Por Yuri Hildebrand, do Home Office

Yuri Hildebrand/TechTudo

Zenbook 14 é um notebook premium da Asus à venda no Brasil que ganhou uma segunda tela na última atualização, em 2020. O modelo UX434FAC pode ser encontrado no varejo nacional por a partir de R$ 6.999*, valor que fica bem abaixo de rivais de peso como Dell XPS 13 e MacBook Pro de 13 polegadas, ambos saindo a, pelo menos, R$ 9.009* e R$ 17.999, respectivamente. Com especificações interessantes, o computador de 14" funcionou bem para trabalhar no dia a dia, mas decepcionou ao rodar jogos – muito por conta da GPU integrada.

O design também é destaque positivo, enquanto o sistema operacional do display secundário se mostrou um pouco confuso. Confira a seguir o review completo do notebook Asus e saiba se ele é uma boa opção para você.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

*Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação.

Design elegante, teclas nem tanto

O visual do Zenbook 14 de 2020 é bastante interessante, contando com tela de 14 polegadas que ocupa cerca de 92% do espaço disponível e tamanho equivalente a laptops rivais com 13". O acabamento do modelo traz metal escovado e aspecto premium, contando ainda com certificação militar para resistência a impactos. As saídas de ar, em contrapartida, são poucas, e o computador esquentou bastante em situações de maior exigência.

Um ponto interessante do design é a elevação da base, graças a um prolongamento da tampa do modelo – a exemplo do que acontece no Vivobook, também da Asus. Isso permite uma digitação mais confortável em superfícies lisas, sendo interessante para trabalhar com aplicativos de texto, por exemplo.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Apesar disso, as teclas do Zenbook 14 não passaram muita confiança quanto à resistência, por exemplo. Diferente do acabamento geral do notebook, os botões não parecem ter uma boa fixação ao digitar. Além disso, a disposição do teclado se mostrou pouco prática no início, e alguns usuários podem demorar um pouco mais para acostumar. Mas, com o tempo, a experiência foi bem confortável.

Em relação às interfaces, vale destacar a presença de portas USB do tipo A e HDMI, algo que faz falta em modelos rivais como os MacBooks mais recentes, por exemplo. Além das entradas, o laptop traz leitor de cartões microSD e saída de áudio para ligar um fone de ouvido P2.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Tela e som

A tela principal do notebook tem 14 polegadas e resolução Full HD, ficando abaixo do rival XPS 13, da Dell, por exemplo, que oferece versão com display 4K. Ainda assim, a visualização é suficiente para tarefas do dia a dia, cobrindo ângulos de até 178º e exibindo 100% das cores sRGB, segundo a fabricante, além de ser do tipo IPS. As bordas também merecem destaque, com espessura de 2,9 mm nas laterais, passando a ideia de tela infinita.

Um ponto interessante do computador é a assinatura Harman Kardon no áudio, entregando uma boa reprodução de músicas, além de som interessante frente a outras opções da categoria. O volume é suficiente para consumir conteúdos sozinho, mas pode ser pouco para ver filme com outra pessoa, por exemplo. Segundo a Asus, essa certificação da marca, "prima" da JBL, permite uma otimização via hardware e software do que está sendo reproduzido.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Performance boa, mas sem forçar

A proposta do Zenbook 14 de 2020 é bater de frente com ultrabooks, entregando bons resultados para trabalhar e estudar, basicamente. Atividades mais exigentes, como edição de fotos e vídeos, podem ser um desafio, assim como jogos.

Durante os testes do TechTudo, tentamos rodar alguns games. Entre eles, o CS:GO, FPS competitivo que não exige tanto da máquina e costuma ir relativamente bem em notebooks intermediários. O resultado foi bem fraco, com fps girando em torno de 20, algo que deixa a jogatina impraticável, sobretudo em jogos online.

Vale lembrar que a GPU utilizada pelo computador é uma Intel UHD Graphics, integrada ao processador Core i7 10510U, de décima geração da Intel. As especificações do laptop incluem ainda RAM de 8 GB em padrão DDR3 e até 512 GB de armazenamento em SSD PCIe 3.0, ou seja, uma ficha técnica mediana frente a opções premium de linhas rivais.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Em uso menos exigente, com aplicativos de produtividade e algumas abas abertas no Chrome, o computador funcionou muito bem. O usuário pode até explorar apps de edição de imagem como Photoshop, por exemplo, garantindo trabalhos mais simples e com poucas camadas.

Recursos e conectividade

O display secundário – ou ScreenPad 2.0 – é o grande destaque do Zenbook 14, e pode ser bastante funcional quando compreendido. Isso porque seu sistema operacional próprio é um pouco confuso de início, trazendo comandos específicos e diferentes programas compatíveis.

O usuário pode, por exemplo, descer uma aba do Chrome para a telinha e acompanhar informações de uma planilha ou fazer anotações sem ocupar a área de trabalho principal, algo muito bom para trabalhos acadêmicos, por exemplo.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Mas, apesar da proposta, a facilidade acabou atrapalhando em alguns momentos ao longo dos testes. É possível utilizar um modo trackpad tradicional, importante para usar o notebook sem um mouse. Nesse caso, basta deslizar a área errada da telinha para mudar o padrão, o que pode atrasar bastante o fluxo de trabalho, dependendo da atividade realizada.

Em resumo, o acesso às diferentes modalidades e configurações do ScreenPad de segunda geração precisa ser explorado com alguma calma pelo usuário. Dominar o sistema pode ser bastante útil para deixar apps por ali, desde softwares de música até calculadoras ou um simples pad numérico – proposta do Zenbook 14 de 2019.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Bateria

A autonomia do Zenbook 14 de 2020 é interessante em situações de uso mais simples, como navegar pela Internet, ouvir músicas e acessar documentos e planilhas. Caso o usuário queira exigir um pouco mais, esse tempo pode cair. Segundo a Asus, são até 10 horas de uso contínuo com uma única recarga, tempo que não foi alcançado durante nossos testes – o máximo foi de 7h30.

Apesar disso, o período é suficiente para praticamente um dia inteiro de trabalho ou estudo, mesmo rodando vídeos no YouTube em 1080p, baixando aplicativos e com algumas abas abertas no Chrome ao mesmo tempo.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

O computador também não chegou a esquentar muito com essas atividades – mas, vale ressaltar que o laptop deve funcionar melhor em cima de uma mesa. A recarga também merece destaque: são até 2 horas para chegar aos 100%.

Preço e rivais

O Zenbook 14 UX434FAC aparece no varejo nacional saindo a, pelo menos, R$ 6.999. O valor fica acima de opções intermediárias, mas é interessante frente aos principais rivais premium do laptop da Asus.

O Dell XPS 13, por exemplo, na versão mais em conta, pode ser encontrado na Amazon por R$ 8.659, trazendo chip Core i5 de décima geração, 8 GB de RAM e os mesmos 512 GB em SSD. Já o MacBook Pro de 13 polegadas custa ao menos R$ 17.299 na loja oficial da maçã, já com o novo chip Apple M1, cujo desempenho promete superar modelos com CPU da Intel.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Uma opção que pode valer a pena frente ao ZenBook 14 é o mais recente Inspiron 13 5000, da Dell, que já traz chips Core i5 ou Core i7 de 11ª geração, além da placa integrada Iris Xe. O modelo chegou ao Brasil em janeiro de 2021 com preços oficiais a partir de R$ 6.679.

Conclusão

A proposta de trazer uma tela secundária no lugar do trackpad é um ponto forte do Zenbook 14 lançado em 2020. Apesar disso, o recurso ainda é um pouco confuso e pode não agradar usuários menos experientes, já que os comandos são sensíveis e todos presentes em um único espaço. Isso facilita a troca entre as funções trackpad e display, o que chegou a atrapalhar em alguns momentos.

O painel principal, por sua vez, exibe imagens com boa qualidade mesmo em ambientes iluminados, funcionando muito bem para diferentes tipos de uso. Da mesma forma, o design portátil é agradável para transportar o computador, sendo bastante interessante para trabalhar e estudar, por exemplo. O bom desempenho também contribui para isso, mas é bom ter em mente que atividades mais exigentes não devem fluir com facilidade.

Zenbook 14 UX434FAC — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Por fim, teclado e sistema de refrigeração não agradaram muito. Com poucas saídas, o computador esquentou bem em algumas situações, enquanto as teclas trazem um acabamento que passa pouca confiança, além da disposição em si, que pode dificultar a digitação em um primeiro momento.

8.4

Segunda tela é destaque, mas pode melhorar

Sistema operacional do display secundário não é tão intuitivo e chegou a atrapalhar em alguns momentos. Apesar disso, possibilidade de deixar apps abertos em segundo plano, como players de música ou até mesmo planilhas e bloco de notas é bem interessante. No geral, desempenho agradou para diversas atividades, e preço inferior ao de rivais premium vale ser considerado.
Design
9
Tela
8
Recursos
8
Desempenho
9
Bateria
8

Qual notebook devo comprar? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo