Jogos de ação

NOTA tt
8.8

Review Strider

Strider chega para a nova geração de consoles. Complexo, dinâmico e acelerado. Reboot mescla o melhor dos games da série para trazer um título indispensável. Confira o review completo.

Renato Carvalho
por
em

Strider é o reboot que todo título clássico merece. Bem acabado, com um ótimo tempo de resposta e gráficos de tirar o fôlego, o game eleva o nível de dificuldade das produções atuais do gênero e oferece um desafio indispensável aos fãs dos jogos de plataforma. A nova versão da série está disponível para PlayStation 3, Xbox360, PlayStation 4, Xbox One e PC.

Strider faz 25 anos e ganha retrospectiva para lançamento de novo jogo

Strider chega para PS3, PS4, X360, XOne e PC. (Foto: Divulgação)Strider chega para PS3, PS4, X360, XOne e PC. (Foto: Divulgação)



História

Situado em um contexto histórico completamente diferente da data da primeira versão, Strider repete a fórmula do enredo original, trazendo para a aventura novamente o herói Hiryu e toda a atmosfera comunista em uma cidade futurista. O fato é determinante no sucesso do game, pois agrada os fãs antigos da franquia e atinge em cheio os jogadores mais novos que adoram aventuras em futuros distópicos.

Gráficos

O conceito gráfico da nova versão do game impressiona. Com o estilo de traço bem próximo do game Killer Instinct, que também foi produzido pela Double Helix Games, o título traz um personagem extremamente bem desenhado, com uma movimentação leve e com características marcantes.

Os cenários do título são determinantes na jogabilidade. O game trabalha claramente com três planos diferentes, com um complementando o outro de maneira única. É impressionante observar a grandiosidade do plano de fundo do jogo, com inúmeras situações que ocorrem justificando a urgência da ação do personagem.

Os ambientes de Strider são grandiosos. (Foto: Divulgação)Os ambientes de Strider são grandiosos. (Foto: Divulgação)

Bastante comum nos jogos exclusivos para a nova geração de consoles, a quantidade de partículas surgindo na tela também contribui para todo o caos do ambiente, trazendo mais detalhes para os cenários e desviando a atenção dos jogadores para pequenas limitações gráficas do título.

Embora a composição seja excelente no geral, alguns elementos trazem modelos questionáveis. Durante a jornada os jogadores poderão encontrar inimigos com uma qualidade de desenvolvimento abaixo da média, porém que poderão passar desapercebidos por estarem em ambientes com ação frenética.

Jogabilidade  

A jogabilidade de Strider é excelente. O título conseguiu unir o clima do jogo original aos controles dos games atuais. A movimentação do personagem é rápida e precisa, com os saltos impressionantes que tornaram o ninja um dos personagens mais queridos do início da década de 90.

Jogabilidade traz inúmeras possibilidades. (Foto: Divulgação)Jogabilidade traz inúmeras possibilidades. (Foto: Divulgação)

A versão atual do game possui alguns fatores especiais. A progressão linear do título original foi substituída por uma série de plataformas e labirintos espalhados pelas salas, com diferentes níveis de exploração e pequenas passagens ocultas por todos os ambientes. O fato distraí bastante os usuários que gostam de explorar os títulos, porém também são oferecidos prêmios para os mais curiosos. Os inimigos do game são rápidos e precisos. Como o título exige que o jogador haja de forma contínua, parar para pensar pode resultar em danos decisivos.

O nível de dificuldade do jogo é extremamente alto. Jogadores mais novos poderão se irritar facilmente com a complexidade dos chefes da aventura. Embora algumas telas sejam realmente difíceis, os jogadores treinados irão superar facilmente os obstáculos após a elaboração de uma estratégia que permita causar grandes danos no inimigos. Este é o diferencial do título. Além de trazer uma ação frenética, o game exige raciocínio rápido.

A tela de gameplay agora traz uma barra de energia relativamente grande e um GPS, que oferece a localização exata do personagem e informações sobre a distância do próximo objetivo. Os recursos foram disponibilizados na medida certa, permitindo que o jogador visualize sua real situação durante todo o tempo, embora seja relativamente impossível consultar os recursos quando a tela está tomada por inimigos.

Game traz inimigos complicados. (Foto: Reprodução)Game traz inimigos complicados. (Foto: Reprodução)

A quantidade de upgrades que pode ser adquirida no decorrer da campanha é satisfatória. O fato dos jogadores alcançarem habilidades de acordo com o andamento da aventura balanceia bem a progressão, trazendo inimigos que podem ser derrotados de maneira direta com um pouco de dedicação.

Trilha Sonora

A trilha sonora do game merece um destaque especial. Ritmado e eletrônico, o conceito musical traz a ambientação das aventuras futurísticas dos games dos anos 80. É impossível não se empolgar com a sequência balanceada de beats e uma bateria extremamente audível.

Conclusão

Strider é impecável e essencial, definitivamente uma homenagem ao título original. Recheado de melhorias significativas e com elementos indispensáveis da primeira versão, o jogo possui todas as características para agradar os fãs antigos e contabilizar novos adeptos. É um dos melhores jogos de plataforma produzidos para a geração atual de consoles.

Qual série de games antigos deveria voltar? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo.


Nota TechTudo

NOTA tt
8.8
Gráficos
8
Jogabilidade
9
Diversão
9
Som
9

Prós

  • - Trilha sonora
  • - Gráficos satisfatórios
  • - Sistema de evolução de personagem

Contras

  • - Jogo se torna repetitivo em alguns momentos
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • THIAGO MEDEIROS
    2014-02-26T20:03:33

    Muito Bom! Obrigatório! Belo remake!