Jogos de estratégia

Por Yuri Hildebrand, da Redação

Review Anno 1800: construa seu império na segunda revolução industrial Review Anno 1800: construa seu império na segunda revolução industrial
Reprodução/Yuri Hildebrand

Anno 1800 é o sétimo título da franquia de jogos de estratégia da Ubisoft. Disponível mundialmente para PC a partir de terça-feira (16), o game traz lembranças de clássicos como Age of Empires e Age of Mythology, além de gráficos interessantes e diversas possibilidades no gameplay, tanto offline quanto online. O jogo se passa no final do século XIX, em plena segunda revolução industrial, e traz um mundo aberto para escolher a melhor maneira de colonizar regiões e aumentar seu império.

O jogo teve sua versão beta liberada na U-play, e pode ser adquirido tanto na loja da Ubisoft quanto na Epic Games Store por a partir de R$ 159,90. Vale lembrar que o título também está em pré-venda na Steam, loja da Valve, mas vai ser retirado da plataforma na data de seu lançamento. O TechTudo testou o lançamento e vai trazer mais detalhes sobre o game a seguir.

O jogador deve impulsionar seu império em meio à segunda revolução industrial — Foto: Divulgação/Ubisoft O jogador deve impulsionar seu império em meio à segunda revolução industrial — Foto: Divulgação/Ubisoft

O jogador deve impulsionar seu império em meio à segunda revolução industrial — Foto: Divulgação/Ubisoft

Estilo clássico

O jogo tem uma pegada bem tradicional em relação a outros games de estratégia. Os hubs contam informações a respeito do número de itens produzidos, requisitos mínimos para produzir roupas, preparar madeira, barras de ferro ou até matérias-primas intermediárias utilizadas na construção de edifícios. Mas, apesar de ser uma distribuição muito comum, quem não está acostumado pode ficar um pouco confuso no início. Nos modos Campanha e Sandbox, de livre exploração, há uma opção para receber ajuda durante a evolução das metrópoles para subir níveis, produzir determinados tipos de material, entre outras dicas. Na verdade, você vai precisar investir algumas horas antes de entender o mecanismo.

Interface é simples e lembra jogos clássicos, mas traz diversas opções para desenvolver suas cidades — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand Interface é simples e lembra jogos clássicos, mas traz diversas opções para desenvolver suas cidades — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Interface é simples e lembra jogos clássicos, mas traz diversas opções para desenvolver suas cidades — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Um ponto interessante é a presença de múltiplas configurações para gerenciar seu império, sendo possível montar rotas complexas de comércio, aumentar a produção de madeira para construção, ou plantar mais batatas, por exemplo. Isso pode diminuir a alegria dos trabalhadores, mas garante ganhos maiores à colônia.

Modo Campanha

A história do Anno 1800 começa na América do Sul, onde o personagem vivido pelo jogador recebe uma carta de sua irmã a respeito da morte do pai, pedindo sua volta. Ao chegar para seu enterro, outro personagem da família aparece: o magnata Edvard Goode, que reclama de seu retorno. Com isso, começa a rivalidade entre os dois.

Campanha ajuda você a seguir os primeiros passos no game — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand Campanha ajuda você a seguir os primeiros passos no game — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Campanha ajuda você a seguir os primeiros passos no game — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Passado o funeral, começa o game de fato. Em uma região desabitada, os irmãos começam a construir seu império, atraindo trabalhadores insatisfeitos com a vida oferecida nas terras de Edvard e os olhares de outros impérios vizinhos. Para aumentar seu império, é possível negociar com outras ilhas, fazendo aliados e ganhando respeito para manter a companhia funcionando. Vale lembrar que o jogo se passa no final do século XIX, época da segunda revolução industrial, o que dá um toque especial às problemáticas existentes.

Gráficos

Gráficos do Anno 1800 entregam imagens bonitas e bem desenhadas — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand Gráficos do Anno 1800 entregam imagens bonitas e bem desenhadas — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Gráficos do Anno 1800 entregam imagens bonitas e bem desenhadas — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Um dos destaques do Anno 1800 é a qualidade das imagens. A temática também facilita ao trazer detalhes mais rústicos em relação a títulos anteriores da série, como Anno 2070 e Anno 2205, por exemplo. Além disso, há diversos modos de câmera, sendo possível aproveitar a vista das belas ilhas montanhosas espalhadas pelo mapa.

O jogo foi testado em um Samsung Odyssey Z, que conta com uma placa de vídeo GeForce GTX 1060 de 6 GB, da Nvidia, processador chip Core i7 de oitava geração da Intel, e memória RAM de 24 GB. Portanto, desempenho não foi um problema. Mas quem conta com notebooks menos potentes também pode ficar tranquilo: a Ubisoft alega que é possível rodar o game em alta qualidade com requisitos mais simples, como processador Intel Core i5 de quarta geração, RAM de 8 GB e placa de vídeo Nvidia GeForce GTX 970 de 4 GB. Vale ressaltar que, se o game não estiver fluindo devidamente, a jogabilidade perde bastante, sendo interessante diminuir as configurações gráficas.

Gameplay

Em um primeiro momento, foi difícil pegar o jeito do jogo. Mas, dentro de algumas horas, a jogabilidade se mostrou bastante dinâmica, sendo possível realizar as ações tanto para controlar a cidade quanto para cumprir as missões do modo história. Tirando alguns poucos comandos, praticamente tudo pode ser feito pelo mouse, seguindo o tradicional estilo de estratégia.

Favores para cidadãos de sua cidade ou atividades para lideranças vizinhas podem fornecer uma boa ajuda no crescimento do império — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand Favores para cidadãos de sua cidade ou atividades para lideranças vizinhas podem fornecer uma boa ajuda no crescimento do império — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Favores para cidadãos de sua cidade ou atividades para lideranças vizinhas podem fornecer uma boa ajuda no crescimento do império — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Vale ressaltar que o Anno 1800 é um jogo que exige paciência nas primeiras vezes, já que um bom desenvolvimento requer atenção. Além disso, é interessante ficar de olho em todos os avisos durante o gameplay: existem diversas missões secundárias que podem ajudar com prêmios em dinheiro e, dependendo das suas ações, impérios vizinhos podem ver uma aliança como algo interessante.

Ao longo da história, as personagens com quem você interage aparecem falando na tela, entregando que o foco do jogo, de fato, não é a animação. Aproximar a visão da cidade, entretanto, é uma forma interessante de observar. Portanto, movimentação dos cidadãos no dia a dia e as animações com menor exigência de fidelidade são um ponto forte do jogo.

Diferentes personagens vão aparecendo ao longo da história, tanto para o bem quanto para o mau — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand Diferentes personagens vão aparecendo ao longo da história, tanto para o bem quanto para o mau — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Diferentes personagens vão aparecendo ao longo da história, tanto para o bem quanto para o mau — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Dicas

Um dos maiores problemas ao começar a jogar o Anno 1800 é saber por onde começar, algo bem comum em games do tipo. O título da Ubisoft oferece alguma ajuda no início, indicando o que deve ser feito para iniciar os trabalhos. Portanto, vale prestar atenção ao balanço econômico e aos materiais disponíveis. Construir casas de fazendeiros e vias de acesso é algo essencial, além de um mercado central para suprir as necessidades dos novos moradores.

As fazendas são o foco em um primeiro momento, mas logo surgem as fábricas e operários se fazem necessários — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand As fazendas são o foco em um primeiro momento, mas logo surgem as fábricas e operários se fazem necessários — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

As fazendas são o foco em um primeiro momento, mas logo surgem as fábricas e operários se fazem necessários — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Começando pelo porto, é interessante explorar o mapa da ilha e traçar objetivos para chegar perto das regiões montanhosas. Nelas, estão matérias primas fundamentais na produção de tijolos, barras de ferro, entre outros. Após a entrada no território, existem duas formas de avançar: encontrar outras ilhas próximas para colonizar simultaneamente ou focar na região principal até o momento certo de sair em busca de novos ares. A segunda opção é mais segura, já que, à medida em que se avança no jogo, outros tipos de construção são liberados e maior é a capacidade industrial de seu povo.

As áreas urbanas são um passo importante no desenvolvimento econômico e industrial das cidades — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand As áreas urbanas são um passo importante no desenvolvimento econômico e industrial das cidades — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

As áreas urbanas são um passo importante no desenvolvimento econômico e industrial das cidades — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Outro ponto importante de se ressaltar é a necessidade de evoluir sempre sua mão-de-obra e suas regiões. Como se trata de uma época marcada pela segunda revolução industrial, as áreas urbanas serão parte importantíssima do desenvolvimento. Portanto, é necessário projetar a transformação do espaço sem prejudicar o balanço econômico de seu império.

Conclusão

Anno 1800 é um jogo que desafia sua capacidade de formular estratégias para manter a companhia de comércio funcionando, ao mesmo tempo em que as vontades e necessidades dos cidadãos sejam respeitadas. Também é possível avançar e conquistar mais territórios, colonizando regiões desabitadas ou até disputando com outras lideranças espalhados pelo mapa. O modo campanha pode ser um suporte interessante, principalmente para usuários desacostumados com esse tipo de game.

Além disso, o título oferece bastante liberdade ao jogador para avançar no tempo e com as condições que quiser, limitando bem menos que o esperado. Com jogabilidade um pouco complexa, essa ajuda é um ponto muito importante. Ao longo do jogo, a experiência é bastante dinâmica e não é necessário saber muitos comandos do teclado, sendo possível controlar praticamente tudo apenas com o mouse.

As opções na tela facilitam o acesso por parte do jogador, que consegue entender o que fazer na prática — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand As opções na tela facilitam o acesso por parte do jogador, que consegue entender o que fazer na prática — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

As opções na tela facilitam o acesso por parte do jogador, que consegue entender o que fazer na prática — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

O game está à venda por meio da Uplay, plataforma de jogos da Ubisoft, com preço de R$ 159,90 e também na loja da Epic Games, pelo valor de US$ 43,20, algo em torno de R$ 167 em conversão direta. Considerando a boa qualidade gráfica, os requisitos não tão altos e as diversas oportunidades dentro do jogo, o título vale a pena não apenas para pessoas acostumadas com games de estratégia, mas também para quem deseja conhecer melhor o segmento.

Quais os melhores jogos de estratégia e RPG? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Age of Empires: Definitive Edition - Gameplay

Age of Empires: Definitive Edition - Gameplay

8.8

Muito Bom

O jogo traz uma interface dinâmica, apesar de um pouco complicada no início. Além disso, entrega gráficos interessantes, diversas opções para explorar o mapa e bastante liberdade ao jogador. Um ponto negativo é que Anno 1800 não está disponível em português, o que pode pesar na hora de comprar o título.
Gameplay
9
Gráficos
8
Interface
9
Funcionalidades
9
Mais do TechTudo