Celular

NOTA tt
9.0

Review Nokia Lumia 800

O Nokia Lumia 800 chega ao mercado como o carro-chefe dos dispositivos móveis do ecossistema da Microsoft, com Windows e Xbox integrados. O design, o sistema, a forma de se trabalhar, de operar... tudo nele é inovador e intuitivo.

Allan Melo
por
em

Fruto de uma parceria inédita entre duas gigantes do mercado informático, o Lumia 800 já nasceu sendo um mito. Nokia e Microsoft fizeram um smartphone que, para a sua época, pode ser considerado sim uma obra-prima. Confira o review do Lumia 800 preparado pelo TechTudo.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

A questão, deixo claro de antemão, não é o hardware no qual pulsa o não tão novo Windows Phone 7. Nesse quesito, ele não é mais poderoso que o iPhone 4S ou que os novos Androids quad-cores. Investindo em outra vias, o Lumia se preocupa muito mais com a maneira como você interage com os seus amigos, ou como você lida com o seu dia a dia, suas coisas e sua vida. Ele é objetivo, estiloso e adaptável. Simples, mas completo.

Design

Disparado, este é o ponto mais forte do aparelho. Sabemos que o formato não é novidade no mercado, já que o Nokia N9 apareceu com linhas praticamente idênticas. A forma e os componentes usados no Lumia sofreram pouquíssimas alterações, e a própria Nokia admite isso. Mas claro, não será por isso que ele será desmerecido.

O corpo do Lumia 800 é uma única peça de policarbonato com cortes retos nas extremidades superiores e inferiores, e curvas fortes conectando a parte frontal e traseira do telefone pelas extremidades laterais. Seu único ponto de desmontagem está nas bordas de tela, pelo qual a junção se revela harmoniosamente bela, porém inacessível ao usuário (não, você não pode desmontá-lo).

Detalhe das faces do Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Detalhe das faces do Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Disponível nas cores preta, azul e rosa (e branca, no mercado internacional), a ideia dos designers é clara em sua essência: o desenho do telefone e a interface visual do sistema móvel da Microsoft trabalham como um componente só, como se sua estrutura externa fosse uma extensão das Live Tiles do WP7.

A tela, é claro, também é um ponto crucial para esta percepção, e segue as linhas ousadas de sua montagem. Por isso a Nokia colocou uma AMOLED capacitiva levemente curva, de 3,7 polegadas, que graças à tecnologia Gorilla Glass dispensa o uso de películas protetoras.

Nokia Lumia 800 e Nokia N9: design parecido (Foto: Allan Melo/TechTudo)Nokia Lumia 800 e Nokia N9: design parecido (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Desempenho

Para começo de conversa, este review tratará apenas do aparelho e seu desempenho com o sistema, e não apenas do sistema Windows Phone (apesar de isso contradizer a questão do design exposto acima). A decisão por isso está no fato de o Windows Phone 7.5 já ser explorado em outros aparelhos com mais tempo de mercado no Brasil, e futuros updates podem trazer algumas mudanças comuns entre eles - e não somente ao Lumia. Além disso, seria o mesmo que avaliar o Android a cada novo smartphone. Aqui, vamos explorar as diferenças.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Internet Explorer no Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Durante as semanas em que o Lumia foi testado não houve travamentos. Nenhum aplicativo fechou inesperadamente ou apresentou lentidão - não por responsabilidade do sistema, mas apenas por conta dos estresses usuais com sinal e operadora. Trocado o chip, o problema foi resolvido.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Menu de multitarefas do Windows Phone, no Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

O multitarefa funciona como prometido, e até achei legal deixar uns 8 aplicativos abertos (dentre eles um jogo) e poder voltar ao game do ponto em que parei sem precisar carregar o app novamente.

Na tela, a tecnologia ClearBlack realmente se mostra presente e eficaz. Graças à ela é pouco perceptível a presença de reflexos na tela (comparado a outros celulares), e sua atuação é bem eficaz em dias muito ensolarados. Isso, aliado ao controle de brilho automático, trouxe a todo momento uma visualização limpa dos itens na tela, mantendo-se confortavelmente brilhante e sem excessos em todas as situações, independentemente do ambiente.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Game Fusion: Sentinel, no Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

A tela também tem um tamanho ótimo, com 3,7 polegadas - ao mesmo tempo grande e pequena "o suficiente", de acordo com as pessoas que puderam brincar com Lumia durante o período de testes. Nos jogos, principalmente quando operados horizontalmente, as dimensões e a qualidade gráfica (com 800 x 480 pixels) se mostraram suficientemente boas, sem perder para a concorrência dual-core. As mãos pouco atrapalham na visualização da tela durante as partidas, e a resposta tátil é boa, sem frustrações. Ainda assim, vale comentar que a resposta e a qualidade do Lumia não alcançam o mesmo resultado de um iPhone 4S, com seu dual-core e sua tela Retina. Se isso não for problema pra você, siga em frente.

Nas ligações, a qualidade é boa e nítida, mesmo com a compressão de áudio natural da rede de telefonia. Em ligações via VoIP você pode perceber o real potencial da qualidade das ligações. A única reclamação a fazer neste quesito vem do fato de o microfone ser direcional, mas não possuir um bom eliminador de ruídos. No uso cotidiano, isso quer dizer que ele vai captar tudo o que estiver à frente do microfone (que vem apontado para baixo por conta do design). Assim, se você estiver conversando com alguém deitado, com o microfone para cima, apontado em um ventilador, seu interlocutor ouvirá bastante ruído de vento. Nada que uma troca de posição não resolva.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Gerenciador de contatos do Windows Phone 7, no Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Áudio

Neste quesito o Lumia faz apenas o essencial, sem grandes decepções ou encantamentos. A caixa de som externa até serve para reproduzir músicas, mas não espere que seu desempenho seja excepcional. Na saída de áudio para os fones o volume das músicas reproduzidas é claramente limitado, e apesar da boa intensidade, com conforto, e da qualidade das músicas, com bons graves e nenhuma distorção, suas notas não saem do "bom". Ou seja: ele perde para smartphones voltados para música, como o iPhone, mas ainda ganha de vários Androids do mercado.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Player de música do Windows Phone 7, no Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Teclado

Várias coisas me agradaram durante a produção do texto. O primeiro foi o bom espaço de sobra em cima do teclado QWERTy, onde era exibido o texto que eu digitava. Seu tamanho me permitia fazer alterações ocasionais no texto sem ter que virá-lo para a vertical quando quisesse consultar outros parágrafos. Ao teclar ele também me apresentou várias opções de correção, alterando nos momentos certos. Feito a revisão, clicando diretamente em algumas palavras e reescrevendo-as, enviei o e-mail.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Teclado do Windows Phone, no Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Câmera

As lentes Carl Zeiss não são novidade na Nokia, e quem é fã da marca já sabe o que se pode esperar. No Lumia, os 8 megapixels produzem ótimos resultados quando bem ajustados - e é aí que mora um pequeno (e temporário) inconveniente. Muita gente em fóruns e sites especializados andou reclamando de distorções de cores no Lumia 800, principalmente com fotos azuladas. O problema, pelo que detectei durante os testes, está no reconhecimento dos ajustes corretos para as fotos tiradas no modo automático. A Nokia prometeu que deve resolver este problema em um update em breve.

Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Configurações de câmera, no Nokia Lumia 800 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Falando em ajustes, o telefone é perfeito para quem abusa das regulagens nas câmeras dos smartphones. No menu de configurações é possível operar o balanço de branco, o valor da exposição, o ISO (vai até 800), o contraste, a saturação das cores e a cintilação (50Hz ou 60Hz), além dos efeitos, ajustes de modos de cena, foco normal ou macro, e a resolução (8 MP em 4:3, 7 MP em 16:9, 3 MP em 4:3 ou 2 MP em 16:9). E se você gostar de um ajuste e quiser tê-lo sempre à mão, é possível salvar as configurações.

Algumas dessas funções de ajustes também podem ser feitas nos vídeos em 720p. A qualidade do áudio e da imagem, com e sem efeitos, você pode conferir no vídeo abaixo.

Nos vídeos, a ausência de uma opção direta para a publicação no YouTube faz falta, e até pouco sentido, já que há sincronização nativa da conta Google no telefone. Dentre as opções disponíveis, resta a postagem direta no Facebook, SkyDrive ou envio do vídeo por e-mail.

Bateria

Nos primeiros dias de teste a bateria durou, com uso intenso, pouco mais de 12 horas. No entanto, a notícia de um update emergencial com melhorias significativas na bateria realmente trouxe novas perspectivas ao Lumia. Veja você mesmo o resultado antes e após o update:

Bateria do Lumia 800 antes e depois do update (Foto: Allan Melo/TechTudo)Bateria do Lumia 800 antes e depois do update (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Acessórios

Os fones que acompanham o Lumia 800 são tão bons quanto qualquer fone de R$ 80~40 de marcas conhecidas do mercado, e vale a pena usá-lo principalmente se você gostar de ouvir Rádio FM (o smartphone tem esse recurso, mas a antena está no fone). O carregador é o mesmo do N9, bem achatado e muito menor que o de qualquer outro telefone Android (ou iPhone).

Acessórios que acompanham o Lumia 800 na caixa (Foto: Allan Melo/TechTudo)Acessórios que acompanham o Lumia 800 na caixa (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Além desses acessórios, o Lumia 800 vem com o cabo preto USB/microUSB para troca de dados (compatível com Android, e vice-versa), e uma charmosa capinha emborrachada, na mesma cor do telefone. Além de bem resistente (mesmo dobrada por um longo período de tempo, ela voltou à forma original sem deformações), esta capa protege toda a estrutura de policarbonato do telefone e mantém de fora apenas os botões e a tela, com cortes milimétricos nesses espaços abertos.

Conclusão

É impossível fazer o review de um aparelho como este e não ouvir comentários comparando-o com outros smartphones (eu mesmo o fiz neste texto). Por isso, como proprietário de um iPhone e experiente usuário do Android, recomendo aos leitores o seguinte: se você tem e gosta do seu iPhone, fique com ele. Se você tem e gosta do seu Android, fique com ele. O Lumia 800 realmente é muito bom, mas dependendo da quantidade de dinheiro já gasto com aplicativos nesses sistemas, você se sentirá deprimido com a baixa oferta de apps no Marketplace.

Agora, se você estiver escolhendo o seu primeiro smartphone ou os apps perdidos não for um problema pra você, o Nokia Lumia 800 pode sim ser uma opção séria para você. Se você já for usuário do Windows em casa e no trabalho, melhor ainda. E se você tiver um Xbox em casa, só falta isso para desbloquear o troféu (ok, eu tentei fazer uma gracinha...).

O Windows Phone 7 já começou a mostrar seu potencial com integrações inéditas no mercado, como a continuação de jogadas do Xbox, a compatibilidade total com os arquivos do Office e a imersão de sua estrutura no Facebook. Com a chegada do Windows 8 no meio deste ano, a tendência é que este ambiente fique ainda mais integrado, criando uma estrutura inteligente e única, todo sincronizável.

Nesse futuro promissor, o Lumia chega ao mercado praticamente como o carro-chefe dos dispositivos móveis, e você certamente estará portando um telefone que tem (e terá) toda a atenção e suporte dedicados de ambas as empresas. Talvez mais do que o Nexus. Talvez mais até do que o iPhone.

Tela AMOLED 3.7" capacitiva com tecnologia ClearBlack, Corning Gorilla Glass
Resolução 800 x 480 pixels 
Sistema
Windows Phone 7.5 - Mango 
CPU
 Quallcomm MSM8255 (WCDMA) de um Core e 1.400 MHz
 CâmeraCarl Zeiss de 8 megapixels com Flash LED duplo 
Conectividade Wi-Fi, Micro USB (2.0), Bluetooth 2.1 +EDR (estéreo) 
Recursos Acelerômetro; bússola; sensor de iluminação e proximidade; 2 microfones 
Wi-Fi Não 
Rádio
Sim 
GPS  SIm; A-GPS, GPS e ID de célula
 Bateria1,450 mAh 
Dimensões  11,65 (a) x 6,12 (l) x 1,21 (e) cm
Peso 142 g
Acessórios  Carregador Fast USB Nokia AC-16; cabo Micro USB; fone de ouvido; capa de proteção e guias


Nota TechTudo

NOTA tt
9.0
Design
10
Desempenho
9
Tela
8
Câmera
8
Custo-benefí­cio
10

Prós

  • Design único
  • Ótimo tamanho de tela
  • Bateria duradoura
  • Câmera com vários ajustes

Contras

  • Sem expansão de memória
  • Não filma em FullHD
  • Áudio poderia ser melhor
  • Loja de aplicativos fraca
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Izandra Mascarenhas
    2014-02-03T13:37:44

    Olha, eu estava usando um iphone 4 e, ao experimentar o Lumia 800, troquei para ele. Tem pessoas que acham loucura mas, comparando os 2, tenho que dizer: o lumia 800 é MUITO mais veloz! A "falta" de aplicativos não chega a ser tão sentida assim, pois a oferta cresceu muito no Market Place. Melhor: quase todos os apps seguem o estilo de design do sistema WP, o que é muito melhor do que os mesmos aplicativos abertos em Android ou iOS. Mesmo não tendo tantos apps "oficiais", tem muitos "genéricos" que cumprem sua função. Em suma, pra quem está enjoado dos outros sistemas, vale a pena usar.