Por Thomas Schulze, para o TechTudo


Devil May Cry 5 é o novo capítulo da clássica franquia da Capcom. Lançado para PC (download via steam), Xbox One e PlayStation 4, o jogo apresenta jogabilidade em estilo Hack and Slash focado na construção de combos. Com ritmo impecável, trilha sonora fantástica, muita nostalgia mas também inovações sob medida para alegrar tanto os fãs das antigas como novatos, é um dos grandes jogos de ação do ano. Descubra o que torna o jogo tão bom em nossa análise completa:

Para todos os gostos

Após um longo hiato, a série Devil May Cry finalmente retorna aos videogames em grande estilo! Como seu título mais recente, DmC (lançado em 2013 para PC, PS3 e Xbox 360), polarizou os fãs graças às mudanças estéticas impostas a Dante e seu mundo, muitos se perguntavam como seria o futuro da franquia. Na dúvida entre honrar o passado repleto de exageros góticos e o presente com estética mais emo, a equipe do diretor Hideaki Itsuno tomou a melhor decisão possível e aproveitou um pouco de tudo.

Devil May Cry 5 resgata personagens queridos e também apresenta novos rostos — Foto: Divulgação Devil May Cry 5 resgata personagens queridos e também apresenta novos rostos — Foto: Divulgação

Devil May Cry 5 resgata personagens queridos e também apresenta novos rostos — Foto: Divulgação

Devil May Cry 5 é uma verdadeira salada de referências que, apesar de incorporar tudo de mais legal que já foi apresentado na série anteriormente, consegue criar identidade e estética próprias inovadoras, tornando-se maior que a soma de suas partes. Isso funciona bem porque quem jogou todos os jogos anteriores vai pescar as referências espalhadas pela trama, mas o jogador que está chegando agora também vai conseguir apreciar a atmosfera e entender bem os personagens principais, que são (re)apresentados de forma instigante.

Comendo o pão que o diabo amassou

DMC 5 mostra a que veio logo de cara, com uma invasão comandada pelo demônio Urizen em escala apocalíptica. A linha de defesa da humanidade é comandada por Dante, Nero e, também, pelo personagem novato chamado V. A introdução de um personagem inédito funciona como um avatar para os iniciantes na série, ao mesmo tempo em que serve como uma espécie de elo de aproximação entre os heróis veteranos da franquia.

Qual é o seu jogo favorito da Capcom? Comente no fórum do TechTudo!

A luta inicial não termina bem para os protagonistas e, apesar de Nero sobreviver, Dante desaparece do mapa no processo. Em sua jornada por vingança, os heróis precisam enfrentar milhares de lacaios demônios e passear por cenários hostis repletos de desafios cabulosos.

 Devil May Cry 5 resgata os clássicos movimentos da série e apresenta várias novidades em seu gameplay — Foto: Divulgação  Devil May Cry 5 resgata os clássicos movimentos da série e apresenta várias novidades em seu gameplay — Foto: Divulgação

Devil May Cry 5 resgata os clássicos movimentos da série e apresenta várias novidades em seu gameplay — Foto: Divulgação

Felizmente, a jogabilidade é perfeita e garante que toda batalha seja memorável, e que cada caçador de demônios brilhe com seus próprios estilos de luta bem característicos. O próprio Dante resgata todos seus poderes dos jogos anteriores, além de ostentar novos movimentos impressionantes!

Novos estilos de luta

Além do farto arsenal de armas brancas e de fogo empunhadas por Dante e Nero, que estimulam a construção de combos ultra violentos a todo momento, o combate de Devil May Cry 5 ainda apresenta algumas novidades interessantes. Entre elas, o estilo de luta adotado pelo V, que é capaz de invocar animais para atacar os demônios à distância, com direito a um golpe especial com uma fera gigante após preencher toda a sua barra de ataque indo bem nas lutas.

Devil May Cry 5 tem três personagens jogáveis, cada um com um estilo de luta e poderes distintos — Foto: Divulgação Devil May Cry 5 tem três personagens jogáveis, cada um com um estilo de luta e poderes distintos — Foto: Divulgação

Devil May Cry 5 tem três personagens jogáveis, cada um com um estilo de luta e poderes distintos — Foto: Divulgação

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Também estreiam aqui os aparelhos Devil Breakers, uma nova tecnologia de braços mecanizados que ampliam a agilidade e permitem atacar grupos de inimigos de uma só vez, ou mesmo se esquivar com auxílio do aparelho. A pegadinha é que os Devil Breakers são descartáveis e quebram com o uso, o que acaba ajudando no balanceamento das partidas. É preciso decidir quando e como utilizar os novos poderes para se dar bem nas lutas, misturando reflexos rápidos e pensamento crítico.

Em busca da melhor pontuação

A campanha principal de Devil May Cry 5 não abusa da paciência do jogador e termina exatamente quando deveria, ocupando cerca de 13 horas de gameplay regado a pura adrenalina, o que deixa um gostinho de quero mais ao fim da aventura. Como grande expoente dos jogos Triple A singleplayer, Devil May Cry estimula o jogador a revisitar todas as suas fases em busca da melhor pontuação possível.

Devil May Cry 5 premia o jogador que luta com estilo subindo o volume da trilha sonora — Foto: Divulgação / Capcom Devil May Cry 5 premia o jogador que luta com estilo subindo o volume da trilha sonora — Foto: Divulgação / Capcom

Devil May Cry 5 premia o jogador que luta com estilo subindo o volume da trilha sonora — Foto: Divulgação / Capcom

Com isso, o jogo valoriza bastante seu desempenho e garante dezenas de horas a mais de diversão com alto fator replay. É muito gratificante revisitar as fases em diferentes níveis de dificuldade em busca da maior pontuação tanto pela variedade de desafios impostos como pelo incentivo de explorar ao máximo os diferentes estilos de combate de cada herói. Poucas coisas são mais legais do que construir um grande combo e ouvir o tema musical Devil Trigger no volume máximo premiando seu estilo no meio do combate!

Capricho estético

Não é apenas da música que Devil May Cry 5 empolga. Seu visual é muito bonito, cortesia da RE Engine, o mesmo motor gráfico utilizado nos belos Resident Evil 7 e Resident Evil 2 Remake. Por aqui, os efeitos de iluminação ficam ainda mais belos na medida em que explosões e faíscas pipocam por todos os lados ao longo dos combates. O melhor de tudo é que o jogo consegue manter uma taxa de quadros por segundo estável mesmo no modelo básico do PS4 e Xbox One.

V é o novo personagem em Devil May Cry 5 — Foto: Divulgação V é o novo personagem em Devil May Cry 5 — Foto: Divulgação

V é o novo personagem em Devil May Cry 5 — Foto: Divulgação

A franquia nunca foi tão bela, e a tecnologia é bem utilizada para criar cenas ainda mais exageradas e cômicas que o habitual. Seu ponto fraco mais notório é que as raras partes de plataforma da aventura não são tão empolgantes e bem lapidadas quanto o resto do pacote, apresentando um design sem inspiração e com direção genérica. Felizmente, essas passagens são tão breves e espaçadas entre si que não atrapalham em nada o brilho do produto final.

9.8

Incrível

Devil May Cry 5 é um dos, senão o melhor capítulo da série até agora. Ele resgata tudo que a franquia trouxe de mais legal ao longo dos anos, todos os poderes dos personagens, e apresenta novas armas e formas de jogar que premiam a criatividade e reflexos do jogador o tempo inteiro. É um hack and slash da melhor qualidade que, apesar de sua trama simples e clichê, dá vontade de jogar tudo de novo em busca da melhor pontuação após terminar a campanha principal. Um verdadeiro show para os fãs de videogames de ação!
Gráficos
10
Jogabilidade
10
Diversão
10
Som
9
Mais do TechTudo