Fones de ouvido

Por Yuri Hildebrand, do Home Office

Yuri Hildebrand/TechTudo

Galaxy Buds+ é o fone Bluetooth top de linha da Samsung no mercado. O produto está à venda no Brasil desde o início de março, com preço de R$ 999. Opção mais barata em relação aos AirPods, da Apple, o acessório tem a mesma proposta de design do Galaxy Buds original. Apesar disso, a qualidade de som e o controle de entrada do som ambiente são alguns dos pontos positivos, além da bateria, que provou ser suficiente para um dia inteiro de uso intenso. Há ainda uma ação que abre o Spotify automaticamente, mas que não fez tanta diferença durante os testes. Confira a seguir nosso review do fone de ouvido da Samsung e saiba se ele é uma boa opção para você.

Galaxy Buds+ agradou durante os testes; veja avaliação completa — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Design

A proposta não mudou muito em relação ao primeiro dispositivo da linha. Intra-auricular e com superfície externa que lembra um triângulo com pontas curvas e suaves, os earbuds são bastante leves e podem ficar no ouvido por horas sem incomodar. A caixa traz três opções de ponteira de silicone, como de costume, o que permite escolher o tamanho ideal para cada um.

Aqui, é interessante optar não só pelo conforto, mas também pelo bom ajuste, para evitar quedas. Com essas características, o modelo funciona muito bem para praticar exercícios físicos em geral – apesar de a Samsung não informar sobre resistência a água ou suor pelo modelo.

Estojo carregador do Buds+ ressalta o som de assinatura AKG e abandona superfície fosca — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Uma diferença que não interfere tanto no uso é o acabamento do estojo carregador, que não é mais fosco como no Buds original. De resto, segue o formato semelhante ao de uma pílula e um LED frontal que indica o nível de carga do conjunto, além de uma porta USB-C para recarga. Os controles, por sua vez, continuam sendo feitos pela superfície sensível ao toque dos fones, e o usuário pode configurar as ações pelo app Galaxy Wearable, disponível para celulares Android e iPhone (iOS).

Qualidade de som

Com assinatura AKG, o Buds+ promete uma reprodução ainda melhor em relação ao modelo original, e o acessório correspondeu durante os testes. Além disso, o fone traz drivers dinâmicos nos dois lados, o que faz a diferença na reprodução de graves e agudos.

Diversos estilos musicais, do Reggae ao Jazz, soaram muito bem no dispositivo, sendo possível perceber os diferentes instrumentos, detalhes, entre outras nuances. Não se compara com um headphone over-ear top de linha, mas é uma opção muito interessante dentre os earbuds do tipo. Além disso, pode bater de frente com fones Bluetooth com proposta de alta qualidade de som, como os AirPods Pro, por exemplo.

Qualidade de som é um dos pontos fortes do produto — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Conectividade

O padrão utilizado no modelo é o Bluetooth 5.0, mais estável e veloz em relação a versões antigas do protocolo. A conexão tem alcance de até 10 metros, mas a presença de obstáculos em geral – sobretudo portas e paredes – pode atrapalhar a experiência caso o usuário esteja em um cômodo diferente do celular, por exemplo. De qualquer forma, o pareamento acontece de forma rápida, e o acessório emite um som ao reconectar.

Um ponto interessante, principalmente para usuários de smartphones da linha Galaxy, da Samsung, é o pareamento rápido. Ao abrir a caixinha do Buds+, o celular reconhece o produto de forma rápida com o Bluetooth ligado, e um pop-up aparece na tela solicitando a confirmação para conectar. Além disso, o modelo liga automaticamente quando o usuário coloca um dos earbuds no ouvido, o que deve contribuir para preservar a bateria.

Ao abrir a caixinha, um pop-up aparece na tela do Galaxy; os ajustes podem ser feitos no app de wearables da Samsung — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Bateria

O destaque do produto certamente é a autonomia, que subiu para 22 horas no total, considerando estojo carregador e os dois lados do fone. Para comparar, o Galaxy Buds original prometia até 13 horas de reprodução contínua. Essa melhoria foi justificada recentemente pela presença de dois chips que controlam o uso de energia de forma inteligente. A ideia é aumentar a capacidade do componente mesmo em um espaço físico reduzido.

Bateria do modelo praticamente dobrou: agora, são 11 horas no fone, e 11 horas na case — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Com 11 horas de música seguidas e mais 11 horas na case, é possível dizer que se preocupar com bateria foi algo raro durante os testes. Uma pausa rápida no som, com os dois earbuds repousando no estojo, pode significar algumas horas de reprodução a seguir. O Buds+ tem carregamento rápido, e poucos minutos de recarga levam a horas de autonomia. Dessa forma, é muito difícil precisar de fato tirar os fones do ouvido e colocar na caixinha por não haver carga.

O estojo carregador pode ser ligado a uma fonte de energia via cabo USB-C, e o processo dura cerca de 2 horas e meia para o kit completo. Há ainda suporte a carregamento sem fio no padrão Qi, o que pode ser muito interessante para quem tem celulares Galaxy S10 ou Galaxy S20, também compatíveis.

Usuários com celulares Galaxy S10 ou Galaxy S20 podem recorrer ao carregamento sem fio — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Recursos

Apesar de não trazer um cancelamento de ruídos ativo, como acontece no AirPods Pro e no Freebuds 3, da Huawei, possíveis rivais no mercado, o isolamento físico por conta da ponteira de silicone é suficiente para focar na música. E, com a possibilidade de nivelar a entrada de som pelo fone, o resultado não deixa a desejar. São três opções por padrão, que podem ser escolhidos diretamente no aplicativo Galaxy Wearables.

Há ainda a possibilidade de adicionar um nível com captação ainda maior, permitindo ouvir os mínimos detalhes do que está acontecendo ao seu redor. Apesar de ir na contramão da proposta do cancelamento de ruído, essa função pode ser interessante para manter a atenção sem parar de ouvir suas músicas preferidas.

Microfones presentes no corpo do modelo liberam a entrada de som externo; usuário pode configurar no app — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Assim como esse nível a mais, a Samsung traz alguns comandos "escondidos" no app, como o controle de volume. Por meio de dois toques na parte lateral do fone, o usuário pode aumentar (no lado direito) ou diminuir (no lado esquerdo) o volume da reprodução. Também é possível escolher os comandos "especiais" nos earbuds, ativados ao pressionar a superfície por alguns segundos.

Além de ativar o Spotify de forma automática, é possível escolher controles como acionar os assistentes de voz disponíveis no celular, como Google Assistente, Siri ou Alexa, assim como ativar ou desativar a captação do som externo. Com isso, a experiência com o modelo não fica restrita a ações pensadas pela fabricante, e seu uso é customizado de acordo com o usuário.

É possível configurar os controles do fone pelo app; há ainda recursos "experimentais" — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Conclusão

Com preço oficial de R$ 999, o Buds+ chegou ao mercado brasileiro como uma opção mas barata aos AirPods. Apesar de ser a segunda versão da linha, o produto não concorre de forma tão direta com o AirPods Pro, por exemplo, que promete maior qualidade de reprodução e custa mais que o dobro: R$ 2.249 na loja oficial da maçã.

Entretanto, mesmo para quem busca alta qualidade de reprodução, o fone da Samsung pode ser uma boa opção. Seus graves são de qualidade, e os agudos e médios aparecem bem durante nas músicas de diferentes estilos. Com assinatura AKG e driver dinâmico, o modelo tem capacidade suficiente para bater de frente com os earbuds da Apple.

AirPods Pro são rivais de peso, mas com preço bem acima — Foto: Divulgação/Apple

Além disso, os recursos disponíveis no fone também são interessantes, apesar de não trazerem grandes novidades. O comando direto para o Spotify, por exemplo, não agradou muito, já que restringe o uso do app às playlists previamente salvas. Para quem não curte escutar músicas dessa forma, ainda é necessário abrir o aplicativo no celular.

A possibilidade de captar sons externos, entretanto, foi bastante útil para não ficar 100% imerso na música, e a bateria também chamou atenção. Com autonomia suficiente para praticamente um dia inteiro, o componente não chegou a ser uma preocupação constante, e dificilmente foi necessário parar a música para carregar o acessório

9

Músicas com alta qualidade e boa oferta de recursos

Buds+ surpreendeu na reprodução, entregando bom desempenho para diferentes estilos musicais. Além disso, seus controles e recursos, que podem ser ajustados pelo app próprio da Samsung, são interessantes e permitem um uso customizado no dia a dia
Bateria
9
Preço
8
Design
8
Conectividade
10
Recursos
9
Reprodução
10
Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Qual fone de ouvido é bom para uso geral? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo