Jogos de RPG

NOTA tt
7.0

Review Sword Art Online Re: Hollow Fragment

Como um RPG, a reedição do jogo baseado no anime é decente, já que exibe certas mecânicas que pararam no tempo. Porém, com um presente para quem admira a franquia, a versão repaginada consegue satisfazer na medida certa.

Victor Alcaíde Teixeira
por
em

Sword Art Online Re: Follow Fragment é um jogo portado para PlayStation 4 de Sword Art Online: Infinity Moment, lançado no Japão originalmente para o PSP e posteriormente remasterizado para PS Vita com conteúdo inédito e melhorias visuais. Confira o review da reedição do RPG:

Confira a análise de The Witcher 3

Review: Sword Art Online Re: Hollow Fragment (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Sword Art Online Re: Hollow Fragment tem jorgabilidade divertida, mas gráficos ultrapassados. (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)


Limitado a um RPG online

A nova versão de Hollow Fragment traz a mesma história dos antecessores, que serve como uma extensão da popular animação japonesa. A trama é baseada na primeira temporada do anime, porém tem narrativa inédita e desfecho único.

Enquanto os personagens do desenho japonês tinham como objetivo vencer as dezenas de andares de Aincrad, o conto de Hollow Fragment vai muito além da batalha contra o Skull Reaper e dos mistérios que cercam o MMORPG do anime.

Caso você não seja um fã assíduo da franquia, o game faz questão de explicar os acontecimentos do universo de forma minuciosa. Isso significa que não é preciso estar familiarizado com o desenho para apreciar e entender o enredo em torno do RPG online, que aprisiona os jogadores em um simulador de realidade virtual.

Trama é contada sob uma nova perspectiva (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Sword Art Online Re: Hollow Fragment: trama é contada sob uma nova perspectiva (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

O titulo é recheado de diálogos bem-humorados, herdados do desenho, e apresenta personagens memoráveis no decorrer da jogatina. Felizmente, o trabalho foi completamente retraduzido da edição japonesa, pois a tradução da versão do PlayStation Vita ficou bem aquém do esperado, com frases praticamente incompreensíveis.

Maior e melhor

No game, é possível jogar com Kirito, o herói do anime, ou ainda com um protagonista criado pelo jogador. O sistema de personalização conta com novos recursos – embora ainda continue bastante limitado – e possibilita também a criação de uma figura feminina.

O jogo é um RPG típico composto por sistemas de nível e customização, combates que misturam batalhas corpo a corpo, estratégia em tempo real, árvores de habilidades e diversas criaturas para aniquilar.

Embora as batalhas sejam repetitivas, pois você pode exterminar diferentes criaturas com as mesmas sequências durante todo o game, há mais de 10 tipos de armas à disposição, inclusive lâminas, arcos e machados.

Game é um típico RPG de ação (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Sword Art Online Re: Hollow Fragment: game é um típico RPG de ação (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

As execuções de combos são agradáveis e os ataques cadenciados funcionam como na maioria dos MMOs: escolha uma habilidade, aguarde alguns segundos e repita a ação. Ainda que haja problemas sérios de câmera em ambientes menores, os confrontos quase rítmicos proporcionam, ocasionalmente, momentos inesquecíveis e desafiadores.

Outras novidades relevantes de Re: Hollow Fragment estão relacionadas ao rebalanceamento de chefões e melhorias sutis no design dos inimigos. Além disso, há uma modalidade multiplayer, que permite ao usuário concluir atividades ao lado de amigos e desconhecidos, como em um típico MMORPG.

O limite de nível também foi aumentado de 250 para 300, ou seja, o aventureiro poderá ir ainda mais longe para explorar áreas inéditas, como as dezenas de novas missões paralelas, divididas em uma jornada que consegue ultrapassar facilmente 100 horas de jogatina.

Por sorte, há outras atividades que vão além de masmorras e missões típicas de RPG, cujo objetivo é, basicamente, caçar monstros. O jogador é capaz, por exemplo, de se arriscar em tarefas de relacionamentos e isso diversifica um pouco a mecânica de gameplay.

Combate de SAO é um dos pontos fortes da aventura (Foto: Reprodução/Otakustudy)Sword Art Online Re: Hollow Fragment: combate de SAO é um dos pontos fortes da aventura (Foto: Reprodução/Otakustudy)


Parado no tempo

Mesmo que a Bandai Namco tenha trabalhado para aperfeiçoar os aspectos visuais, não há como negar que, graficamente, Re: Hollow Fragment é um título bastante ultrapassado. Ainda que a aventura consiga rodar em 1080p e 60 quadros por segundo, as modelagens dos personagens apresentam poucos polígonos, assim como os inimigos e chefões.

Os cenários divididos em pequenas arenas têm pouca diversidade, são lineares e compostos por elementos e objetos limitados. Em consequência disso, o cenário aparenta ser vazio e sem vida e, por isso, não consegue representar tão bem a atmosfera do anime.

Por outro lado, a trilha sonora presenteia os fãs com faixas conhecidas e melodias épicas, capazes de conduzir a jogatina com maestria. O trabalho de dublagem em japonês também está bem feito e garante uma imersão maior, especialmente para o jogador que já curtiu a série anteriormente.

Conclusão

Se você é um fã do anime, Sword Art Online Re: Hollow Fragment certamente conseguirá diverti-lo por centenas de horas. O sistema de combate funciona de forma exemplar, a narrativa é bem contada, o modo multiplayer é recompensador e ainda há uma porção de conteúdo a ser explorado, embora alguns elementos estejam nitidamente ultrapassados.

Veja o trailer do jogo:


Como um RPG, a experiência de jogo oferecida é apenas satisfatória, já que exibe mecânicas que pararam no tempo. No entanto, com um presente para quem admira a franquia, a versão repaginada consegue satisfazer na medida certa, sem grande brilhantismo, é claro.

Até que ponto a remasterização de jogos é legal? Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
5
Jogabilidade
8
Diversão
7
Som
8

Prós

  • Combate gratificante
  • Trilha sonora fiel ao anime
  • Conteúdo de sobra para os fãs da série
  • Modo online
  • História bem contada

Contras

  • Visual ultrapassado
  • Câmera imprecisa
  • Dinâmica de missões bastante repetitiva
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares