Jogos de música

NOTA tt
7.0

Review Rock Band Blitz

Os jogos musicais perderam muita força nos últimos anos, ao menos aqueles que utilizam instrumentos de plástico. O que começou como um enorme sucesso acabou somando uma série de fracassos, que são consequências de um mercado saturado e que acabou “se cansando” rápido demais.

Felipe Vinha
por
em

Os jogos musicais perderam muita força nos últimos anos, ao menos aqueles que utilizam instrumentos de plástico. O que começou como um enorme sucesso acabou somando uma série de fracassos, que são consequências de um mercado saturado e que acabou “se cansando” rápido demais.

Rock Band Blitz (Foto: Divulgação) (Foto: Rock Band Blitz (Foto: Divulgação))Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)

Games como Guitar Hero e DJ Hero deixaram de existir, mas Rock Band perdurou, ainda que sem novos jogos, apenas lançando músicas por download. Agora a série tenta “salvar” o gênero, ainda, com Rock Band Blitz.

Confira nossa análise completa:

Novidades na série

A principal novidade de Rock Band Blitz é que o game não faz uso de nenhum dos instrumentos passados – seja microfone, teclado, bateria, guitarra e por aí vai -, todo o game é jogado apenas com um controle comum de videogame, seja na versão Xbox 360 ou PlayStation 3. Mas como é essa jogabilidade?

Rock Band Blitz lembra outros jogos da própria produtora Harmonix, como Amplitude e Frequency. Estes dois foram os que começaram a carreira do estúdio, há alguns anos, e até hoje são lembrados pelos fãs. Não é por acaso que a jogabilidade é parecida, talvez altamente inspirada nestes dois.

Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)

No game você tem que “tocar” as músicas, acertando as notas que vem de cima para baixo na tela, o próprio jogo te avisa: o objetivo de Rock Band Blitz não é acertar todas as notas, e sim fazer a pontuação mais alta possível. Para isso basta apertar os botões do controle no mesmo momento em que as notas passarem pelo final da tela. Para alternar os instrumentos na “pista” de notas, utilizam-se os botões de ombro dos controles.

A jogabilidade simples e direta permite que Rock Band Blitz seja bem acessível a qualquer tipo de jogador, mas também limita o público. Afinal, não é todo mundo que gosta de jogar um game de instrumentos sem os instrumentos! Blitz acaba se tornando uma experiência para os fãs mais hardcore da série, aqueles que gostam realmente de competir por pontos.

Competições acirradas

As competições são tão acirradas que o jogo incita isso a todo o momento. Em diversas telas ele pede para que você desafie amigos e anônimos em músicas e ver quem faz mais pontos no final. Não há multiplayer direto, seja online ou offline, é possível competir apenas por pontos em placares online.

Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)

Mas, para quem curte esse tipo de competição, Blitz acaba sendo um prato cheio, com bastante conteúdo. O game vem com 25 músicas e você pode usar qualquer canção extra que já tenha comprado em outros jogos da série neste aqui, o que pode aumentar sua biblioteca de forma exponencial. Somadas, todas as músicas da série Rock Band hoje já ultrapassam 3 mil.

Mais conteúdo e interações

Rock Band Blitz parece um jogo social: há um sistema de power-ups que te permite receber bonificações durante as músicas, como um item que lhe multiplica os pontos, outro que bota o computador para te ajudar (e assim te fazer conseguir mais pontos!), e por aí vai. Mas estes itens funcionam com uma moeda própria do jogo, que deve ser utilizada para conseguir mais itens. Mas calma: não é preciso gastar dinheiro real com essas moedas, todas elas são obtidas conseguindo mais pontos nas músicas.

Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)

Há alguns extras dignos de nota no jogo, como uma loja online mais organizada, a possibilidade de se conectar a um aplicativo no Facebook e mais interações com outros jogadores do que você pode imaginar. O game faz até mesmo algumas piadas quando você supera ou é superado por um adversário.

Como conteúdo extra o jogo ainda permite somar suas 25 músicas exclusivas a Rock Band 3 - o jogo anterior da série. Mesmo que você não queira jogar Rock Band Blitz, acaba valendo apenas “comprar” essas 25 músicas por apenas US$ 15 (cerca de R$ 30), o valor do jogo completo.

Vale o aviso: Rock Band Blitz foi lançado em português – português brasileiro, e não o de Portugal!

Trilha sonora deixa a desejar

Mesmo que seja um jogo divertido e suas 25 músicas sejam inéditas, a trilha sonora “base” do game pode ser considerada a mais desinteressante já lançada até hoje em Rock Band. Poucas músicas são de metal ou de um rock mais clássico, o que geralmente era mais presente na série. A maioria faz parte de uma coleção de hits mais recentes e de bandas mais desconhecidas do grande público.

Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)Rock Band Blitz (Foto: Divulgação)

Conclusão

Rock Band Blitz acaba sendo um ótimo jogo para quem gosta de competir por pontos e de disputas acirradas com amigos e desconhecidos. O público que jogava a série de forma casual, graças aos instrumentos de plástico, vai deixar passar este aqui, já que jogar no controle pode não ser tão interessante. Mesmo assim, a jogabilidade de Blitz é divertida, o jogo conta com a enorme biblioteca de músicas da série disponível e vem totalmente em português.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
7
Jogabilidade
8
Diversão
7
Som
7

Prós

  • - Enorme biblioteca musical.
  • - Totalmente em português.
  • - Jogabilidade bem competitiva.

Contras

  • - Sem instrumentos.
  • - Trilha sonora base fraca.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares