Publicidade

Por Pedro Zambarda; Por TechTudo


O e-reader da fabricante paranaense Positivo parece muito com um Kindle, mas com menos teclas físicas e uma aposta maior no touchscreen. Sem uma tela de LCD luminosa, como o iPad, o aparelho vem com uma superfície "e-paper" que simula um papel normal, com tintas eletrônicas, sem nenhuma incidência de luz ou iluminação interna. Pela forma, ele é, realmente, apenas um leitor para documentos tipo .pdf ou .txt, ou páginas em HTML.

Positivo Alfa (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Design

O Alfa se assemelha muito aos outros readers da categoria, com um desenho retangular arredondado na parte inferior, ideal para o manuseio com as mãos. O acabamento fosco dá uma impressão de sofisticação ao aparelho, e o seu peso, de 240 gramas, e a sua espessura, de 0,8 centímetro, só contribuem para sua aparência.

Os sete botões físicos inferiores dão conta da navegação entre documentos abertos no gadget, e o restante da operação se dá pelos toques na tela.

Touchscreen

Ainda que o aparelho não se trate de um Galaxy Tab, um tablet precisa de uma resposta mais rápida aos comandos, facilitando o seu uso, como um notebook. A resposta do Alfa leva cerca de três segundos, especialmente para mudar uma página. No entanto, comparado com a leitura de um livro físico, essa "lentidão" do touch não chega a comprometer seu desempenho.

A tela tem seis polegadas e 800x600 de resolução. É prática para a leitura de pequenas páginas, deixando-o com um tamanho "portátil", tanto para uma pasta de médio porte quanto para um bolso mais avantajado.

Bateria

É um problema, mas não um agravante, do aparelho. O Alfa é capaz de aguentar apenas 10 horas de uso. Já o o seu concorrente, o Kindle, dura pelo menos quatro vezes mais. Talvez a desenvolvedora nacional não tenha caprichado muito no leitor eletrônico a ponto dele possuir uma bateria decente frente aos seus concorrentes diretos, o que nos leva a resumir sua durabilidade como sendo a mesma de um iPad, só que com menos recursos.

Conectividade

A entrada MicroUSB garante a transferência dos arquivos que você desejar visualizar em seu Alfa, e cartões MicroSD podem ser usados para expandir a memória interna de 2 GB para 32 GB. O Wi-Fi só funciona em redes 802.11 b e g; e nada de 3G para tornar a conexão acessível em qualquer local.

Licenciamento

A Positivo não cria tecnologias inteiramente novas. Ou pelo menos não na área de e-readers.

O hardware Positivo Alfa é, originalmente, um aparelho indiano da empresa Condor Technology Associates, chamado 4FFF N618. A fabricante paranaense apenas licenciou sua venda no Brasil com um novo nome. O gadget suporta um sistema operacional com base Linux.

Custo-benefício

Sendo um produto nacional, apesar do hardware importado, ele deveria sair barato, não é? Engano seu. O aparelho sai por 700 reais, o mesmo preço de alguns modelos do Kindle por aqui.

Ficha Técnica

Tabela

Tela 6"
Resolução de tela 800x600
Memória RAM 128 MB
Armazenamento interno 2GB
Conectividade Wi-Fi
Dimensões 170 mm x 124 mm x 8,9 mm
Peso 240 g
Autonomia de bateria 10 horas de uso contínuo
Itens inclusos 1 conector para MicroUSB, cabos, manuais, Dicionário Aurélio instalado no aparelho
6

Design
8
Desempenho
6
Custo-benefício
5

Prós

  • * Touchscreen.
  • * Tamanho confortável.
  • * Visual atraente.
  • * Wi-Fi e MicroUSB.

Contras

  • * Transição lenta das páginas.
  • * Hardware limitado.
  • * Custo/benefício desfavorável.
  • * Sem 3G.

Mais do TechTudo