Jogos de ação

Por Erick Figueiredo, Do Home Office


Mass Effect: Legendary Edition é a mais nova coletânea da Eletronic Arts (EA), que traz os três títulos da franquia do comandante Shepard remasterizados. Com lançamento no dia 14 de maio de 2021, os jogos estão disponíveis para download no PlayStation 4 (PS4), Xbox One e PC (via Steam), pelo preço conjunto de R$ 299. Com mais de 50 horas de gameplay, o pacote oferece três gigantescas aventuras, cheias de desafios para serem superados e bastante mistérios a serem desvendados.

A seguir, você confere o que o TechTudo achou do pacote e de cada título individualmente. As novas versões de Mass Effect, lançado em 2007, Mass Effect 2, de 2010, e por fim, Mass Effect 3, de 2012, foram testadas em um PS4. Por se tratar de uma franquia cuja história é seu principal elemento, não serão dados spoilers, fique tranquilo. Também vale lembrar que a coletânea não tem opção de tradução ou legenda em português.

Mass Effect Legendary Edition oferece a chance dos jogadores jogarem as aventuras de Shepard com gráficos melhores — Foto: Divulgação/EA

Valorant vai ser lançado para PS4? Comente no Fórum do TechTudo

Comandante Sherpad às suas ordens

Em Mass Effect: Legendary Edition, jogadores assumem o controle do Comandante Shepard, que pode tanto ser um homem ou uma mulher. O protagonista, Shepard, é uma figura "em branco": seu passado e futuro são decididos pelo jogador.

Este é um dos melhores pontos em Mass Effect: Legendary Edition: a liberdade total que os três títulos oferecem ao player. As decisões tomadas como Shepard afetam alguns eventos da história e a relação do protagonista com outros personagens. O que você faz em um jogo pode ser transferido para o próximo, transformando o que seriam aventuras separadas em uma única grande jornada.

Opções alternativas de diálogos existem para aqueles que querem saber de tudo — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

Em Mass Effect 1, somos introduzidos ao universo da franquia e personagens chaves que nos acompanharão nesta longa jornada. Shepard é um humano que precisa resolver uma conspiração que envolve um alienígena de alto escalão militar. Além disso, será também necessário impedir o retorno da raça mecânica conhecida como Reapers, cujo único objetivo é assimilar todas as formas de vidas sintéticas em suas máquinas.

Mass Effect 2 começa bem depois da aventura anterior, com Shepard e sua tripulação sendo atacados por uma espaçonave desconhecida. O navio espacial do jogador, a Normandy, é destruído e o seu comandante morre ao tentar salvar seus aliados. Shepard é trazido de volta a vida pela misteriosa organização criminosa Cerberus, e agora se vê obrigado a cooperar com o seu misterioso líder, conhecido apenas como “Ilusive Man”, para investigar o sumiço de colônias humanas e impedir novamente a volta dos Reapers.

Mass Effect 3 inicia um pouco depois do título anterior, com os Reapers invadindo a Terra e destruindo todo o planeta. Shepard, que estava a caminho de um julgamento por ter trabalho com a Cerberus, é reinstituído como comandante e agora precisa reunir um exército galático para enfrentar as criaturas.

Ao longo das aventuras, você vai interagir com muitas raças diferentes de alienigenas — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

As ações realizadas em um jogo afetam o próximo caso você decida jogar em ordem, isso inclui quais missões foram realizadas e quais personagens sobreviveram ou não. Caso o player opte por começar cada aventura do zero, os jogos oferecem a opção de ler uma revista interativa que conta a história do antecessor e dá a oportunidade de mudar algumas coisas. Dito isso, é extremamente recomendado começar pelo primeiro título e acompanhar a narrativa evoluindo.

Combate é parte do dia a dia

Na hora dos confrontos é necessário ser bom no gatilho — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

A trilogia Mass Effect pode ser considerada um jogo de tiro com elementos de RPGs. Além de ter bastante exploração e interação com personagens e outros habitantes da galáxia, os títulos também colocam o jogador para enfrentar criaturas e inimigos hostis.

Shepard e seus aliados têm acesso a uma variedade de armas diferentes, que podem ser adquiridas tanto nos campos de batalhas quanto comprando em lojas. Até dois companheiros podem ser integrados na equipe ativa de Shepard, servindo como apoio durante os combates. Cada um deles pode adquirir novas habilidades, que são desbloqueadas ao subir de nível.

Tais habilidades podem variar, como as balas flamejantes e poderes telecinéticos que ajudam durante os combates. O próprio protagonista também pode desbloquear esses talentos. Conseguir experiência para subir de nível é algo fácil de fazer, basta eliminar inimigos ou investigar certos objetos especiais.

Também é possível se curar utilizando itens e equipar armaduras diferentes que concedem bônus de defesa. Cada uma delas tem escudos que protegem os personagens de ataques e são restaurados automaticamente após um curto período de tempo.

O mapa da galáxia é de fácil uso e bem intuitivo — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

Comandar um esquadrão é a chave para o sucesso

No aspecto jogabilidade, a coletânea tem elementos parecidos com os de games de tiro com mira acima do ombro, tais como Gears of War 4, por exemplo. Contudo, os títulos testados têm uma pegada menos frenética. Apesar de ainda ser possível partir para os combates atirando para todos os lados, existem aqui alguns elementos de estratégia que podem e devem ser utilizados pelo jogador.

Os elementos de estratégia servem para ajudar a organizar seu pelotão durante os combates, seja utilizando suas habilidades, ou pedir que eles realizem certas ações. Contudo, a segurança da equipe ainda fica por conta do jogador, que precisa ficar atento a cada integrante e saber o momento certo de sair de uma batalha difícil.

O combate da série tem seus altos e baixos — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

Além de elementos básicos como correr, atirar e saltar sobre objetos dos cenários, Mass Effect: Legendary Edition também utiliza um sistema de cobertura durante o combate. Com um único toque de botão é possível fazer Shepard e seus aliados se esconderem atrás de paredes e outros elementos dos cenários para se proteger de ataques inimigos.

Por fim, existem alguns problemas em relação ao sistema de batalha e suas variações pela trilogia. Nos dois primeiros títulos, por exemplo, não é possível correr por muito tempo, enquanto o terceiro incentiva um estilo de jogo mais agressivo do que o normal. Outro grande problema envolve o sistema de cobertura, que às vezes acaba atrapalhando quando o jogador tenta se mover entre partes diferentes para se proteger melhor.

Algumas animações mostram a idade dos títulos — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

Uma experiência que mostra a sua idade

Mass Effect: Legendary Edition mostra um novo lado dos três títulos da saga do comandante Shepard. A coletânea tem gráficos melhorados que ajudam bastante a mostrar todo o cuidado que a BioWare teve ao criar o jogo e seu fantástico universo. Até os mínimos detalhes foram melhorados aqui, o que pode impressionar bastante quem gostam de explorar tudo ao seu redor.

Os jogos continuam lindos, cada cenário tem uma boa variedade de ecossistemas e locais únicos. Apesar da reciclagem de alguns objetos, cada mundo é único e realmente passa a impressão de que uma raça alienígena diferente dos humanos vive ali.

Além dos bons visuais, os três títulos também têm uma fantástica apresentação sonora. Os dubladores fizeram um excelente trabalho aqui, além, é claro, dos efeitos sonoros que ajudam a dar aquele clima de filme sci-fi. Durante a minha aventura, não percebi nenhum problema no áudio e mesmo em momentos de pura ação, com tiros correndo pela tela e outros barulhos, ainda consegui ouvir muito bem as vozes dos personagens e distinguir a posição dos inimigos.

Mesmo com alguns poucos problemas a trilogia ainda é excelente para fãs do genêro — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

Entretanto, todas essas melhorias em visual e apresentação também destacaram os pequenos “defeitos” que o pacote tem em sua narrativa. O game tem animações “pesadas”, que afetam principalmente nas cutscenes com interações entre personagens e um sistema bem básico de reputação. Tal elemento, inclusive, bastante aclamado na época, é bem fraco se comparado aos jogos mais atuais.

Os problemas que já existiam nos lançamentos originais também continuam presentes, como loadings demorados e a falta de uma fast travel em certos locais. Outros que não deveriam existir - como personagens fazendo T-pose (pose básica que modelos 3D fazem antes de animações serem implantadas) - acontecem ocasionalmente.

Contudo, algumas melhorias, como um novo sistema de combate, foram feitas no primeiro título, tornando-o mais próximo de suas sequências. Os conteúdos disponibilizados como extra após os lançamentos originais também estão na nova versão. Variando desde itens a novas missões, essas "novidades" certamente vão agradar àqueles que não tiveram a oportunidade de experimentá-las originalmente.

Conclusão

Três ótimos jogos em um único pacote de fácil acesso, BioWare mandou muito bem — Foto: Reprodução/Erick Figueiredo

Mass Effect: Legendary Edition oferece aos jogadores a oportunidade de experimentar três títulos muito bons. A jornada espacial do comandante Shepard em busca de uma forma de derrotar os Reapers continua tão boa quanto era no seu lançamento original. Este pacote é ideal para quem gosta de uma narrativa cheia de reviravoltas e uma longa jornada pessoal.

Enquanto seus gráficos, enredos e apresentação geral continuam tão bons quantos antes, outros elementos importantes acabam mostrando sua idade. Apesar de o primeiro título ter sido melhorado em sua jogabilidade, os outros dois games da coletânea acabaram ficando de fora e não receberam algumas atualizações necessárias.

8.6

Muito bom

Três ótimas aventuras com todo o conteúdo adicional e diversas melhorias em relação a sua versão original. Perfeito para os fãs do gênero
Jogabilidade
8
Gráficos
9
Diversão
8.5
Enredo
9
Som
8.5
0

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo