Jogos de RPG

NOTA tt
5.0

Review Mugen Souls Z

Mugen Souls Z é o segundo jogo da franquia de RPG para Playstation 3 produzido pela Compile Heart. Com um enredo totalmente clichê, que envolve ficção científica e “anime harém”.

Dário Coutinho
por
em

Mugen Souls Z é o segundo jogo da franquia de RPG para PlayStation 3 produzido pela Compile Heart. Com um enredo totalmente clichê, que envolve ficção científica, Mugen Souls Z  inclui até piadinhas de conteúdo sexual. É o típico jogo que atinge um nicho muito específico no Japão, mas que pode não agradar quem desconhece o estilo. Apesar do visual colorido e aparentemente infantil, Mugen Souls Z é um jogo bastante hermético. Confira a análise.

You're a Genius: aprenda a jogar o desafiante e viciante game online

Mugen Souls Z (Foto: Divulgação)Mugen Souls Z (Foto: Divulgação)




História maluca

Não espere qualquer tipo de coerência no enredo de Mugen Souls Z. Logo no começo da aventura, Chou Chou, uma pequena deusa com ego bastante elevado, conhece outra deusa mais poderosa que ela.

Durante o encontro, Chou Chou, entra em um caixão e acaba encolhendo. Em vez de procurar solução para o seu encolhimento, Chou Chou decide continuar com seu plano de dominar outro universo. Ela é acompanhada seus vassalos como, Ryuto, Nao, por Syrma (a outra deusa) e os Shampurus.

História de Mugen Souls Z segue o padrão Anime Harém (Foto: divulgação)História de Mugen Souls Z segue o padrão "Anime Harém" (Foto: divulgação)

No meio do caminho, várias situações engraçadas (ou não) acontecem com os personagens. O humor de Mugen Souls Z é o mesmo de gêneros específicos de animes chamado “Slice of Life” ou “Harém”. Ou seja, piadinhas com contexto sexual envolvendo personagens femininas.

E como é de se imaginar, 90% do elenco de Mugen Souls Z é composta por adolescentes que seguem todos os clichês dos desenhos japoneses.  Nesse quesito, o jogo pode tanto agradar quem gosta desse tipo de anime, como desagradar, até mesmo, quem gosta de animes de ação.

Com um enredo bastante maluco, perde-se algumas horas para compreender o que está acontecendo. As primeiras duas horas do jogo servem apenas como introdução para o jogador “situar-se” na história. Em muitos momentos, a história do jogo é até o menos importantes.

Sistema de combates é complexo e dividido em várias partes (Foto: Divulgação)Sistema de combates é complexo e dividido em várias partes (Foto: Divulgação)

Não espere uma história marcante ou passagem emocionantes e dramáticas. O humor de Mugen Souls Z é 'esquecível', assim como sua narrativa. Para agravar essa impressão, o enredo é repleto de diálogos sem sentido e que levam a conversas praticamente inúteis. Felizmente, o game permite que o jogador pule muitos deles, o que economiza bastante tempo.

Jogabilidade complexa para algo tão fofinho

Para um jogo com visual de desenho animado, Mugen Souls Z é um jogo bastante complexo, especialmente pelas batalhas. Os combates do jogo não são difíceis, mas o sistema de batalhas é bastante elaborado. Além de derrotar os inimigos, o jogador terá também que capturá-los para depois utilizá-los como “peões”. E o modo de captura é bastante irreverente. Chou Chou e Syrma fazem poses para que os inimigos se encantem por elas.

A captura se concretiza quando os inimigos se transformam em coelhinhos, chamados Shampurus. Voltando ao sistema de combates, ele é uma mistura de tempo real com combate em turnos. A movimentação dos personagens durante os combates lembra Ni no Kuni. Mas ao solicitar uma ação, o personagem entra em uma fila de combate, exibida no topo de tela. A partir daí, é preciso escolher entre ataques, habilidades ou defender-se.

Sistema de combate envolve até luta com robô gigante (Foto: Divulgação)Sistema de combate envolve até luta com robô gigante (Foto: Divulgação)

Parece simples, mas com o passar do tempo são adicionados novos elementos como cristais coloridos, ataques especiais e a novas poses para Chou Chou cativar seus inimigos. Isso torna a curva de aprendizado bastante íngreme, sem mencionar que o jogador irá precisar de muito tempo até elevar seus personagens até o o nível 9.999. Não estranhe ter um save com mais de 60 horas.

Mas além do sistema de combate tradicional, o jogo conta com um segundo sistema de combate, quando os personagens entram na espaçonave G-Castle, que por acaso também é um robô gigante. É aqui onde os Shampurus são mais úteis.

Os inimigos capturados na primeira parte do combate determinam o poder do robô gigante. O sistema de batalha com o robô lembra uma partida de pedra papel e tesoura, onde um ataque pode eliminar outro. Parece divertido, mas é apenas mais uma camada de jogabilidade que tenta tirar sarro de séries do gênero Tokusatsu.

“Não seguro para a sala de estar”

Segundo a linha do gênero dos animes no qual é inspirado, Mugen Souls Z é um game “perigoso” para jogar na sala de estar. Há várias cenas onde as personagens femininas fazem poses insinuantes ou são surpreendidas por Ryuto (um dos poucos homens do game) no banho. Mugen Souls Z não mostra nenhuma cena erótica, mas algumas cenas são sugestivas, podendo ser constrangedoras ao serem vistas por algum parente seu.

Algumas cenas do jogo podem ser apelativas (Foto: Divulgação)Algumas cenas do jogo podem ser apelativas (Foto: Divulgação)

Os gráficos do jogo são razoáveis. Apesar da jogabilidade se destacar ao permitir a movimentação livre pelo cenário, algumas quedas na taxa de frame são imperdoáveis, pelo fato do jogo não exibir efeitos elaborados e nem modelos de personagens complexos.

A trilha sonora é interessante, no começo. Porém, depois de umas 10 horas de jogo, as músicas, junto com as frases repetitivas dos personagens, começam a ficar enjoativas. Não estranhe preferir ouvir música, e deixar o game no mudo.

Conclusão

Mugen Souls Z é um jogo recomendado apenas para os fãs de animes com personagens femininas adolescentes e piadas insinuantes. Recheado de clichês de animes, o jogo não chega a ser tão apelativo como Semran Kagura, mas possui a mesma falta de noção. Cenários pequenos e quantidade desnecessária de objetivos durante as lutas, tornam esse RPG maçante, principalmente pelos combates repetitivos.


Qual o melhor RPG dessa geração de consoles?
Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
5.0
Gráficos
6
Jogabilidade
5
Diversão
5
Som
4

Prós

  • - Efeitos de luz e texturas nos aparelhos mais potentes

Contras

  • - Sistema de combate complexo
  • - Diálogos Longos
  • - Humor bastante específico
  • - Hermético
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Madruga Canal
    2014-07-02T08:50:23

    Meu, o cara que analisou este game parece que nunca jogou um JRPG-Otaku-Hardcore antes... imagine ele jogando um Eroge ou uma Visual Novel um pouquinho mais 'pesada' hahahaha . MUGEN SOULS Z é um jogo leve, como qualquer anime atual ... Ocidente e Japão tem níveis e referênciais diferentes. Indique para um ocidental 'Come to see me tonight 1 e 2', 'Walkure Romanze', Muv-Luv, "White Album", 'Little Busters! Ecstasy 'Sekai to Sekai no Mannaka de' .Depois, solicite a análise de um fã de animes e mangás ecchi ... análises totalmente distintas. TechTudo, espero mais de vocês! Fui!