Acessórios

NOTA tt
9.0

Review SSD 320 120GB

Se você está sempre ligado em tecnologia, deve conhecer desde 2007 os dispositivos que estão substituindo os discos rígidos, os SSD. A tecnologia promete mais velocidade e melhor resistência à vibrações, mas será que ela realmente cumpre o que promete?

Gustavo Ats
por
em

Se você está sempre ligado em tecnologia, deve conhecer desde 2007 os dispositivos que estão substituindo os discos rígidos, os SSD. A tecnologia promete mais velocidade e melhor resistência à vibrações, mas será que ela realmente cumpre o que promete?

Testamos um modelo da Intel, como você vai poder conferir nas próximas linhas, e podemos dizer que ficamos realmente impressionados com o que vimos.

A Linha 320 da Intel é uma série de SSD representada por 6 produtos, que vão de 40 GB até 600 GB. No Brasil, encontramos o modelo de 120 GB para vender em algumas lojas de informática especializadas e foi justamente esse modelo que testamos para vocês.

SSD Intel (Foto: Divulgação)SSD Intel de 120GB já pode ser encontrado no Brasil (Foto: Divulgação)

Design

Apesar de ser uma unidade de armazenamento que fica (em teoria) escondida dentro do computador, os SSD da linha 320 da Intel são muito bonitos.

O acabamento é simples, em metal escovado, sem muitos detalhes ou bordas, só com o logo da Intel e uma curva em baixo relevo onde fica a etiqueta com as informações da unidade.

Uma coisa que impressiona neste SSD é a espessura. Nossa equipe reparou que quando resolvemos instalar o SSD no desktop, ficou evidente o quão ele era pequeno, principalmente ao lado de um HD comum.

Desempenho

No geral o SSD melhora bastante o desempenho de qualquer computador, simplesmente pelo fato de reduzir o gargalo das taxas de transferência de dados.

Acontece que o SSD não tem partes móveis, ou seja, ao contrário do HD, ele não possui discos, motores e agulhas que precisam procurar o local exato onde determinado dado está guardado. No lugar disso tudo, há vários chips de memória.

A grosso modo é como se você arrancasse os chips de memória dos pendrives e juntasse tudo numa placa. Na prática isso significa que fica bem mais fácil encontrar os dados nos chips do que em pratos rodando.

Logo que instalamos o SSD notamos uma diferença considerável na hora de formatar e instalar o Windows Seven. O tempo de boot do Windows Seven foi reduzido a meros segundos, enquanto num HDD comum ele levava entre 3 e 4 minutos para estar pronto para o uso, ambos com a instalação zerada.

Comparamos o SSD da Intel com um HD da Seagate para notebooks (5.000RPM) e com o HDD mais rápido do mundo, o Western Digital Velociraptor, que gira a uma velocidade de 10.000 RPM (o padrão em notebooks é de 5.000 RPM e em desktops de 7500RPM) e os resultados foram incríveis.

Enquanto o Velociraptor manteve uma média de 110Mbps durante nossos testes de cópias de arquivos, o SSD da Intel marcou 190 Mbps. Quem ficou em último lugar foi o HDD Seagate, com meros 42Mbps.

Apesar de bem rápido, o SSD não é o mais veloz de sua categoria. A própria Intel tem uma linha de SSDs que bate os 300Mbps, graças ao uso de chips de memória de maior velocidade.

Se a velocidade por si só não é um ponto a se contar, a segurança dos dados também é algo a se colocar no papel. Primeiro que o SSD não é tão suscetível à falhas como os HDs, principalmente relacionadas à vibrações. Segundo que esse modelo da Intel vem com criptografia via Hardware de 128 bits – semelhante à usada para proteger transações financeiras pela web.

A vantagem é que mesmo criptografando todo o disco, o desempenho do SSD não é reduzido. Nos nossos testes com o Ubuntu, a perda de desempenho foi menor do que 1%.

Custo-benefício

O modelo avaliado era um de 120 GB, que custa em média R$ 750,00 e foi o único da série encontrado nas lojas pesquisadas. Contudo, nos Estados Unidos é possível encontrar discos que vão de 80 a 600 GB e custam respectivamente entre US$ 165,00 e US$ 1256,00. Veja abaixo o custo por gigabyte desses modelos (em dolar).


US$US$/GB
80 GB US$ 165,00 US$ 2,06
120 GB US$ 239,00 US$ 1,99
160 GB US$ 312,00 US$ 1,95
300 GB US$ 589,00 US$ 1,96
600 GB US$ 1256,00 US$ 2,09

Vendo o gráfico, percebemos que o melhor custo-benefício é o SSD de 160 GB, pois tem menor custo de US$ por Gigabyte (US$ 1,95/GB) seguido pelo modelo de 300 GB (US$ 1,96/GB)

Finalmente esse aparelho só poderia ser melhor se fosse mais barato e fosse SATA III, ao invés de SATA II.

Ficha técnica

Interface SATA II
Capacidade formatado 120 GB
Formato 2,5"
Velocidade 38000 operações por segundo em leitura/ 14000 operações por segundo em escrita
Taxa de transferência Leitura máxima: 270 MB/s. / Escritura máxima: 130 MB/s
Seguranças APS 128bits

Nota TechTudo

NOTA tt
9.0
Design
10
Funcionalidades
10
Desempenho
10
Custo-benefício
6

Prós

  • * Boa velocidade.
  • * Criptografia por hardware.
  • * Compatível com Notebooks e Desktops.

Contras

  • * Custo alto.
  • * Capacidade baixa.
  • * Interface Sata II.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares