Celular

NOTA tt
9.4

Review Galaxy S4

O Galaxy S4 é o estandarte de ouro que faltava à Samsung. Graças aos seus recursos inovadores, desempenho e qualidade entregue, este smartphone conseguiu assumir o papel de referência em inovação que o iPhone, até então, portava.

Allan Melo
por
em

O review deste Samsung Galaxy S4 prova o que todos já sabiam: ele é o smartphone top de linha do mercado. Equipado com uma incomparável tela FullHD de 5 polegadas e sem grandes mudanças nas dimensões e no preço quando comparado ao S3, o modelo tem tudo o que se espera de inovação em um smartphone deste porte. Mas há um preço a se pagar por isso, e é para tirar esta dúvida que o TechTudo dissecou esta máquina super potente.

Galaxy S4 visto de frente: tela Full HD e com cores vivas chama a atenção (Foto: Allan Melo/TechTudo)Galaxy S4 visto de frente: tela Full HD e com cores vivas chama a atenção (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Design

Elogiado por alguns, criticado por outros, o design adotado no novo Galaxy S4 está longe de conquistar uma opinião consensual entre os usuários que já o testaram ou possuem um. Entretanto, ao menos em uma coisa todos concordam: a olhos desatentos, ele até pode ser confundido com Galaxy S3.

Poucos detalhes diferenciam o novo smartphone de seu antecessor, mas todas as mudanças se mostraram efetivamente necessárias para um modelo que queria tomar as rédeas da inovação do mercado mobile .

A mais perceptível diferença está na tela: houve um aumento de apenas 0,2 polegadas - de 4,8 para 5 polegadas, o que é, na prática, insignificante. Por outro lado, o display se mostrou mais vivaz, com brilho realçado, cores mais vivas, contrastes muito bem equilibrados e uma resolução sensivelmente mais apurada e confortável aos olhos.

Galaxy S4 com a tampa traseira aberta (Foto: Allan Melo/TechTudo)Galaxy S4 com a tampa traseira aberta (Foto: Allan Melo/TechTudo)

No molde, a Samsung aplicou algumas particularidades que mostram um amadurecimento no design-base inaugurado pelo S3, mas sem tirar as características essenciais da série Galaxy. O novo corte adotado no S4 tem acabamentos ainda mais retos, bem menos sinuosos e curvilíneos, deixando-o mais robusto e atenuando as antigas críticas quanto a sua semelhança com uma "saboneteira".

O merecido crédito desta diferença deve ser dado à combinação das laterais com a nova traseira, que agora está menos resvalada e ganhou um desenho geométrico, como se uma fina rede cobrisse as costas do smartphone. Nas laterais, praticamente não houve mudança na posição dos botões e conectores, mas o acabamento metálico conseguiu deixá-lo mais robusto sem tirar a leveza e sensibilidade do S3.

Graças às duas, a Samsung conseguiu tirar aquele aspecto de "barato" que o top de linha tinha, mas a decisão de manter o material plástico ainda joga contra o smartphone. Afinal, ninguém mais esperava que um dos telefones mais caros do mercado ainda viesse com uma capa traseira "frágil", com um grosseiro acesso à bateria e às entradas de microSD e micro SIM.

Tampa traseira flexível e frágil do Galaxy S4 é ponto fraco (Foto: Allan Melo/TechTudo)Tampa traseira flexível e frágil do Galaxy S4 é ponto fraco (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Sabe-se, por outro lado, que dificilmente a gigante sul-coreana passará a usar metais ou vidros em seu smartphones, mas que fizessem uma junção "slide", como fez a Sony no Xperia S, oras. Arrancar a traseira flexível de um smartphone tão caro como este chega a ser uma experiência dolorosa aos mais apegados.

A frente, por outro lado, reflete para longe essas críticas. A aplicação minuciosamente alinhada entre vidro e molde, combinado ao novo design do botão, dos sensores e da câmera frontal, fazem o toque final necessário para corresponder a expectativa do consumidor com o nível de precisão que ele deveria ter para ser mais top que o top.

Detalhe da traseira plástica do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Detalhe da traseira plástica do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

A tarefa não era fácil, afinal: o Galaxy S4 deveria superar seu antecessor, que fora proclamado "iPhone-killer" sob protestos dos fãs da Apple. Mas o resultado correspondeu às expectativas: visual singular, ainda leve, com as mesmas dimensões, mais robusto, mais profissional, menos "saboneteira".

Tela

Grande destaque da nova geração de tops de linha, as novas telas Full HD chegaram para ficar. No Galaxy S4, a sensação que se tem ao usá-la não poderia ser menos do que "impressionante". Mas há seus poréns.

Nos números, a diferença é notável entre a nova e a antiga geração: são 441 ppi contra 306 ppi de densidade (45% a mais), e resolução de 1080 x 1920 pixels, contra 720 x 1280 pixels do S3.

Tela Full HD do Galaxy S4 impressiona (Foto: Allan Melo/TechTudo)Tela Full HD do Galaxy S4 impressiona (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Para os olhos, entretanto, a diferença não é tão grande assim. A tela do Galaxy S4 naturalmente chama mais atenção, até por conta das melhorias aplicadas, mas o display do Galaxy S3 não ficou pior por isso. Além disso, sabe-se que a Samsung tem grande experiência na fabricação de displays, mas a tela do S4 parece perder algo contra o Xperia Z.

Por conta disso, pode-se dizer que é questionável a ideia de considerar a qualidade da tela como seu grande diferencial. Há oferta de smartphones Full HD com valores menores, e a tela HD (com 720 x 1280 pixels) "ainda" não perdeu o seu charme a ponto de justificar a troca.

Sistema  

A personalização do Android é onde a Samsung realmente investiu e mostrou o diferencial deste aparelho. Com recursos inovadores, novos sensores e integrações nativas ainda melhores, estes ocuparam praticamente todo o tempo disponível das apresentações oficiais do smartphone. O grande chamariz do Galaxy S4 são seus recursos inovadores em software. Veja o que cada um faz e o que esperar deles na tabela abaixo:

Tabela Galaxy s4 final (Foto: Arte/TechTudo)Tabela com os recursos do Galaxy S4 (Foto: Arte/TechTudo)






Sensores

Para garantir que tais recursos funcionassem, a Samsung integrou nove sensores ao Galaxy S4: detector para gestos, para proximidade, temperatura ambiente, umidade e barômetro, além dos já clássicos sensores de luminosidade, geomagnético, acelerômetro e o giroscópio. Completando a lista está o sensor Hall, usado para reconhecer quando a capa frontal (vendida separadamente) está aberta ou fechada, como a Smart Cover do iPad.

Sensores do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Destaque para os sensores do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Apps

Além dos recursos do sistema, a Samsung colocou diversos apps exclusivos no Galaxy S4, como o S Health, para monitorar a sua saúde (fazendo desde a contagem de calorias à contagem de passos). Destaques também para o S Translator, que em Português só funciona em traduções para o Inglês, e o Story Album, que gerencia as fotos inteligentemente de acordo com a data e o marcador do GPS, reconhecendo e agrupando eventos e viagens em álbuns. Além disso, apesar de não ser um app exclusivo, vale a menção: quem compra o Galaxy S4 recebe uma assinatura de 50 GB no Dropbox por dois anos - que só é ativada na primeira configuração do telefone.

Aplicativo S Health aberto no Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Aplicativo S Health aberto no Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Personalização  

Apesar do design externo renovado, dos recursos novos e da qualidade aprimorada, o Galaxy S4 tem um "problema": o visual da personalização de interface feito pela Samsung no Android, também conhecido como "TouchWiz". Tal interface é usada em praticamente todos os telefones da linha Galaxy, o que facilita a transição e diminui a curva de aprendizado ao trocar de dispositivo. A razão seria nobre, se não fosse um simples fato: ela praticamente não mudou desde a versão 2.3 (Gingerbread) do Android.

A questão é nobre: a pessoa investe no smartphone mais caro do mercado, mas ainda precisa ver o mesmo sistema, com os mesmos problemas de usabilidade e dependências de aplicações de um telefone baratinho lançado no início do ano passado. Vide o "Internet", o navegador antigo que foi substituído pelo Chrome, mas ainda mantido no Android 4.2 (Jelly Bean) do S4 para que os recursos de Smart Scroll e afins pudessem funcionar - e não, eles não funcionam no Chrome.

Central de ajustes do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Central de ajustes do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Por vezes, ainda, essa situação fica ainda pior, como mostra o "novo" menu de configurações do Galaxy S4. Ao invés de manter a lista corrida, apenas com seções de configuração separadas por linhas (como no Android Puro e no design das outras fabricantes), a Samsung foi além e também separou tudo em quatro abas: Conexões, Meu dispositivo, Contas e Mais (entenda como "qualquer coisa que não soubemos onde encaixar"). Isso, ainda, seria até suportável se não fosse pelo fato de menus como "Bateria" e "Armazenamento" estarem em "Mais". E tem mais...

Menu de configurações do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)Menu de configurações do Galaxy S4 (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Existem menus "secretos" no telefone, dentro de itens em menus secundários que podem ser ligados ou desligados. Assim, para configurar o que aparece na tela de bloqueio ativada pelo gesto, você precisa ir em "Configurações" > "Meu dispositivo" > "Movimentos e gestos" > "Air gesture" > "Visualização rápida" e, enfim, selecionar os itens em " Mais informações" . No final, a organização do menu mais atrapalha do que ajuda.

Desempenho

Não há muito o que falar diante do quesito em que o Galaxy S4 é sabidamente o mais bem cotado do mercado. Basicamente não há nada no Android que não funcione com ótimo desempenho neste smartphone. O multitarefa é suave e atende todas as expectativas, e seus testes de desempenho sempre mostrarão índices superiores à qualquer smartphone vendido no Brasil. O único ressalve que deve ser feito diz respeito ao microSD: use um cartão de qualidade para que este desempenho se mantenha. E, vale lembrar: o Galaxy S4, mesmo comprado no exterior, é compatível com a rede 4G brasileira.

Galaxy S4 é compatível com a rede 4G brasileira (Foto: Allan Melo/TechTudo)Galaxy S4 é compatível com a rede 4G brasileira (Foto: Allan Melo/TechTudo)


Áudio

Estar equipado com uma das melhores telas do mercado não seria suficiente sem uma boa placa de áudio, e neste quesito a Samsung conseguiu "sincronizar" o ritmo: o Galaxy S4 tem o melhor que a sul-coreana pode oferecer de qualidade.

Nas músicas e nos filmes as frequências se revelam muito bem equilibradas: os graves não são excessivamente realçados, assim como os agudos, que mostram sua presença na medida certa. No volume, o áudio interno e externo possuem ótimas intensidades, perfeitos para qualquer ocasião. Mesmo quem tem alguma dificuldade de audição notará o resultado.

Já os fones que o acompanham são suficientemente bons para se ter uma boa experiência, com profundidade à música e boa vedação externa, evitando bem a entrada de ruídos da rua, de turbinas ou do que mais estiver tentando te "atrapalhar". Ainda assim, ele é o menos interessante dentre os modelos oferecidos junto com os tops da concorrência e perto de fabricantes premium como Sennheiser, Bose ou Beats.

Câmera

A câmera do Galaxy S4 é certamente uma das melhores do mercado, tamanha a quantidade e qualidade de recursos incorporados à ela. Além dos já conhecidos modos Automático, Noturno, Esportes, Panorama e o bem cotado HDR, a Samsung incorporou outras funcionalidades mais legais.

Uma delas é a função Foto com som, que adiciona uma pequena gravação de áudio à foto (que só dá para ser ouvida em outro Galaxy S4, por enquanto). No Apagador, o telefone tira cinco fotos consecutivas e apaga os objetos incomuns entre elas; funciona bem para tirar fotos de pessoas na rua, eliminando pedestres e carros que porventura passem. Na Foto Animada é possível criar GIFs e deixar com que apenas alguns detalhes da imagem se mexam. Já em Ação, é possível tirar várias fotos de um movimento e mesclar tudo em uma mesma imagem.

Além destes, há outros recursos para produzir fotos melhores, como o Melhor face, que tira cinco fotos e usa a melhor expressão facial de cada um dos presentes nas fotos para criar uma imagem melhor. Em Melhor foto, por outro lado, o S4 vai tirar várias fotos consecutivas para que você selecione a melhor; ideal para quem gosta de fazer caras e poses. E um dos mais interessantes é o Embelezar o rosto, que suaviza marcas de expressão e pele, deixando a cara suavemente "Photoshopada".

Em vídeo, o Galaxy S4 também produz ótimos resultados em Full HD, com boa qualidade de áudio e vídeo. Um detalhe interessante é que é possível pausar a gravação sem encerrá-la - uma função que nem sempre é encontrada em smartphones, mesmo os tops de linha.

Bateria

A autonomia da bateria do Galaxy S4 é boa, mas não merece grandes elogios. Mantendo os sensores desligados e com o brilho no automático, é possível fazer o telefone aguentar um dia de trabalho completo, com uso frequente da Internet, entre 3G e Wi-Fi, ao longo do dia. Com os sensores ligados, entretanto, é possível que o expediente de trabalho se encerre com um smartphone desligado. Por tanto, mantenha algum cabo USB por perto e mantenha-o carregando quando puder, se quiser usar todo seu potencial.

Nota TechTudo

NOTA tt
9.4
Design
9
Desempenho
10
Tela
10
Câmera
9
Custo-benefí­cio
9

Prós

  • Tela Full HD impressionante;
  • Capacidade de processamento;
  • Peso e dimensões;
  • Ótima câmera;
  • Entrada para microSD.

Contras

  • Interface visual do Android;
  • Capa plástica na traseira;
  • Ou 4G, ou octa-core;
  • Menu de configurações;
  • Preço.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rafael Silva
    2014-07-16T07:00:36

    Um celular para mais 4 anos de uso.

  • Mauricio Flhoi
    2013-12-10T14:50:02

    Comprei um S4 e até agora estou satisfeito, espero que ele não trave como seu irmão S3