Jogos de RPG

Por Bruno Magalhães, para o TechTudo


Genshin Impact é um novo RPG de ação em mundo aberto com visuais em estilo anime que está disponível de graça para PC, PlayStation 4 (PS4) e celulares Android e iPhone (iOS). Uma versão para Nintendo Switch também está em produção, mas ainda não tem uma data de chegada. Pouco tempo após seu lançamento em 28 de setembro de 2020, o game da desenvolvedora chinesa MiHoYo atraiu a atenção de muitos jogadores ao redor do mundo e registrou a marca de 17 milhões de downloads em apenas quatro dias.

Apesar de adotar uma fórmula de microtransação que carrega a má fama de ser predatória, os desenvolvedores tomaram muito cuidado para entregar conteúdo de qualidade e não forçar o jogador a gastar. O resultado disso é um jogo competente e ótimo para passar o tempo que está entre as mais gratas surpresas deste ano. Confira, no review a seguir, a análise completa de Genshin Impact e entenda os seus pontos positivos e negativos.

Genshin Impact é um RPG de ação grátis para PC, PS4 e dispositivos móveis — Foto: Divulgação/MiHoYo

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Boas-vindas ao belíssimo mundo de Teyvat

Logo nos primeiros minutos de Genshin Impact, o jogador é apresentado a um impasse entre irmãos gêmeos conhecidos como Viajantes e uma entidade divina misteriosa que surge para impedi-los de transitar entre mundos. Como resultado do confronto, a deusa separa os irmãos e os transporta para um mundo fantasioso e repleto de segredos conhecido como Teyvat. Incapaz de retornar por ter perdido os seus poderes, o Viajante, sem saber o paradeiro de seu irmão, embarca em uma jornada para descobrir quem era aquela entidade misteriosa e se ela faz parte das divindades que regem este novo mundo.

Sob esta premissa, Genshin Impact guia o jogador por missões introdutórias e logo o coloca para explorar duas regiões das três que são prometidas pela desenvolvedora. Mondstadt, uma cidade que preza pela liberdade e que está localizada em uma ilha com vastos campos e montanhas ao horizonte; e Liyue, que é um verdadeiro retrato da China e uma região repleta de enigmas e ruínas de uma civilização antiga.

Genshin Impact tem uma boa história de pano de fundo, mas seu destaque é a exploração e o sistema de combate — Foto: Divulgação/MiHoYo

Seguindo a estrutura de outros RPGs famosos, é possível conhecer personagens importantes para a história, que ajudam o Viajante em seu caminho para reencontrar seu irmão e a entender a cultura de Teyvat. Há ainda alguns que se juntam organicamente ao grupo de guerreiros jogáveis, tais como a arqueira Amber, o cavaleiro Kaeya e a maga Lisa.

Esta história é um bom pano de fundo e cumpre seu papel em manter o jogador curioso e atento aos seus desdobramentos. A localização em português do Brasil também é um grande incentivo para o público brasileiro, embora haja muitos erros grotescos de digitação e de localização ao longo dos diálogos — que ficam ainda mais claros escutando a dublagem em inglês ou em japonês.

Muita ação com base nos elementos da natureza

Um dos grandes destaques de Genshin Impact é, sem dúvidas, o seu sistema de combate. O jogador pode formar um time com quatro personagens e trocar livremente entre eles tanto em momentos de exploração como de combate. Cada um tem um arsenal próprio de habilidades, chamadas de Talentos, e maestria em um elemento da natureza, que é levado em consideração para explorar as fraquezas dos inimigos e criar combos poderosos. Esses elementos são: Anemo (vento), Pyro (fogo), Hydro (água), Cryo (gelo), Electro (eletricidade) e Geo (pedra).

O sistema de combate de Genshin Impact é fluido e permite troca instantânea entre personagens — Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Cada personagem é muito bem construído em seu estilo de jogabilidade e pode apelar a qualquer perfil de jogador. Além dos ataques básicos, é possível realizar ataques carregados, ataques aéreos e utilizar diferentes poderes, incluindo uma Habilidade Suprema. Com a combinação correta, surge a oportunidade de desferir um dano massivo e superar os desafios facilmente.

É interessante notar que o game tem uma variedade interessante de inimigos, incluindo algumas versões com base em elementos da natureza. Mesmo que alguns arquétipos se repitam eventualmente, o combate é tão fluido e viciante que dá vontade de entrar em qualquer tipo de conflito ao explorar Teyvat. Há ainda sub-chefes e chefes com grandes recompensas a serem desbravados e que proporcionam momentos icônicos.

Estrutura e exploração: até que ponto vai a liberdade do jogador?

Os desenvolvedores claramente buscaram inspiração em The Legend of Zelda: Breath of the Wild para criar cenários de tirar o fôlego e que instigam a curiosidade — e isso é algo que realmente funciona. Sem perceber, os jogadores devem passar muito tempo viajando sem rumo, conhecendo NPCs, resolvendo quebra-cabeças e missões, descobrindo tesouros e desbravando acampamentos de inimigos cada vez mais poderosos.

Houve uma grande preocupação da MiHoYo em deixar essas tarefas divertidas, dinâmicas e recompensadoras. No entanto, embarcar em Genshin Impact esperando o mesmo nível de liberdade do game da Nintendo pode levar a frustrações conforme a progressão. Isto acontece porque Genshin Impact segue a estrutura dos famosos jogos Gacha para celulares e há uma certa “trava” no quanto que o jogador pode progredir de uma só vez. Entenda a seguir:

Os Domínios de Genshin Impact são bloqueados por Rank de Aventura e podem frustrar a exploração — Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Praticamente tudo o que o jogador faz no mundo de Genshin Impact rende pontos, que contam para o “Rank de Aventura”, e uma moeda chamada “Gema Essencial”. As missões da história principal e os chamados Domínios, que são templos que remetem vagamente aos Shrines de Breath of the Wild, sempre exigem um determinado Rank de Aventura para o acesso, especialmente por terem inimigos mais fortes.

Esta é uma estratégia adotada para incentivar outras atividades e forçar o chamado grind — ou seja, aumentar o nível, atributos e equipamentos dos personagens. Isso provoca uma grande quebra de imersão nos acontecimentos da história, pois obriga o jogador a realizar outras atividades desconexas só para conseguir o nível necessário.

O mundo aberto de Genshin Impact é contemplativo e repleto de segredos — Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Algumas poucas atividades como confrontos contra chefes, que estão espalhados pelo mapa, também exigem o consumo de “Resina Original” para resgatar as recompensas, incluindo os seus respectivos pontos de experiência do Rank de Aventura. O jogador tem um total de 120 de Resina Original por padrão e ela se regenera após algumas horas.

Também existe a opção de consumir as Gemas Essenciais para regenerar mais rapidamente. Porém, a melhor opção sempre acaba sendo esperar porque essas Gemas Essenciais são usadas para construir Destino Familiar e Destino Entrelaçado — que são usados no Gacha para conseguir novos personagens e armas mais fortes na aba Orar.

Em outras palavras, se o jogador quer uma experiência de história mais linear, ele não encontra isso em Genshin Impact. A cada capítulo concluído, pode levar muitas horas para que a continuação seja contada porque tudo está atrelado ao Rank de Aventura. Até mesmo o modo multiplayer cooperativo é travado pelo Rank de Aventura e desbloqueado apenas no Nível 16. Com isso em mente, é muito importante explorar muito bem as regiões, encontrar missões secundárias com os NPCs e concluir desafios diários para aumentar o Rank de Aventura de forma mais rápida.

Veja também: assista ao vídeo sobre o PS5 a seguir

PS5: saiba tudo sobre o novo console

PS5: saiba tudo sobre o novo console

Visuais e trilha sonora

Logo ao entrar em contato com Genshin Impact, fica claro que um dos nortes do seu desenvolvimento foi construir uma experiência contemplativa acima de tudo. Os visuais de um modo geral são lindos e o contraste dos personagens com o cenário, ressaltado pelas suas bordas, fazem do game da chinesa MiHoYo um dos mais bonitos entre os que têm um estilo anime.

Infelizmente, o Modo Foto presente neste período de lançamento é bastante limitado, mas ainda assim é possível registrar belas paisagens. A performance do game nos computadores também é satisfatória e mostra como também houve um cuidado com a sua otimização.

A direção artística de Genshin Impact chama a atenção e torna a experiência memorável — Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

A trilha sonora também é uma atração à parte e deve chamar a atenção de entusiastas. Desde os momentos de exploração aos combates mais intensos, as músicas combinam perfeitamente com o que se passa na tela e têm belíssimos arranjos. Sem dúvidas, todo o trabalho sonoro é um dos grandes responsáveis por tornar as horas passadas em Teyvat ainda mais memoráveis.

Microtransações

O sistema de Gacha de Genshin Impact era tópico de muitas preocupações da comunidade antes do lançamento do jogo, mas as decisões corretas foram tomadas para que o sistema não se tornasse predatório. Depois de várias dezenas de horas de gameplay, fica claro que não há a necessidade de investir dinheiro para se aventurar em Teyvat, conseguir novos personagens ou itens mais poderosos. O dinheiro é apenas uma forma de acelerar este processo.

Como já foi citado, praticamente todas as atividades recompensam o jogador com Gema Essencial em abundância. Dentre elas: login diário, visualizar tutoriais, abrir baús, desbloquear conquistas, completar missões principais e secundárias, resolver eventos aleatórios do mundo aberto e muito mais.

Genshin Impact tem um sistema de Gacha para desbloquear personagens e armas mais fortes — Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Essas Gemas Essenciais são usadas para fabricar Destino Familiar e Destino Entrelaçado, que são as principais moedas das chamadas “Orações” para desbloquear novos personagens, armas e muito mais em um formato idêntico às loot boxes de jogos ocidentais. Gastando dez unidades, é garantido que o jogador receberá um item de quatro estrelas; gastando 90 unidades, é garantido o recebimento de um item cinco estrelas — que é o tipo mais precioso.

Como Genshin Impact não tem modos competitivos PvP, não existe a necessidade de conquistar os melhores itens para conseguir vantagem. Além disso, a qualidade do combate e do seu mundo aberto faz com que o tempo passe e o jogador nem perceba o tanto de Gema Essencial que já acumulou. Caso ele ainda assim decida investir dinheiro, há pacotes de Cristais Gênesis, que são convertidos em Gemas Essenciais, que variam de R$ 3,90 a R$ 379,90.

Conclusão

Genshin Impact é uma grata surpresa e deve abrir caminho para uma nova leva de jogos gratuitos de alto investimento. O game da MiHoYo convida os jogadores pela sua direção artística e os encanta ao oferecer um sistema de combate dinâmico e uma exploração contemplativa, mas pode frustrar principalmente os amantes de Breath of the Wild por impor barreiras de nível para avançar na história e explorar templos.

8.5

Genshin Impact é uma grata surpresa em 2020

O game traz belíssimos gráficos em estilo anime. Outros pontos positivos incluem o mundo aberto que instiga a curiosidade, as recompensas por cada ação feita e a trilha sonora. Por outro lado, o rank de aventura quebra a imersão da história. A demora para desbloquear o modo multiplayer e localização em português do Brasil repleta de erros também deixam a desejar.
Diversão
10
Jogabilidade
9
Design
6
Som
9
Mais do TechTudo