Fones de ouvido

Por Rubens Achilles, do Home Office


JBL Live 300TWS é um fone de ouvido Bluetooth da marca que está disponível para comprar no Brasil. O modelo é considerado um dos principais do tipo totalmente sem fio da JBL, e promete boa qualidade de som, até 20 horas de autonomia da bateria e resistência a água e suor para a prática de exercícios físicos. O produto tem ainda diferenciais como Google Assistente e Alexa integrados, e uma tecnologia de percepção do ambiente externo. A ausência de um gancho para fixar os fones na orelha pode ser um incômodo para alguns.

Embora tenha preço sugerido de R$ 999, o produto já pode ser encontrado no varejo nacional por cerca de R$ 850, de acordo com o Compare. O TechTudo testou o fone, que não deixa a desejar na clareza do áudio e pode ser uma opção mais barata que os AirPods, da Apple. Confira, nas linhas a seguir, o review do JBL Live 300TWS e se vale a pena investir no modelo.

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Design

O design do JBL Live 300TWS tem alguns pontos positivos. Os fones são discretos e bonitos, durante o uso ou sobre uma mesa, e ficam guardados num estojo de recarga bem pequeno, que cabe no bolso. Além disso, as borrachas que acompanham o fone permitem um isolamento de ruído externo acima da média, caso desejado. A imersão na música pode ser ainda maior. Além disso, embora não seja um fone esportivo, o modelo promete resistência a água e suor. Até aí, tudo bem.

Design do JBL 300TWS é bonito, mas ausência de ganchos podem deixar o fone "saindo" — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

O JBL Live 300TWS não possui ganchos para fixação nas orelhas, criando o velho risco de um "esbarrão" derrubar seu fone no vão do metrô. Para tentar resolver o problema crônico de modelos do tipo, a JBL fabricou os fones com as já conhecidas borrachas extras de fixação nas cavidades da orelha. Reduz os riscos, mas o encaixe pode tender a "sair", e um dos lados chegou a cair durante os nossos testes. Tome cuidado na hora de correr para entrar no metrô.

Correr diariamente ouvindo música é algo que pede bons fones de ouvido — e além do áudio, o conforto também é essencial para que o foco na atividade seja mantido. O JBL Live 300TWS é capaz de proporcionar isso, mas apenas quando está na posição exata em que deve ficar. O movimento excessivo durante o exercício pode contribuir para que o fone fique "saindo". O risco também vale para outras atividades de movimento constante.

Qualidade do som

Neste ponto, sem dúvidas o principal em fones de ouvido, o modelo não deve deixar a desejar para a maior parte das pessoas. O áudio entregue pelo JBL Live 300TWS é respeitável, com agudos limpos e claros. Os graves são entregues em boa medida, sem o exagero de algumas marcas. Os mais exigentes e acostumados com excesso das frequências baixas podem sentir falta em um primeiro momento, mas o áudio é digno de um bom fone de ouvido.

Som do JBL Live 300TWS não deixa a desejar, com agudos limpos e claros — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

O som do JBL Live 300TWS pode ser bem aproveitado nas várias faixas de volume, devido ao eficiente isolamento do ruído externo, principalmente no caso da borracha mais larga. Nos nossos testes, o volume foi suficiente entre 75% e 90%, utilizando um iPhone (iOS) para reproduzir músicas pelo Tidal. O "máximo", portanto, não é alto como em alguns fones rivais — o que pode ser bom, a depender do ponto de vista. Em ambientes silenciosos, foi possível usar uma porcentagem ainda mais baixa.

Funções extras e usabilidade

O JBL Live 300TWS tem algumas funções interessantes como diferenciais. Os fones em si não têm botões, mas sim a possibilidade de tocar ou deslizar os dedos pela parte lateral para fazer ajustes e ativar recursos. Para configurar os controles, é preciso baixar o aplicativo My JBL Headphones. Com ele, é possível definir, por exemplo, que um toque no fone esquerdo chama o Google Assistente, e deslizar o dedo para trás ou para frente no lado direito ajusta o volume.

As questões negativas do design também afetam o funcionamento dos recursos extras. Como eles são ativados ao tocar ou deslizar os dedos, é necessário que os fones estejam na posição correta. Sem muita prática, pode ser necessário um espelho para saber que a logomarca da JBL está "reta" e o fone, portanto, está bem posicionado. Mesmo assim, é possível utilizar os controles sem maiores problemas, ainda que seja preciso insistir no gesto em alguns casos.

JBL Live 300TWS tem funções de áudio ambiente e assistentes virtuais — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

Além dos gestos, o JBL Live 300TWS também traz duas tecnologias que podem ser úteis em algumas aplicações. O Ambient Aware permite escutar o som ambiente enquanto a música é reproduzida, enquanto o TalkThru facilita a conversa com outras pessoas sem a necessidade de interromper a reprodução. Os dois recursos funcionam bem, e podem ser ativados com os gestos, após a configuração no app.

O aplicativo da JBL também possui uma função para localizar os fones, caso estejam por perto. O recurso emite um som bem alto, para que possa ser identificado a alguns metros. Portanto, é importante tomar cuidado para não ativá-lo com um dos fones encaixados no ouvido.

Caixinha do JBL 300TWS cabe no bolso — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

A presença dos assistentes virtuais também é um ponto positivo. Além do Google Assistente, o fone da JBL traz integração com a Alexa. Neste caso, é preciso configurar o dispositivo no app da própria assistente, e ativá-la no momento do uso com um toque na lateral do fone.

Bateria e conexão

Um dos pontos mais fortes do JBL Live 300TWS é a bateria. Oficialmente, a marca promete seis horas de música e mais 14 utilizando a carga do estojo, totalizando até 20 horas de reprodução. De fato, se o seu uso tiver média diária de cerca de duas horas, como foi o caso nos nossos testes, não será preciso se preocupar com a recarga por vários dias, desde que os fones sejam sempre guardados na caixa após o uso.

O estojo é carregado, com ou sem os fones dentro, por um pequeno cabo USB-C, que pode ser plugado em carregadores comuns de celular, por exemplo. A reposição da bateria é bem rápida — oficialmente, a marca promete 1h de música com dez minutos de carga.

Bateroa do JBL Live 300TWS é carregada com cabo USB-C — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

Em relação à conexão, foi sempre rápida durante os nossos testes, feitos em um iPhone 8 Plus rodando o iOS 13. No entanto, houve momentos isolados de perda total do sinal de áudio, mas com os fones ainda aparentemente conectados ao celular. Foi necessário desconectá-los manualmente e refazer a conexão por meio do menu de Bluetooth.

Não foi possível identificar a causa do problema, mas outros fones não apresentaram a falha com o mesmo celular. Na hipótese de a perda de sinal estar relacionada ao movimento durante a corrida ao ar livre, é possível indicar os fones para quem faz exercícios em ambientes mais controlados, como academias.

Custo-benefício

Com preço sugerido de R$ 999, o JBL Live 300TWS é uma opção mais barata que alguns modelos premium que passam de R$ 1 mil. O áudio não deixa a desejar, e deve agradar até mesmo os exigentes. A bateria e os recursos extras também são pontos importantes. Ao somar todos os fatores, é possível dizer que o fone vale, sim, o seu preço.

Para quem procura opções mais em conta, também estão disponíveis modelos interessantes de marcas como Sony e Samsung a partir de R$ 700. No mesmo valor do fone da JBL, é possível citar o Galaxy Buds+, que conta com assinatura da AKG e concorre diretamente com o Live 300TWS.

8.2

Um bom fone por menos de R$ 1 mil

O JBL Live 300TWS entrega um áudio claro e de respeito, e a bateria é outro dos seus pontos fortes. O design pode incomodar pelo risco de queda dos fones, mas, no geral, o modelo faz jus ao apelido de "rival barato dos AirPods".
Design
7
Qualidade do som
9
Funções extras e usabilidade
8
Bateria e conexão
9
Custo-benefício
8

Qual é o melhor fone de ouvido por até R$ 100? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo