Publicidade

Por Isabela Giantomaso; Por TechTudo

TechTudo

The Dash é um fone de ouvido sem fio smart que cabe na palma da mão e funciona de forma independente. O projeto do acessório começou no Kickstarter em 2014 e, na época, conseguiu mais de US$ 2 milhões faltando 40 dias para o fim da arrecadação. O acessório é à prova d'água, tem sensor óptico e oferece um aplicativo, disponível para Android, iOS e Windows Phone, para configurações especiais.

Confira o review completo e veja se vale a pena investir no fone futurístico da Bragi.

Design

Um dos diferenciais do Dash é o design. O aparelho tem o tamanho de uma moeda de R$ 1 e pesa apenas 14 g. O teste foi feito com o acessório na versão preta, mas também há a opção branca à venda.

Prático, o fone de ouvido encaixa bem na orelha, mas acaba pesando um pouco quando usado por muito tempo. Para resolver qualquer impasse com o tamanho, a fabricante inclui no kit quatro adaptadores de borracha, nos tamanhos PP, P, M e G.

Os dois lados possuem um LED para identificar a bateria do eletrônico. As luzes dão um toque a mais no design do aparelho, deixando-o ainda mais com um visual futurístico.

The Dash (Foto: Camila Peres/TechTudo) — Foto: TechTudo

O diferencial do Dash é a inteligência. Desenvolvido como um fone de ouvido smart, o eletrônico promete avisar ao parear o dispositivo, além de ajudar em atividades físicas. No entanto, os recursos apresentaram diversos travamentos durante os testes e não foi possível usar o modo de exercício.

Apesar da falha, o fone se destaca ao não precisar de fios e se esconder quando encaixado na orelha, principalmente se o usuário tiver cabelos longos. Isso permite caminhar e trabalhar usando o acessório sem se preocupar com o peso da alça de um headphone, com fio enrolando no bolso ou com o olhar de pessoas mal intencionadas.

The Dash (Foto: Camila Peres/TechTudo) — Foto: TechTudo

A lateral do Dash apresenta um sensor óptico para dar play, pause, avançar as músicas e trocar de playlist com apenas alguns toques. Ao retirar o aparelho da orelha, o acessório identifica imediatamente o movimento e pausa a música.

Ao testar essa função, apenas quando o fone direito foi deslocado que o som parou. No lado esquerdo, na maioria das vezes a playlist continuou tocando normalmente.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

The Dash (Foto: Camila Peres/TechTudo) — Foto: TechTudo

Outro diferencial do Dash é a resistência à água até 1 metro. É claro que a profundidade é pequena, mas pode ser uma opção para usar na chuva ou no banho sem medo de ocorrer algum problema.

No aplicativo da própria fabricante - disponível para Android e iOS - é possível parear o fone e o celular via Bluetooth, configurar o volume e as funções para entender uma ligação, por exemplo, e gerenciar as atividades físicas. Caso o usuário tenha alguma dúvida sobre o aparelho, o manual no app oferece instruções intuitivas e práticas.

O Dash permite armazenar até 4 GB de música, separadas em quantas playlists preferir. Para colocar as músicas, a melhor forma é transferir os arquivos através do cabo USB conectado no computador.

O acessório da Bragi possui uma bateria de 100mAh. Para ver como está a carga, o fone oferece um recurso prático: basta balançar o aparelho e observar a cor do LED. O verde indica bateria alta, o amarelo média e o vermelho baixa.

Para carregar os fones, um case portátil, que também cabe na palma da mão, encaixa os acessórios através de um imã na parte de trás.

The Dash (Foto: Camila Peres/TechTudo) — Foto: TechTudo

Neste ponto, durante os testes, a bateria do Dash longe do case durou em torno de cinco horas. Para carregar foram necessárias um pouco mais de duas horas até aparecer o LED na cor azul, indicando carga completa.

A proposta de um fone de ouvido smart sem fio é tentadora e permite imaginar que este é um modelo interessante para o futuro, pois por enquanto o Dash ainda precisa de ajustes. Os travamentos na conexão Bluetooth, na ferramenta de monitoramento de atividades físicas e na música que pausa apenas de um lado podem desagradar.

O aparelho custa US$ 299 no site da fabricante (R$ 1.054, em conversão direta). O investimento não vale a pena, se comparado com a qualidade de um headphone JBL sem fio, por exemplo, que custa o mesmo valor. O cancelador de ruídos funciona de forma praticamente nula, a qualidade do áudio não impressiona e as ferramentas para atender ligações não funcionaram em nenhum smartphone testado.

*O aparelho foi oferecido para testes pelo meucupom.com

7.5

Design
9
Funcionalidades
9
Desempenho
6
Custo-benefício
6

Prós

  • Design leve e prático
  • À prova d'água
  • Case portátil para recarregar
  • Sensor óptico

Contras

  • Travamentos no Bluetooth
  • Recursos de aplicativo não funcionam
  • Preço

Mais do TechTudo