Jogos de Esporte

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo

Reprodução/Rafael Monteiro

Captain Tsubasa: Rise of New Champions é um jogo de futebol bem diferente do tradicional, baseado na animação japonesa Captain Tsubasa, que foi exibida no Brasil com o nome "Super Campeões". Apesar de ter como base o futebol, o lançamento não é para o mesmo público de games realistas como as séries FIFA ou PES, pois apresenta uma versão bem exagerada do esporte.

O título é uma ótima pedida para fãs do anime e também jogadores dispostos a experimentar algo inusitado. Captain Tsubasa: Rise of New Champions está disponível para PlayStation 4 (PS4), Nintendo Switch e PC (Steam). A versão utilizada para análise foi a do PS4. Confira, no review a seguir, os prós e contras do game.

Captain Tsubasa: Rise of New Champions é um futebol com garra que parece com "Dragon Ball Z" — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Quer comprar jogos, consoles e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A história do camisa 10 e além

No game, vemos algumas histórias diferentes. A primeira é a de Tsubasa Ozora (Oliver Tsubasa no Brasil), um jogador de futebol japonês com grande talento que deseja se tornar o melhor do mundo. Quando o jogo começa, Tsubasa é o capitão do time colegial Nankatsu e tenta ganhar o tricampeonato de um torneio regional.

Além de seguir os passos de Tsubasa, os jogadores podem também criar seu próprio atleta e viver uma jornada original. Esta segunda história começa logo após a de Tsubasa e é possível jogar ao lado do protagonista da animação ao se unirem na seleção juvenil do Japão.

Ao criar seu próprio jogador, o usuário deve escolher entre três colégios onde ele pode jogar. A história do atleta é complementada pela narrativa de outros famosos personagens da série que são destaques nesses colégios. São eles: Kojiro Hyuga da Academia Toho, Jun Misugi do Colégio Musashi e Hikaru Matsuyama do Colégio Furano.

Captain Tsubasa: Rise of New Champions traz uma história original na qual você pode fazer seu próprio atleta — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Para quem não conhece Tsubasa ou outros personagens, o game oferece uma opção de ver "Filmes" que contam um pouco mais sobre cada um deles, desbloqueados à medida que eles são apresentados. A maioria do conteúdo é constituída de cenas estáticas com apenas alguns efeitos, sem clipes do desenho. Quase não há animações no jogo – existe apenas em alguns poucos momentos da campanha. As telas de loading também trazem algumas informações sobre os personagens.

Da Jornada ao Time dos Sonhos

Tanto a campanha de Tsubasa quanto de seu atleta original fazem parte do modo "A Jornada", que é a maior parte do conteúdo do game. Há a possibilidade de multiplayer local para até quatro pessoas e disputas online rankeadas ou apenas por diversão. Nestes modos, é possível usar os times regionais dos principais colégios do anime e também seleções juvenis que aparecem no desafio mundial como Alemanha, Holanda, Argentina, Estados Unidos, Brasil e mais. No entanto, os times precisam ser desbloqueados na campanha e no começo do jogo não há muitos disponíveis.

A campanha de Tsubasa não é muito longa, mas conta com momentos emocionantes que passam exatamente a sensação do desenho animado. Há alguns eventos especiais que são difíceis de se acostumar no início, como tomar gols por causa da história – mas eles ajudam a criar parte da tensão. Já a campanha de seu atleta original é maior, praticamente o dobro da duração, e as duas juntas oferecem por volta de 20 horas de conteúdo.

Captain Tsubasa: Rise of New Champions pode precer um jogo de futebol de longe, mas em regras bem diferentes — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Há motivos para terminar as campanhas múltiplas vezes, como liberar mais eventos na campanha de Tsubasa, criar diferentes personagens e tomar outras decisões com seu atleta, que podem mudar o adversário na final do campeonato. Durante a jornada, o atleta pode aprender habilidades e chutes especiais de acordo com os personagens que ele fizer amizade, então também vale a pena diversificar seus amigos.

Ao final da campanha, o usuário pode montar seu próprio Time dos Sonhos e misturar os atletas que conheceu durante toda a história para disputar no online. O modo é semelhante ao Fifa Ultimate Team, porém sem microtransações. Em um primeiro instante, seu Time dos Sonhos está limitado a um certo custo por atleta. Porém, a cada ranking que sobe, o jogador ganha mais pontos para escalar cada vez mais craques para as posições. Há até mesmo a possibilidade de escalar seus atletas personalizados.

Veja também: assista ao vídeo sobre a Copa Libertadores em FIFA 20 a seguir

FIFA 20 recebe a Copa Libertadores; veja principais novidades

FIFA 20 recebe a Copa Libertadores; veja principais novidades

Chute de Trivela

Apesar de parecer um jogo de futebol à primeira vista, as disputas no campo de Captain Tsubasa se portam mais como uma luta de desenhos animados como "Dragon Ball Z". O meio do campo é bem extenso, como se fosse um campo de batalha, e é virtualmente impossível fazer um gol ao simplesmente chutar a bola. Gols apenas são marcados quando os atacantes ou meias utilizam seus chutes especiais, que fazem surgir a figura de animais e efeitos mirabolantes que envolvem a bola.

Mesmo estes chutes especiais não são garantia de gol, apesar de causarem dano à barra de "Garra" dos goleiros. Este recurso é como a barra de energia em um jogo de luta – isso porque, quando se esgota, o chute especial consegue passar pelo goleiro e às vezes até empurrá-lo para dentro do gol junto com a bola. A cada gol tomado ou intervalo entre tempos a barra do goleiro se regenera e tudo começa novamente.

O Chute de Trivela em Captain Tsubasa: Rise of New Champions pode fazer gols do meio do campo — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Todos os jogadores possuem o medidor de Garra e utilizam para realizar ações, como correr, driblar e disparar chutes especiais. A Garra se regenera naturalmente, porém, quando ela se esgota, um jogador se torna alvo fácil para uma tomada de bola. Vale notar que não há faltas físicas. Os atletas são arremessados pelo ar como se não pesassem nada.

Há toda uma mecânica de timing em que, ao pressionar o botão de drible e encostar em um adversário, o jogador consegue passar por ele automaticamente. Ao realizar dois dribles com sucesso, ganha-se um bônus na velocidade e no chute. Os super chutes, por sua vez, precisam ser carregados ao segurar um botão e durante este momento os atletas ficam um pouco mais vulneráveis.

O jogo introduz vários elementos que afetam o equilíbrio da partida, que são explicados gradativamente durante a campanha com exercícios de treino. Há uma barra de especial para todo o time que pode ativar um estado chamado "Zona-V", em que todos têm seus atributos melhorados temporariamente e chutes especiais ficam com menor custo.

Alguns personagens e goleiros também podem bloquear os chutes em troca de uma parte da barra de especial e assim por diante. Como o game apresenta as novidades aos poucos durante a campanha, não chega a sobrecarregar o jogador.

Visual de anime e vozes japonesas

Na parte gráfica, o game utiliza técnicas clássicas de cel shading para dar uma aparência de desenho animado a todos os personagens. Durante as cenas de história e nos golpes especiais, é possível ver os personagens com grande clareza, como se fosse o desenho animado em movimento. O visual não é tão impressionante assim no resto do jogo, quando a câmera está distante dos atletas, mesmo na configuração mais próxima. Efeitos em geral são muito simples: o campo não parece tão detalhado e, ainda assim, a taxa de quadros parece engasgar em certos momentos, apesar de não atrapalhar.

Captain Tsubasa: Rise of New Champions tem bons gráficos nos personagens, mas não tanto durante o jogo — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Um problema um pouco incômodo em Captain Tsubasa: Rise of New Champions é que ele apenas está disponível com dublagem em japonês. Inicialmente isso não é um grande problema já que os textos estão em português, com opções de inglês, espanhol e outros idiomas. No entanto, durante as partidas, até mesmo a narração dos lances é toda feita em japonês com legendas e fica impossível acompanhá-la sem tirar os olhos da ação. As músicas do jogo fazem seu trabalho ao fundo sem chamarem muito a atenção.

Conclusão

Captain Tsubasa: Rise of New Champions oferece uma boa experiência para fãs da série e para jogadores que tenham curiosidade sobre seu futebol fora do comum. Por várias vezes, o game faz o usuário se sentir parte daquele universo em que chutes fazem a bola pegar fogo, onde vencer uma partida é praticamente uma batalha entre o espírito de cada time. As duas boas campanhas e modo online com potencial para crescimento tornam este jogo uma boa adição à coleção.

7.5

Uma boa experiência para fãs da série

O game surpreende por trazer duas ótimas campanhas, por passar a emoção do anime, além de contar com modo online com potencial. Por outro lado, ele deixa a desejar pela falta de narração traduzida, pelos gráficos um pouco simples e pela falta de times no início.
Jogabilidade
8
Gráficos
7
Diversão
9
Som
6
Mais do TechTudo