Jogos de RPG

NOTA tt
8.0

Review Project X Zone

O jogo reúne diversos personagens icônicos como Ryu, Megaman e Morrigan em um RPG de estratégia.

Silas Tailer
por
em

Project X Zone pega emprestado diversos personagens (cerca de 200) de inúmeras franquias da Sega, Namco Bandai e Capcom e coloca-os em um RPG com elementos de estratégia. Produzido pela Banpresto e distribuído pela Namco Bandai, o jogo chega em 2013 como um exclusivo para o Nintendo 3DS. Com uma história confusa, o jogo reúne os lutadores e traz um sistema de batalha simples, mas viciante, com muitas luzes e flashes na tela do 3DS.

Project X Zone (Foto: Divulgação) (Foto: Project X Zone (Foto: Divulgação))Project X Zone (Foto: Divulgação)

Um enredo muito confuso

Com um roteiro digno de sessão da tarde, o jogo nos informa que em diversos mundos, inclusive o “real”, surgiram portais interdimensionais interligando-os. O prólogo apresenta dois protagonistas, Mii Kouryuuji e seu guarda costas Kogoro Tenzai, que são parte de uma família que deveria proteger a sagrada Pedra do Portal, que foi roubada por vilões desconhecidos. A partir desse evento, heróis e vilões de várias franquias começam a serem transportados entre as dimensões e mundos sem fazer a mínima ideia do que está acontecendo. Com o passar dos capítulos, que totalizam 40, a história vai se tornando cada vez mais complexa e desnecessária.

Diálogos divertidos em Project X Zone (Foto: Divulgação)Diálogos divertidos em Project X Zone (Foto: Divulgação)

Em meio a tanta informação, Project X Zone possui um recurso chamado Crosspedia que constantemente é atualizado com os dados de vilões e heróis, e pode ser acessado após cada final de capítulo. Dentro dela há informações sobre o que foi apresentado durante os capítulos e uma ficha completa dos personagens.

Divertido, viciante e… confuso

Comparado a outros jogos do gênero, como Fire Emblem Awakening, Project X Zone é um jogo de estratégia bem simplificado. Times de dois a três personagens se movem sobre o terreno, atacam o inimigo, destroem obstáculos e abrem baús. Personagens que fiquem próximos uns dos outros oferecem ataques adicionais, portanto se o jogador alinhá-los corretamente é possível usar diversos golpes em combos.

Combates frenéticos em Project X Zone (Foto: Divulgação)Combates frenéticos em Project X Zone (Foto: Divulgação)

Contudo, diferentemente de Fire Emblem, no qual apenas se comanda um ataque e se espera o resultado, em Project X Zone você deverá executar os comandos para disferir os combos. O jogo recompensa com mais pontos de experiência quem consegue realizar com maestria a junção de um golpe em outro. Ao final de um turno, dependendo do seu rendimento no combate, a barra de “EX” vai aumentando e possibilitando a utilização de habilidades como maior velocidade para um personagem, curar aliados, etc. É possível também utilizar o “EX” durante o turno do inimigo para contra-atacar, bloquear parcialmente ou completamente um ataque. Portanto, saber administrar este recurso pode mudar completamente o rumo de uma batalha.

Mix de personagens

A trilha sonora é cheia de músicas remixadas das franquias presentes no game, evocando lembranças e ao mesmo tempo se encaixando na temática do RPG. As músicas foram feitas para soar mais épicas. Surpreendentemente, não há dublagem das vozes para o Inglês, ao invés disso a dublagem japonesa foi mantida intacta e é acompanhada de legendas em inglês.

Project X Zone (Foto: Divulgação) (Foto: Project X Zone (Foto: Divulgação))Project X Zone (Foto: Divulgação)

 Conclusão

Com visual cartunesco ao melhor estilo anime, Project X Zone é engraçado e frenético, duas características que não são normalmente associadas a RPGs de estratégia. Sua história é confusa e os capítulos seguem repetidamente a mesma fórmula, entretanto o sistema de batalha consegue tornar a experiência em algo agradável e divertido. A possibilidade de conhecer novas franquias e utilizar personagens clássicos, certamente é outro fator relevante para escolher esse jogo.


Qual foi o melhor jogo de estratégia que você já jogou? Comente em nosso fórum!

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Gráficos
8
Jogabilidade
8
Diversão
10
Som
7

Prós

  • - Crossover de franquias
  • - Sistema de combate
  • - Bem humorado

Contras

  • - História confusa
  • - Repetitivo
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Henrique Lima
    2013-07-04T13:15:09

    O sistema de batalha é bem simples, na verdade. Me lembrou do Valkyrie Profile. E não há motivo para compara-lo ao Fire emblem, já que são dois jogos com sistemas de batalha diferentes. Vocês deveriam ter procurado outro jogo, podendo ser de outra plataforma, para comparar.