Jogos de ação

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo

Reprodução/Rafael Monteiro

Marvel's Avengers traz um jogo de ação e RPG com os heróis mais poderosos da Terra pelas mãos da Crystal Dynamics, produtores do reboot de Tomb Raider, e publicado pela Square Enix. O game é dividido em dois modos: uma história linear que apresenta uma narrativa original e um modo multiplayer online cooperativo para quatro pessoas, com algumas interseções entre ambos. Marvel's Avengers oferece uma boa campanha para PlayStation 4 (PS4), Xbox One e PC, porém o multiplayer online que deveria ser destaque ainda parece desfalcado. Veja, no review a seguir, a análise de todos os prós e contras do lançamento.

Marvel's Avengers conta uma história de queda dos Vingadores e seu retorno com a ajuda de Kamala Khan — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A queda e o retorno dos Vingadores

A historia do jogo começa no A-Day, um dia comemorativo para os Vingadores em São Francisco, nos Estados Unidos. O evento é interrompido por um atentado terrorista liderado pelo vilão Treinador (Taskmaster) e, quando os heróis falham em impedir o ataque, uma grande explosão atinge a cidade. A explosão tem várias vítimas imediatas, entre elas o Capitão América, mas a longo prazo também desperta superpoderes em parte da população. Esta parcela chamada de Inumanos começa a ser perseguida, como os mutantes nas histórias dos X-Men.

Passados quatro anos, os Vingadores se separaram e a A.I.M. (Avançadas Ideias Mecânicas) instaurou um estado policial. Neste momento de desesperança, o jogador assume o papel de Kamala Khan, a Miss Marvel, que obteve seus poderes polimorfos na explosão. A personagem descobre que a A.I.M. realiza experimentos antiéticos em outros inumanos e que a empresa pode estar envolvida no ataque do A-Day. Ela tenta, então, reunir os Vingadores para lutar contra a empresa.

O enredo é simples mas satisfatório em seu desenvolvimento. Kamala Khan é uma grande admiradora dos Vingadores, então apresenta a fantasia dos próprios fã que são público do game: ganhar superpoderes e lutar ao lado dos Vingadores. A história traz também um ótimo arco de origem para o vilão MODOK, que é o principal antagonista, porém há uma grande falta de supervilões durante o game.

Durante a campanha de Marvel's Avengers as fases são mais lineares e focadas na narrativa — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Duas faces do mesmo jogo

O game é dividido em dois modos. A "Campanha" é uma aventura mais linear e voltada para narrativa, com missões mais específicas e uma duração entre 15 a 20 horas de acordo com o nível de dificuldade e ritmo do usuário. O segundo modo é a "Iniciativa Avengers", um multiplayer online em que o usuário pode se reunir com outros fãs de todo o mundo em grupos de até quatro pessoas para realizar missões mais generalizadas em conjunto.

A jogabilidade é a mesma em ambos os modos e há certas interseções entre eles. O game é em sua base um RPG e seus Vingadores sobem de nível durante as missões e desbloqueiam novos golpes e equipamentos. Todo o progresso é o mesmo tanto na campanha quanto no multiplayer. A qualquer momento da campanha é possível convidar usuários para jogar as missões da história ou parar um pouco o enredo para dedicar-se a aumentar seu nível no modo multiplayer.

Algum das melhores missões de Marvel's Avengers não podem ser jogadas novamente por enquanto — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Infelizmente, há alguns problemas em cada um desses modos de Marvel's Avengers que atrapalham a longevidade do jogo. Após terminar a "Campanha", não é possível jogá-la novamente. Não há algo óbvio como um New Game+ para desafiar o jogo em uma dificuldade maior após melhorar seus heróis. Já na "Iniciativa Avengers" parece que falta conteúdo: não há missões suficientes. É como se o game ainda fosse receber mais conteúdos futuramente, mas no momento não os tivesse.

É bastante provável que estes pontos serão consertados em atualizações futuras, mas por ora esse é o estado atual do jogo. A produtora Square Enix já havia anunciado que Marvel's Avengers receberia conteúdo regularmente de forma gratuita, como novos heróis e missões. No entanto, para usuários que estão com o jogo agora, há poucas opções.

Eu sou o Homem de Ferro

No modo multiplayer de Marvel's Avengers jogadores podem exibir seus golpes especiais desbloqueados — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

A forma de jogar Marvel's Avengers é, sem dúvida, o ponto alto do game. O jogador pode escolher entre Capitão América, Homem de Ferro, Thor, Hulk, Viúva Negra e Miss Marvel. Cada um tem um estilo de jogabilidade único o bastante para que sejam personagens distintos, mas familiar o suficiente para que seja fácil trocar entre eles. O combate segue um esquema básico de ataques fracos e fortes intercalados para gerar combos, ataques especiais desbloqueados e três habilidades especiais, entre elas um "Ultimate".

Para inimigos mais fracos, o jogador pode desferir uma sequência de socos, enquanto guarda golpes especiais para alguns mais resistentes. Miss Marvel pode atacar com uma gigantesca mão, Capitão América pode arremessar seu escudo em múltiplos alvos, Viúva Negra pode ficar invisível, e assim por diante. Se o oponente for muito forte ou houver muitos deles, o Ultimate traz habilidades como a Hulkbuster do Homem de Ferro ou ficar gigante com Kamala Khan. Todos os golpes são bem reconhecíveis dos filmes, quadrinhos e até de outros jogos como da série Marvel vs. Capcom.

As fases do game são como grandes arenas com diversos pontos de interesse guardados por inimigos. O jogador pode ir direto para seus objetivos e, assim, completar as missões ou fazer desvios para obter recompensas melhores. A movimentação pelas fases costuma ser bastante fluída, mas às vezes os personagens ficam presos no cenário sem motivo aparente.

Ao jogar sozinho, é possível completar seu time com Vingadores controlados pelo game. Estas versões são as mesmas do time do jogador e usam os golpes que tiverem sido desbloqueados. A inteligência artificial dos companheiros não é muito boa e às vezes fica travada ou foca apenas em um inimigo. No multiplayer, faz falta um sistema de "Ping" para indicar pontos de interesse. Se os participantes não tiverem microfone, não há formas de se comunicar e explicar para onde irão a seguir.

O sistema de itens de Marvel's Avengers é bastante cansativo e ocasionalmente atrapalha a ação — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Os elementos de RPG do jogo normalmente fazem parte da diversão, mas às vezes podem ficar no caminho da ação. Ganhar pontos de experiência, ficar mais forte e ganhar novas habilidades motiva o usuário a jogar sempre mais. Não é legal, porém, quando os super-heróis não parecem poderosos por causa dos elementos de RPG. Controlar um Hulk que não consegue esmagar seus inimigos simplesmente parece errado.

O sistema de itens também é cansativo, pois exige que a todo momento se troque os equipamentos do personagem. Para piorar, cada herói só pode carregar 10 itens de cada tipo e todos os excedentes são enviados para um depósito com limite de 300 peças. De tempos em tempos, é obrigatório organizar e desmontar alguns dos equipamentos no seu inventário, o que não é divertido.

No modo multiplayer, o jogo tem opções de convidar amigos, procurar outros heróis de um nível parecido ou simplesmente entrar em uma "Partida Rápida". Algumas missões mesclam combate de forma agradável com alguns quebra-cabeça que exigem trabalho em equipe para vencer. Como é de praxe, personagens que são abatidos durante o combate podem ser ressuscitados pelos outros participantes.

O visual de Marvel's Avengers está bem bonito e a dublagem ajuda a vender sua versão dos personagens — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Caso não haja jogadores online o suficiente, algumas vagas também podem ser preenchidas por IA. Um detalhe interessante é um "Alerta de Spoiler" quando um dos usuários não completou a missão que será jogada.

Brilhando como uma joia

Visualmente o jogo está bem bonito, semelhante em estilo e técnica aos games da série Tomb Raider. Os modelos dos personagens são bem detalhados e realistas, bem diferentes de quando foram mostrados pela primeira vez e causaram preocupação do público. A aparência deles invoca um pouco dos atores da versão para cinema, mas sem ficarem parecidos demais. Seus uniformes também são versões originais que misturam um pouco dos filmes e das histórias em quadrinhos.

Na maior parte do game tudo roda perfeitamente, o que é bastante impressionante. As arenas são grandes e detalhadas, contam com partes de cenário que podem ser destruídas, os combates podem envolver dezenas de inimigos e efeitos de golpes especiais por toda a tela. Ocasionalmente, a taxa de quadros sofre uma queda, mas de forma tolerável. Em outros momentos, essa queda ocorre sem muita explicação, em momentos menos caóticos, o que pode ser apenas um bug.

A parte sonora é um dos pontos altos do jogo graças a uma ótima dublagem em português. As vozes de Capitão América e Homem de Ferro são as mesmas dos filmes e dão uma vantagem ao jogador brasileiro para imaginar os mesmos heróis do cinema no game. Todos os personagens importantes contam com boa dublagem, que realmente passa emoção e há expressões tipicamente brasileiras em algumas falas. É um pouco estranho que os nomes não estejam traduzidos e apareçam como "os Avengers" ou "o Iron Man".

Os efeitos sonoros do jogo são perfeitos e lembram muito aos filmes dos Vingadores. Dos raios repulsores do Homem de Ferro ao som de metal vibrando do escudo do Capitão América, tudo soa exatamente como se esperaria. A música normalmente fica de fundo e dita o tom das cenas de maneira sucinta, mas rouba a atenção em alguns trechos do Homem de Ferro, como Flight of Icarus do Iron Maiden.

A dublagem de Marvel's Avengers traz várias tiradas divertidas para o Homem de Ferro — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Conclusão

Marvel's Avengers tem alguns momentos bem épicos durante sua campanha e também oferece muita diversão em seu multiplayer quando se permite ser um frenético jogo de super-heróis. Há alguns momentos em que o jogo engasga em seus elementos de RPG, mas o senso de progressão incentiva o jogador a continuar. Apesar disso, ao terminar sua boa campanha, é decepcionante que haja tão pouco conteúdo para dar continuidade. É possível que Marvel's Avengers evolua como jogo online – mas, por ora, vale a pena esperar por mais conteúdo.

8.3

Marvel's Avengers traz momentos épicos, mas escorrega em elementos de RPG

O game permite que o jogador se sinta como cada herói. Outros aspectos positivos envolvem a campanha com momentos épicos e a boa dublagem em português. Por outro lado, o jogo peca por oferecer pouco conteúdo no lançamento e também por contar com fraca IA dos companheiros. As partes RPG também são pontos negativos e podem atrapalhar.
Jogabilidade
8
Gráficos
8
Diversão
8
Som
9

Veja também: assista ao trailer de LEGO Avengers a seguir

LEGO Avengers - Trailer oficial

LEGO Avengers - Trailer oficial

Qual o melhor game baseado em heróis da Marvel? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo