiga amiga, investiga o desaparecimento de uma jovem e tenta impedir a destruição da cidade em que mora. Durante quatro episódios, todos evoluem e a jornada nos traz até aqui.

A hora de enfrentar o possível fim de Arcadia Bay chegou (Foto: Divulgação/Square Enix)A hora de enfrentar o possível fim de Arcadia Bay chegou (Foto: Divulgação/Square Enix)


Final impactante

O último episódio de Life is Strange traz alguns dos momentos mais impactantes de todo o jogo e não somente por ser o capítulo final da história. A qualidade gráfica e trilha sonora do game mantém a mesma qualidade dos episódios anteriores, mas ao analisar a maneira como a história é contada que podemos ver a evolução de Life is Strange.

Abordando temas pesados como abuso – tanto físico quanto psicológico –, o jogo faz o jogador testar a sua própria humanidade perante alguns acontecimentos, aumentando ainda mais a sua conexão com a personagem principal do jogo.

Os primeiros momentos do episódio são bem pesados (Foto: Divulgação/Square Enix)Os primeiros momentos do episódio são bem pesados (Foto: Divulgação/Square Enix)

É bastante improvável que você tenha chegado até o último episódio da saga sem se importar com Max, já que ela é uma personagem extremamente bem construída. Pode parecer exagero, mas é possível dizer que a protagonista é uma das melhores personagens dos games no ano de 2015, talvez até dos últimos anos.

Esse é o maior trunfo de Life is Strange. Tudo é contado de uma maneira tão incrível que alguns problemas técnicos, como a falta de sincronismo de voz e personagens, são ignorados pois todo o resto compensa.

Os problemas da viagem no tempo

Polarized traz respostas a muitas perguntas levantadas ao longo da série, como as consequências reais das suas viagens no tempo. A primeira metade do episódio reforça a noção de que pequenas atitudes podem gerar mudanças incríveis em acontecimentos futuros.

A viagem no tempo mostra suas consequências reais no último episódio (Foto: Divulgação/Square Enix)A viagem no tempo mostra suas consequências reais no último episódio (Foto: Divulgação/Square Enix)

Em seguida, o jogo começa a mostrar que não importa o quanto você mude os acontecimentos, já que o universo sempre arruma um jeito de consertar as coisas. Isso acaba por tornar os eventos do jogo muito mais impactantes, já que o seu poder incrível não é o suficiente para evitar o sentimento de impotência perante o que acontece na sua frente.

Life is Strange Ep 5 (Foto: Divulgação/Square Enix)Life is Strange Ep 5 tem belos gráficos (Foto: Divulgação/Square Enix)

Mesmo tendo respostas a vários mistérios do game, não espere uma explicação, mística ou científica, para os poderes de Max. Isso, entretanto, não funciona contra o jogo. A falta de explicação funciona para aproximar a personagem do jogador, já que ela também não faz a menor ideia da origem de seus poderes.

Life is Strange Ep 5 (Foto: Divulgação/Square Enix)Life is Strange Ep 5 tem Trilha sonora continua impecável (Foto: Divulgação/Square Enix)

Outro elemento apresentado em episódios anteriores e que é usado de maneira incrível aqui é a capacidade de voltar no tempo por meio de fotografias. O recurso foi apresentado de forma superficial, embora impactante, nos capítulos anteriores. Só neste quinto episódio que esse poder foi bem explorado, o que gerou várias novas possibilidades para a história.

Conclusão

Falar muito sobre o último episódio de Life is Strange é correr o risco de entregar fatos importantes sobre a trama. Mesmo assim, é possível dizer que o jogo como um todo é uma das melhores experiências nos games de 2015.

Life is Strange Ep 5 (Foto: Divulgação/Square Enix)Life is Strange Ep 5 traz uma conclusão épica para a história (Foto: Divulgação/Square Enix)

Com uma história que prende o jogador, personagens que parecem vivos e que fazem você se importar com suas vidas, Life is Strange fecha seu ciclo de maneira satisfatória – dependendo do final que você escolher –, mostrando que o gênero adventure tem muito mais a oferecer do que os títulos incríveis da Telltale.

Qual é o melhor jogo de ação ou aventura para PC? Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
9.5
Gráficos
9
Jogabilidade
9
Diversão
10
Som
10

Prós

  • Belos gráficos
  • Trilha sonora continua impecável
  • Conclusão épica para a história
  • Grande parte dos mistérios do game são solucionados

Contras

  • Um dos finais deixa muito a desejar
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares