Por Carolina Zanatta, do Home Office

Reprodução/TechTudo

Scott Pilgrim Vs. The World: The Complete Edition é o relançamento do jogo da famosa série em quadrinhos homônima e foi originalmente lançado em 2010, pela Ubisoft. Pensado como uma versão comemorativa pelos 10 anos de sua primeira estreia, o game traz todas as DLCs do título original e reconta todo enredo das HQs de 2004 em um belíssimo visual que lembra a era dos 8-16 bits.

Ele está disponível para PlayStation 4 (PS4), Xbox One, PC e Nintendo Switch, mas pode ser jogado na nova geração, PlayStation 5 (PS5) e Xbox Series X/S, via retrocompatibilidade. Confira, no review a seguir, o que achamos de Scott Pilgrim Vs. The World: The Complete Edition na análise do TechTudo.

Scott Pilgrim Vs. The World: Complete Edition tem jogabilidade que conversa bem com a HQ e com o filme — Foto: Reprodução/TechTudo

Quer comprar jogos, consoles e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O jogo precisou ser lançado novamente porque, em 2014, as licenças que a Ubisoft tinha da série foram expiradas. Isso fez, na época, com que todas as cópias do game (digitais e físicas) fossem retiradas do mercado, e jogadores que já tinham comprado o título eram os únicos com acesso a ele.

Enredo perfeito com vários personagens jogáveis

Quem cresceu lendo a série em quadrinhos pode ficar contente: o jogo de Scott Pilgrim Vs. The World leva basicamente o mesmo enredo da franquia. Nele, o jogador precisa derrotar todos os ex-namorados do mal para conquistar Ramona Flowers, a garota dos sonhos do protagonista. Os inimigos, que aparecem como chefes ao final de cada fase, têm diversos poderes inusitados, apresentados também na história original das HQs – como o "poder do veganismo", por exemplo.

Os vilões do jogo Scott Pilgrim Vs. The World: Complete Edition são os mesmos da série em quadrinhos — Foto: Reprodução/TechTudo

Um dos destaques muito bacanas do jogo é a quantidade de personagens disponíveis para a jogatina. Você pode iniciar a gameplay na skin de Scott, dos colegas de banda dele, Kim Pine e Stephen Stills, do irmão dele, Wallace Wells, a ex-namorada do protagonista, Knives Chau, o pai dela, Mr. Chau, e até mesmo com a própria menina dos sonhos, Ramona Flowers. Vale dizer que Wells e Knives foram incluídos ao jogo inicialmente a partir de DLCs, mas, agora, na versão completa, estão disponíveis gratuitamente.

Visual retrô clássico 8-16 bits de beat 'em up

Scott Pilgrim Vs. The World é um game de beat 'em up, como Streets of Rage, por exemplo, e basicamente consiste em caminhar pelo mapa e bater em inimigos. O jogo é todo produzido para remeter à época dos clássicos títulos da época 8-16 bits, com visuais impecáveis que dão uma modernizada à aparência mais tradicional da década de 1990.

O visual de Scott Pilgrim Vs. The World: Complete Edition é um dos seus pontos fortes — Foto: Reprodução/TechTudo

A direção de arte é definitivamente um dos pontos mais positivos do jogo. Com cores vibrantes e cutscenes produzidas pelo próprio autor da série em quadrinhos, Brian Lee O'Malley, Scott Pilgrim Vs. The World brilha e impressiona com seus visuais. Seus cenários são muito bem feitos, e suas animações, muito divertidas. Além disso, vale dizer que a trilha sonora, também em 8-16 bits, conversa muito bem com a progressão das fases e com a aparência do game.

Jogabilidade fácil, mas que pode ficar complexa

No início do jogo, o jogador tem poucos movimentos à disposição. Os controles, portanto, são básicos: é possível pular, bater, chutar e se locomover. Conforme for progredindo, no entanto, o personagem escolhido vai aumentando de nível e liberando novas capacidades. Além disso, o usuário pode também melhorar diversos aspectos de Scott e seus amigos adquirindo, na loja de Wells, aprimoramentos – como um braço biônico, por exemplo.

Em Scott Pilgrim Vs. The World: Complete Edition, a dificuldade pode fazer diferença — Foto: Reprodução/TechTudo

A jogabilidade simples de Scott Pilgrim é um dos grandes destaques do game. Não é necessário ser um grande entendedor de jogos para se dar bem, já que é tudo muito intuitivo, com comandos fáceis – isso, é claro, no modo fácil do título. O seu modo difícil, por outro lado, dá conta do recado e traz bastante dificuldade à gameplay. Por conta disso, tem todo o potencial de agradar os jogadores casuais e os já experientes.

Diferentes modalidades que agregam bastante

Como o relançamento traz gratuitamente as DLCs de Knives Chau e Wallace Wells, o jogo de Scott Pilgrim vem repleto de modos diferentes. Isso faz toda a diferença na experiência de gameplay, já que a campanha principal do game é bem curta, tendo por volta de 4h de duração.

Scott Pilgrim Vs. The World: Complete Edition tem diversos modos que agregam bastante — Foto: Reprodução/TechTudo

É possível jogar em um modo co-op, com até quatro outros usuários. Há também o modo multiplayer online, que permite uma jogatina com amigos ou desconhecidos. Além disso, o jogador pode se aventurar pelos modos Boss Rush, em que diretamente enfrenta os chefes das fases, Survival Horror, que leva elementos de terror à série (como zumbis, por exemplo) e Dodge Ball, em que, basicamente, precisa acertar inimigos com uma bola.

Conclusão

Scott Pilgrim é um ótimo jogo para quem já conhece a série, mas pode também agradar quem não conhece ainda a franquia. Sua jogabilidade simples é capaz de atrair os mais variados tipos de jogadores, e seus visuais mandam muito bem e impressionam bastante. A trilha sonora, em momentos de dificuldade, pode parecer irritante, mas em um geral conversa muito bem com o decorrer da gameplay. Já os modos paralelos adicionam mais dinamismo e possibilidades ao game.

Scott Pilgrim Vs. The World: Complete Edition vale a pena ser jogado — Foto: Reprodução/TechTudo

O jogo tem jogabilidade muito fluida, divertida e viciante. Aposta em nostalgia e acerta muito nisso. Além disso, é um excelente complemento para a série em quadrinhos e até mesmo para o filme, que funcionam como uma homenagem ao modelo de gameplay de beat 'em up em 8-16 bits. Definitivamente Scott Pilgrim Vs. The World vale a pena para fãs da série que tenham perdido o timing no primeiro lançamento e, também, para jogadores que ainda não conhecem a série.

Você ainda joga games retrô nos consoles? Comente no Fórum do TechTudo

PS5: saiba tudo sobre o novo console

PS5: saiba tudo sobre o novo console

Mais do TechTudo