Jogos de Esporte

Por Yuri Hildebrand, do Home Office


PES 2021 chega nesta terça-feira (15) para Playstation 4 (PS4), Xbox One e PC (Steam) com preços a partir de R$ 99 e trazendo poucas mudanças em relação à versão anterior. Isso porque a Konami, já focada na nova geração de consoles, optou pelo lançamento de uma atualização de temporada, mantendo praticamente a mesma jogabilidade do PES 2020, assim como os mesmos menus e modos de jogo.

O Campeonato Brasileiro também continua, oferecendo times das séries A e B com uniformes e jogadores atuais. Apesar disso, duas baixas nas licenças chamam atenção: o Palmeiras, que aparece como "São Paulo Barra Funda", e Maracanã, que sai do catálogo de estádios do simulador. O TechTudo testou o eFootball PES 2021 e traz a seguir as principais impressões do update.

PES 2021 chega como atualização de temporada; veja novidades do rival do FIFA 21 — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

"Season Update"

Com o lançamento da nova geração de consoles batendo à porta, a Konami optou por focar no desenvolvimento da franquia a partir do PES 2022, já para os aguardados Playstation 5 (PS5) e Xbox Series X, fazendo uma espécie de atualização de temporada para concorrer com o FIFA 21. Mas, apesar de ter sido anunciado como uma DLC, o game não requer o título anterior do simulador, e novos usuários podem baixar o PES 2021 sem problemas.

Essa edição "especial" mantém os principais aspectos já vistos no antecessor, trazendo melhorias sutis na jogabilidade – que, vale reforçar, já havia melhorado bastante em relação ao PES 2019. Os menus se mantém, trazendo torneios e ligas em geral junto às partidas amistosas, uma parte de edição bastante interessante e os já tradicionais modos Master Liga, myClub e Become a Legend.

Menu principal mantém mesma 'cara' — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Times brasileiros dão tempero ao jogo

Mantendo o que já foi visto na versão anterior do game, PES 2021 compensa as poucas novidades com atualização geral de times, uniformes e estádios. Dessa forma, torcedores de equipes das séries A e B podem jogar com seus jogadores favoritos e, em alguns casos, mandando jogos nos seus respectivos estádios.

É o que acontece com Vasco da Gama em São Januário, Grêmio em sua Arena, Internacional no Beira-Rio, Corinthians no Itaquerão, São Paulo no Morumbi, Santos na Vila e até Atlético-MG e Cruzeiro no Mineirão. Flamengo e Fluminense, por sua vez, que tinham o Maracanã licenciado nas últimas versões do jogo, ficaram sem o principal estádio do Rio de Janeiro.

Vascaínos podem jogar em São Januário com seus principais jogadores – incluíndo o argentino Cano — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Além da cancha carioca, outra baixa importante no PES 2021 é a ausência do Palmeiras licenciado. O Porco aparece no game como "São Paulo Barra Funda", trazendo ainda uniformes e jogadores sem seus nomes reais. Além de praticamente "perder" o time, o torcedor alviverde também fica sem o saudoso Palestra Itália – mas o atual Allianz Parque continua firme e forte no game.

Outras novidades incluem aparências mais atuais a jogadores que já estavam de forma licenciada no game. Gabriel Barbosa, por exemplo, estava no PES 2020 em uma "versão" mais antiga, provavelmente em um trabalho feito quando ainda era do Santos. Já em seu segundo ano de Flamengo, o "Gabigol" do PES 2021 traz cabelo loiro e tatuagens bastante realistas.

William Arão (Flamengo) e Thiago Galhardo (Internacional) em uma disputa de bola — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Outros atletas do clube carioca também vieram com faces mais reais, incluíndo os reforços da equipe para este ano, como Pedro e Thiago Maia. Vale lembrar que a equipe fechou um acordo recente com a franquia para patrocínio e licenciamento no game até 2022.

Mas, se alguns aparecem mais realistas, a Konami continua com sua tradição de faces bastante estranhas. Thiago Galhardo, por exemplo, jogador do Internacional, não lembra em nada sua versão da vida real, e o mesmo acontece com outros jogadores da equipe, como Rodinei e Edenílson. O craque peruano Paolo Guerrero, por sua vez, vem com uma aparência mais realista.

Paolo Guerrero tem face um pouco mais realista (pero no mucho) — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Além dos brasileiros, os campeonatos Colombiano, Chileno e Argentino estão presentes com times licenciados, desde escudos e uniformes até jogadores, assim como as principais equipes peruanas. Essa é uma novidade importante, já que nas edições passadas o usuário precisava se acostumar com nomes aleatórios aparecendo na "Libertadores" da Master Liga, por exemplo.

Isso não deixa de acontecer, já que há equipes genéricas de Equador, Paraguai e Bolívia disponíveis. Quem tiver vontade – e bastante paciência –, pode mudar nomes com base em suposições, melhorando a experiência dos torneios.

Qual foi o melhor simulador de futebol do ano passado? Veja nosso comparativo:

FIFA 20 ou PES 2020? Saiba qual é o melhor game de futebol de 2019

FIFA 20 ou PES 2020? Saiba qual é o melhor game de futebol de 2019

Já na Europa...

Diferente da América do Sul, a Europa ficou um pouco mais para trás no PES 2021. O game continua com o modo Euro 2020, que permite jogar com as seleções europeias e seus uniformes e escalações atualizados.

Em contrapartida, as equipes disponíveis nos principais campeonatos do país não têm licenciamento. Barcelona, na Espanha, e Arsenal e Manchester United, na Inglaterra, são praticamente resistência, já que todos os outros nos dois torneios são genéricos, assim como em suas respectivas ligas de acesso. Os jogadores, vale ressaltar, aparecem com nomes reais.

Nas ligas europeias, a falta de licenciamento incomoda — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

França e Itália são exceção e mantém o licenciamento de grande parte das equipes. Mas, no Campeonato Italiano, duas baixas chamam bastante atenção: Milan e Inter aparecem como Milano RN e Lombardia NA, respectivamente. A Juventus, que no rival FIFA 21 vai continuar aparecendo como Piemonte Calcio, aqui tem nome, estádio e uniforme originais.

Outro elemento que faz falta é o Campeonato Alemão, que está ausente há algumas edições do Pro Evolution Soccer. No game, é possível utilizar apenas Bayer Leverkusen, Bayern de Munique e Schalke 04 do país. Há ligas licenciadas, como os campeonatos Russo e Turco, mas nada de grande destaque.

Real Madrid? Aqui não: é Madrid Chamartin B, jogando no KONAMI Stadium — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Algumas notas...

Em relação aos ratings escolhidos pela Konami, vale destacar Neymar e Mbappé, ambos do PSG, que foram classificados recentemente para o FIFA 21. Enquanto no game da EA os craques do time francês aparecem com 91 e 90, no PES 2021 os jogadores têm um ponto a mais: 92 e 91, respectivamente.

O melhor do game é o argentino Lionel Messi, que esteve perto de sair do Barcelona, mas continua por mais uma temporada no clube espanhol. O craque chega ao PES 2021 com nível 94, superando os 93 designados a Cristiano Ronaldo, da Juventus.

Neymar tem nível 92 no PES 2021 — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Master Liga

Aquele que deve ser o modo mais legal da franquia, a Master Liga não traz mudanças relevantes. De novidade, vale destacar a presença de mais técnicos disponíveis, como Guardiola e Giggs, que hoje treinam Manchester City e País de Gales, respectivamente. Também voltam a aparecer os brasileiros Romário, Zico, Roberto Carlos e Bebeto, que não estão atuando como treinadores atualmente.

Para nós, brasileiros, um dos pontos positivos do PES desde a versão 2020 é poder jogar uma Master Liga a partir da Série B. No modo, é possível jogar praticamente todos os torneios disponíveis, desde as ligas nacionais até amistosos de início de temporada. Com os uniformes atualizados, então, a experiência é ainda mais interessante. Que tal um Chapecoense e Brasil de Pelotas na abertura da Copa do Brasil, por exemplo?

Master Liga é um dos pontos mais legais da franquia; Serie B continua como atrativo — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Preço e disponibilidade

PES 2021 chega a partir desta terça-feira (15) para Playstation 4 (PS4), Xbox One e PC (Steam). Nos consoles, a edição Standard do game fica disponível por R$ 179,90. Há ainda versões especiais dos principais parceiros (Barcelona, Arsenal, Manchester United, Juventus e Bayern de Munique), que custam R$ 199,90. Elas garantem jogadores especiais no modo myClub, equivalente ao FIFA Ultimate Team, além de temas específicos para o fundo dos menus, entre outras vantagens.

Usuários que já tenham o PES 2020 podem comprar o novo título com 20% de desconto. Já na Steam, para jogar no computador, o simulador de futebol fica disponível começando em R$ 99,90 valor que pode chegar a até R$ 119,90 nas versões especiais dos times.

8.4

Divertido, mas com algumas ressalvas

Game mantém praticamente tudo do PES 2020, com bons gráficos, jogabilidade (sutilmente) melhorada e menus simplificados. Principal atrativo, Campeonato Brasileiro tem Palmeiras genérico e perde Maracanã, mas agrada na atualização de uniformes e equipes. Europa continua decepcionando com poucas opções licenciadas.
Jogabilidade
8
Novidades (em relação ao PES 2020)
7
Gráficos
10
Times disponíveis
8
Modos de jogo
9

FIFA ou PES: qual é o melhor? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo