Fones de ouvido

Por Yuri Hildebrand, do Home Office

Yuri Hildebrand/TechTudo

PaMu Quiet é o primeiro fone Bluetooth com cancelamento de ruído da Padmate. O produto é o primeiro da marca com o recurso, e já bateu a meta de financiamento coletivo no Indiegogo. Disponível para comprar na plataforma por a partir de US$ 89, cerca de R$ 498, na cotação atual, o dispositivo promete bater de frente com o AirPods Pro, da Apple, cujo design serve inclusive de inspiração para o modelo.

O TechTudo testou o acessório, que mostrou bloquear bem os sons externos e agradou na qualidade de som, mas deixou a desejar na conectividade, entre outros aspectos. Confira a análise completa a seguir e saiba se o PaMu Quiet é uma boa opção de fone totalmente sem fio para você.

PaMu Quiet tem cancelamento de ruído ativo, design que lembra AirPods e preço mais baixo — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Design

A diferença de design em relação às outras opções da marca é bastante interessante, já que o fone tem um encaixe muito mais ergonômico – pelo menos em relação ao PaMu Slide Mini, que também foi testado pelo TechTudo. Com isso, ouvir músicas ao praticar exercícios físicos não é problema, e o acessório fica bem fixo na orelha.

Intra-auricular, o modelo traz o três pares diferentes de ponteiras disponíveis na caixa, permitindo ao usuário escolher a melhor opção em cada caso.

Hastes reduzidas e proposta intra-auricular lembram bastante os AirPods Pro — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Vale ressaltar que seu visual lembra bastante o AirPods Pro, muito por conta das hastes reduzidas, que são suficientes para ajustar e equilibrar os earbuds no ouvido. O fone também é pequeno e leve, sendo confortável para ouvir músicas por longos períodos de tempo.

A case, por sua vez, é bastante estilosa e tem formato de um relógio de bolso, trazendo ainda um botão para abrir a tampa. O estojo carregador traz entrada USB-C para uso com cabo, mas também é compatível com o padrão Qi de carregamento sem fio, algo muito legal para usuários de celulares Galaxy S10 ou S20, que compartilham carga, por exemplo.

Na parte superior, há ainda um LED circular em azul que indica quando o modelo está carregando ou não, e o acabamento do acessório permite uma aparência ainda mais premium.

Anel com LED em azul indica o nível de bateria – e se o modelo está carregando — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Qualidade de som

Um dos pontos fortes do PaMu Quiet é a qualidade de som. A Padmate utiliza materiais de marcas reconhecidas no mercado para fabricar o fone, como os chips Qualcomm para a reprodução e AMS para o cancelamento de ruído. A reprodução é bastante equilibrada, com bons graves, médios e agudos. Por conta do design intra-auricular, os baixos das músicas podem se destacar, mas nada que atrapalhe a experiência.

Mas, vale ressaltar: o fone não é uma opção top de linha e pode desagradar audiófilos e usuários mais exigentes. Com um volume mais alto, inclusive, é possível sentir algumas distorções que chegam até a incomodar um pouco. Além disso, o som reproduzido no fone vaza bastante, e pessoas ao redor de quem está ouvindo música conseguem até mesmo reconhecer o que está tocando.

PaMu Quiet agradou bastante no som, mas pode deixar a desejar para usuários exigentes — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

De qualquer forma, a reprodução agradou bastante. A Padmate oferece ainda um aplicativo para configurar os controles da superfície sensível ao toque, além de ajustar a equalização do dispositivo. As opções são básicas, mas a possibilidade já vale um destaque.

Recursos e conectividade

Aqui, o foco é o cancelamento de ruído ativo. Com chip AMS funcionando exclusivamente para processar a função, o PaMu Quiet promete ser capaz de bloquear até 40 dB de sons externos. Na prática, isso significou um bom isolamento, mas o fone pecou um pouco em relação a sons agudos, que passam sem muitos problemas, mesmo com o recurso ativado.

Para usar no dia a dia como uma forma de ajudar a focar nos estudos ou trabalho, a tecnologia funciona muito bem, mas pode ser insuficiente em ambientes muito barulhentos.

Cancelamento de ruído ativo é o principal destaque do PaMu Quiet — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

De qualquer forma, o acessório supera até mesmo rivais de peso no mercado, em relação ao quesito. O Freebuds 3, da Huawei, por exemplo, traz um perfil bem mais premium em relação ao PaMu Quiet, mas seu cancelamento de ruído ativo decepcionou durante os testes. O fone da Padmate tem certa vantagem por conta do design intra-auricular, mas a percepção do bloqueio via hardware é totalmente diferente.

Já quanto à conectividade, o produto não agradou muito. Em testes feitos dentro de casa, as paredes se mostraram obstáculos suficientes para impedir a transmissão via Bluetooth, que no caso do fone é o 5.0. A tecnologia deveria oferecer uma conexão equilibrada, mas as vantagens ficam mais evidentes no pareamento rápido, por exemplo.

Fone continuou conectado ao smartphone mesmo na case, em repouso; bola fora do PaMu — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Além dessas falhas na transmissão de áudio, nem sempre o acessório reconhece que está dentro da caixinha. Os earbuds carregam normalmente, mas a conexão com o celular continua, o que não acontece em opções top de linha, como os Galaxy Buds+, da Samsung, e até mesmo intermediários, como o Mi True Wireless Earphones 2 Basic, da Xiaomi, por exemplo.

Portanto, o usuário precisa conferir por onde o áudio do celular vai sair sempre que for ver um conteúdo, por exemplo – ou, simplesmente, desligar o Bluetooth do smartphone.

Bateria

Se a conexão decepcionou até certo ponto, a bateria do PaMu Quiet surpreendeu durante os testes. Se a promessa da fabricante é de 10,5 horas de reprodução contínua, aqui esse tempo subiu para 16 horas, considerando a carga dos fones e do estojo carregador.

Estojo carregador garantiu cerca de 16 horas de reprodução no total para os earbuds — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Certamente esse período indicado pela Padmate leva em conta a ativação constante do cancelamento de ruído ativo, o que de fato diminui a autonomia dos acessórios em geral. Mas esse tempo sobe com uso intercalado, como foi possível demonstrar na avaliação.

De qualquer forma, 16 horas de autonomia é pouco se comparado a produtos rivais. Mesmo considerando a tecnologia de isolamento, fones como o Galaxy Buds Live, mais recente da Samsung, e o próprio AirPods Pro, chegam às 21 e mais de 24 horas, respectivamente.

Considerando as 10,5 horas do PaMu Quiet prometidas pela marca – e levando em conta o cancelamento –, é possível dizer que o produto fica para trás na categoria. Ainda assim, é importante lembrar que não se trata de um modelo de ponta, e sim uma solução mais barata que traz a tecnologia.

Autonomia do PaMu Quiet é inferior à de rivais com a mesma proposta, mas nada que atrapalhe o uso — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Ainda sobre a bateria do acessório, vale destacar mais uma vez o suporte ao padrão Qi para carregamento sem fio, que é uma facilidade bastante interessante para quem já tem outro dispositivo do tipo em casa. Apesar disso, o carregamento do aparelho não foi muito eficiente, e demorou bastante, tanto na opção via USB-C quanto pelo carregador wireless.

Conclusão

O PaMu Quiet é uma opção bem mais em conta que rivais top de linha como os AirPods Pro e o Buds Live, que trazem recursos semelhantes e, no caso dos earbuds da maçã, design bastante parecido. Os materiais utilizados são de qualidade, mas também parecem ficar aquém das peças presentes nesses modelos.

De qualquer forma, a boa qualidade de som e o cancelamento de ruído, mesmo que com algumas ressalvas, chamaram atenção. Além disso, a proposta aqui é de bom custo-benefício, já que o modelo custa bem menos que os concorrentes mais conhecidos: são US$ 89 no Indiegogo, aproximadamente R$ 498 na cotação atual.

PaMu Quiet mostrou valer a pena para quem não exige muito, mas quer focar melhor nas atividades do dia a dia — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Vale ressaltar que, após o período à venda na plataforma de financiamento coletivo, o acessório fica disponível para comprar na loja oficial da Padmate, custando US$ 159, aproximadamente R$ 891 em conversão direta. O frete é gratuito para o Brasil nas duas opções. Ainda assim, o valor é mais baixo que os R$ 1.299 e R$ 2.999 cobrados pelos rivais top de linha de Samsung e Apple, respectivamente.

8.4

Alternativa de bom custo-benefício

O PaMu Quiet tem design leve e elegante, que lembra até mesmo seu rival mais famoso AirPods Pro. Frente ao fone da maçã, o produto pode ficar atrás em alguns aspectos, como acabamento, qualidade do cancelamento de ruído, entre outros. Mas, ainda assim, é uma alternativa bem mais em conta e que agradou bastante no desempenho, apesar de falhas na conexão Bluetooth e da autonomia menor. Com frete grátis para o Brasil, o acessório vale a pena para quem quer qualidade, mas não está disposto a pagar tanto em um fone do tipo.
Conectividade
7
Design
9
Qualidade de som
9
Bateria
8
Cancelamento de ruído
9
Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Qual é o melhor fone de ouvido por até R$ 100? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo