Jogos de ação

NOTA tt
4.3

Review Rekoil

Rekoil aposta em formula antiga de FPS e falha. Utilizando elementos de jogos conhecidos como Counter-Strike, a desenvolvedora aposta em seu título que tem como plano de fundo um mundo pós-apocalíptico. Confira o review completo.

Paulo Vasconcellos
por
em

Rekoil é o novo título da desenvolvedora Plastic Piranha para PC. Podendo ser adquirido via Steam, o jogo possui como plano de fundo um mundo destruído por uma epidemia implacável, onde duas facções devem lutar pelo seu espaço neste mundo devastado. Confira o Review sobre esse lançamento e descubra onde a Plastic Piranha acertou e errou.

Criador de Flappy Bird diz que tirou game do ar por ser muito viciante

Rekoil - capa do review (Foto: Divulgação)Rekoil - capa do review (Foto: Divulgação)


Enredo e Modo de Jogo

Duas facções denominadas Minute Men e Dark Water lutam por seu território em um mundo assolado por uma epidemia implacável. Tendo como foco o Multiplayer, o jogo possui como característica suas 40 armas desbloqueadas, 10 mapas, seis classes e sete modos de jogo, sendo que alguns modos deste último item ainda estão em desenvolvimento.

Mapas como The Village não apresentam características de uma epidemia (Foto: Divulgação/Rekoil)"The Village" não apresenta características epidêmicas (Foto: Divulgação)

Como se não bastasse a história clichê, Rekoil não traz imersão alguma no enredo selecionado. Se a própria sinopse não informasse os detalhes, não seria visível aos jogadores a proposta de um mundo pós-apocalíptico. Em cenários como The Village, que se passa em uma vila do interior, não é possível avistar nenhum sinal de epidemia, como marcas de sangue, corpos ou remédios. Em alguns mapas, até é possível ver um barco pesqueiro navegando nas águas que cercam o cenário.

Além do background já mencionado, durante as partidas não é informado nenhum dado sobre as facções, como motivos que as levaram a isto, história e membros, e o mesmo vale para os mapas, que não possuem histórias sobre seu terreno e recursos, como visto em jogos como Battlefield 2, somente uma rápida descrição e sugestão de modo de jogo.

Descrições curtas dos mapas trazem poucos detalhes da história (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)Descrições curtas trazem poucos detalhes (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)


Até que é bonitinho

O padrão gráfico adotado em Rekoil pode não estar entre os melhores em jogos de seu gênero, contudo, é um mérito a ser destacado neste quesito. Os detalhes e texturas em alguns objetos são capazes de prender a atenção dos jogadores. Não será difícil você estar atrás de um carro procurando proteção e, quando perceber, estar vislumbrando os detalhes de sua porta levemente enferrujada.

O balanço do capim mediante a brisa e a física de objetos ao serem atingidos por projéteis distrai por alguns segundos o jogador que estivera até então desapontado. Efeitos de partículas como fumaça e explosão tem muito a melhorar, não obstante, a Plastic Piranha fez um ótimo trabalho com a água do jogo, onde a transparência e mecânica são impressionantes para a obra.

Belos gráficos e modelagem 3D são as melhores características de Rekoil (Foto: Divulgação/Steam)Gráficos e modelagem 3D são as melhores características (Foto: Divulgação)

O fator negativo se deve a falhas como sombras mal projetadas e animações de morte mal executadas, que são constantemente encontradas durantes as partidas. Podemos utilizar como exemplo a seguinte situação: a animação de morte para quando alguém morre esfaqueado pode ser a mesma para quando o mesmo personagem morre ao ser atingido por um projétil de bazuca. E mesmo que a física em objetos tenha sido implementada, foi esquecido um elemento notório nos mapas: vidros sendo quebrados ao serem atingidos.

Não se preocupe se ver a sombra de seu personagem flutuando nos mapas (Foto: Reprodução/ Paulo Vasconcellos)A sombra de seu personagem "flutua" nos mapas (Reprodução/ Paulo Vasconcellos)


Baixa qualidade sonora

A qualidade sonora de Rekoil é decepcionante em relação aos seus efeitos sonoros, tais como dublagem e músicas de fundo, onde não há nenhum ponto positivo a se observar. O jogo não conta com uma função de conversa via microfone (push-to-talk) apresentada na esmagadora maioria de títulos semelhantes. Ainda em relação a fala, a obra não apresenta nenhum dos famosos diálogos pré-definidos para os jogadores se comunicarem, como: “Positivo”, “Inimigo Encontrado”, “Fire in the hole” ou “Preciso de Reforços”.

O efeito sonoro como o disparo das armas é deprimente. Ao atirar com uma AK-47, por exemplo, o jogador poderá perceber que seu som é muito semelhante ao de qualquer outra metralhadora ou fuzil, tirando a essência e característica principal das armas. O mesmo vale para escopetas e rifles: o som utilizado em uma arma é o mesmo encontrado em outras da mesma categoria.

Quanto a dublagem, é possível visualizar um trabalho um tanto quanto preguiçoso por parte da desenvolvedora, onde as algumas das poucas frases ditas em voz no jogo são: “Headshot!”, “Melhor sorte da próxima vez”, “Continuem atirando!” e “Não podemos deixá-los se aproximar”, além da mesma voz ser utilizada para todos os personagens.

Diversão

Tanto os jogadores mais assíduos quanto jogadores casuais irão perceber que Rekoil é um jogo deficiente de inovação e desafio. O jogo utiliza a mesma “receita de bolo” de títulos FPS anteriores, contudo, falha brutalmente ao tentar trazer aos tempos de hoje um game com estas características. A maioria dos modos de jogo são os mesmos encontrados na grande maioria dos jogos de tiro em primeira pessoa: Mata-Mata, Capture a Bandeira e Conquista, além de seu armamento, que não é muito diferente de jogos como Battlefield e Call of Duty.

Rekoil: apenas mais um FPS no mercado (Foto: Divulgação/Steam)Rekoil: apenas mais um FPS no mercado (Foto: Divulgação/Steam)

Falando em armas, outro ponto negativo se dá no desafio de manipular cada arma, como por exemplo, ao empunhar uma bazuca. Diferente de muitos outros jogos, quando um personagem seleciona uma arma mais pesada, como uma bazuca, lança-foguetes ou armas semelhantes a FN M249 – também conhecida como “Metralhadora do Rambo” ou “Rambão” – o jogo não traz ao jogador a sensação de peso da arma, o que faria seu personagem correr mais lentamente ou locomover a arma com mais dificuldade.

A parte boa se dá na quantidade de classes e armas no jogo. Os 40 armamentos e as seis classes já vem desbloqueadas a todos os jogadores. O jogo conta também com um bom dinamismo, onde o tempo de Respawn é muito curto e os mapas não são tão grandes para a quantidade máxima de jogadores, permitindo a todos encontrar rapidamente seus inimigos e eliminá-los.

Jogabilidade

Em Rekoil o jogador pode adotar formas de ataque como Correr e Atirar ou uma tática mais estratégia, focando no objetivo enquanto aproveita os recursos e características do mapa. Caso o jogador escolha a primeira tática, é possível fazer diversos pontos matando inimigos enquanto corre incansavelmente, uma vez que o personagem não possui limite de fôlego. Se escolher a segunda opção, ele poderá selecionar uma classe de suporte como Sniper ou Rocketeer e escolher um ponto estratégico no mapa para dar apoio a seus aliados.

Inimigos que atiram pulando: prática pode ser mal vista por jogadores mais exigentes (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)Inimigos atiram pulando são mal vistos (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)

Contudo, há fatores que podem dificultar o gameplay dos gamers, como a possibilidade de se abaixar em pleno ar enquanto salta; e correr e pular ilimitadamente, práticas estas que podem ser consideradas desonestas e injustas pelos jogadores mais exigentes.

Conclusão

Rekoil está longe de ser uma obra que valha a pena gastar alguns trocados para se obter. A falta de inovação e desafio, aliados a uma jogabilidade e proposta clichês podem fazer com que muitos gamers pensem duas vezes antes de adquirir o jogo.

Qual o melhor FPS online? Opine no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
4.3
Gráficos
7
Jogabilidade
5
Diversão
4
Som
1

Prós

  • - Partidas Dinâmicas
  • - Todos os Equipamentos e Classes liberados
  • - Bons gráficos

Contras

  • - Falta de suporte sonoro
  • - Sem inovação
  • - Enredo fraco
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares