Media centers

NOTA tt
8.0

Review Visiontec VT7200A

O TechTudo testou o modelo VT7200A, destinado à recepção do padrão ISDB-T de imagem digital dos canais abertos e com suporte à gravação de vídeo com o auxílio de um HD externo (não-incluso) conectado por meio da porta USB. Confira abaixo nossa análise.

Bruno do Amaral
por
em

Com as baixas nos preços dos televisores LCD e programação sendo disponibilizada cada vez mais em alta definição, o padrão de TV digital passou a ser uma realidade em muitas casas no Brasil desde sua implantação, em 2007. Mas se desde 2010 todos os aparelhos com telas acima de 32" já vem com o conversor para captar o sinal digital, o que acontece com quem comprou antes disso?

Para quem possui televisores do tipo "HDTV Ready" ou mesmo as TVs de tubo antigas, é preciso comprar, então, um conversor digital separado. Apesar de haver muitas opções no mercado, a grande maioria é baseada nos mesmos componentes internos chineses (com registros de reclamações de pequenas travadas nas imagens e congelamentos). Uma alternativa brasileira é da empresa Visiontec, que oferece atualmente os modelos VT7200A e VT7200E (este com suporte à interatividade).

O TechTudo testou o modelo VT7200A, destinado à recepção do padrão ISDB-T de imagem digital dos canais abertos e com suporte à gravação de vídeo com o auxílio de um HD externo (não-incluso) conectado por meio da porta USB. Confira abaixo nossa análise.

Conversor Visiontec (Foto: Divulgação)Conversor Visiontec é um conversor bonito, elegante e de qualidade (Foto: Divulgação)

Design

É um conversor bonito e elegante, com construção em plástico preto e sem muitas firulas. O 7200A é mais fino e menor do que a maioria dos concorrentes chineses ou mesmo os receptores de TV por assinatura. É também mais leve, oferecendo pouca resistência à trombadas com os fios e cabos necessários para conectar o aparelho.

O controle remoto também possui peso reduzido, mas com um aspecto que não inspira muita confiança sobre sua durabilidade. Além disso, a disposição de teclas e seus formatos são garantia de confusão quando se está em ambiente escuro, já que é difícil dizer qual a posição correta quando não há luz para podermos visualizar os botões. E é necessário apontar bem, ou então não se consegue executar os comandos.

Recursos

O conversor possui compatibilidade com a tecnologia EPG, que exibe a programação do canal na tela. A sintonia de canais pode ser feita de maneira automática ou manual, há ajustes de enquadramento de imagem, configuração de legendas Closed Caption (CC), controle de censura para pais e compatibilidade com os padrões de cores PAL-M e NTSC, possibilitando sua utilização mesmo em televisores importados.

Os menus são fáceis de navegar, mas alguns recursos como o CC e ajuste de tamanho da tela são muito escondidos e não possuem atalhos no controle remoto. De qualquer forma, estão lá e funcionam bem.

Gravação

Uma boa razão para comprar o VT7200A mesmo para quem possui TV com conversor já embutido, é a sua função PVR, isto é, de gravação de vídeos. É possível gravar no momento em que se está assistindo o programa ou mesmo agendar. Na verdade, diferentemente dos videocassetes ou placas para computadores, o aparelho não faz a captura da imagem, mas apenas salva o arquivo transmitido pelas emissoras.

Isso significa duas coisas: primeiro, os vídeos não são conversões, então não há perda de qualidade, mas também não há diminuição no tamanho do arquivo; segundo, a única forma de armazenar as gravações é por meio de um HD externo - utilizar apenas um pendrive comum pode afetar o recurso, deixando imagens lentas ou até mesmo causando falhas no processo. A companhia dá preferência à utilização do disco com alimentação na tomada, mas os testes realizados pelo TechTudo foram todos com um HD Seagate FreeAgent Go de 250 GB alimentado apenas com um cabo USB único, o que não causou qualquer problema de imagem nas gravações.

Mas há restrições: é recomendável que se utilize um HD dedicado somente a essa função, já que o VT7200A exige a formatação no padrão ext3. É possível formatar diretamente pelo conversor, mas se você possui Windows não vai conseguir abrir o disco rígido sem a ajuda de programas específicos. Aliás, mesmo que consiga, os arquivos das gravações não são facilmente acessíveis e sequer rodam no computador.

É natural que haja impedimentos, já que isso pode ajudar à pirataria na internet com a oferta de vídeos gravados. Além disso, não impede que o PVR funcione de forma brilhante no conversor, servindo exatamente para o que foi proposto: gravar algum programa (inclusive em alta definição) para poder assistir no horário desejado. Se quiser guardar mais gravações por um tempo maior, o jeito é procurar um HD externo de 1 TB em diante ou possuir mais de um disco rígido.

Porém, houve alguns problemas com o HD testado: foi necessário "montar" o dispositivo a cada vez que religávamos o conversor para que ele gravasse (para rodar um vídeo já gravado não havia o mesmo problema). Caso não se realizasse esse processo, o aparelho travava, exigindo a reinicialização pelo botão de liga/desliga na parte traseira.

Desempenho

Ligado a uma TV de 32", o VT7200A se mostrou como um conversor excelente, entregando imagens cristalinas nas resoluções 1080i ou 720p e 60 Hz de frequência sem problemas, tanto com programas nos formatos 16:9 quanto no 4:3. Como o teste foi realizado na zona sul de São Paulo, não houve complicações também em relação à recepção do sinal, exibindo até 15 canais abertos digitais. É necessário, no entanto, uma antena externa capaz de sintonizar a faixa UHF, mas mesmos as mais baratas encontradas em qualquer loja foram suficientes para o bom funcionamento.

Para exibir a imagem em HD é necessário a conexão por meio de um cabo HDMI incluso. A boa notícia é que, independente disso, é possível ligar apenas o som de forma analógica para caixas estéreo com os cabos que também acompanham o aparelho.

Com o processador de 450 MHz, o conversor da Visiontec consegue lidar bem com imagens em miniatura quando se exibe o menu do EPG ou dos canais. Mesmo durante a gravação, não há maiores problemas em lidar com os grandes arquivos de vídeo. Não houve registro de nenhuma imagem congelando ou sofrendo "soluços" e não houve superaquecimento do aparelho.

Ficha técnica

Processador Sti 7105 de 450 MHz
Memória RAM 256 MB
Memória interna Flash, 16 MB
Largura de banda 5,6 MHz
Nível de sinal -85 dBm a -20 dBm
Formato de vídeo 480i e 1080i
Taxa de quadros 25, 30, 50 e 60 MHz
Frquência 50 e 60 Hz
Saídas HDMI, vídeo composto, áudio estéreo
Entrada USB 2.0
Consumo 10 W
Dimensões 270 x 140 x 45 mm
Peso 900 g

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Design
9
Funcionalidades
9
Desempenho
8
Custo-benefício
8

Prós

  • * Imagem excelente.
  • * Design fino e discreto.
  • * Função PVR para gravação.
  • * Não esquenta.

Contras

  • * Controle remoto.
  • * Menu não intuitivo.
  • * Problemas com HD externo.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marcelo Oliveira
    2013-03-18T00:40:21

    Tenho esse conversor e muita dor de cabeça também. Trava com frequência. Se mudar o canal da TV é certeza que isso acontece. Na função gravar, o PVR parece ter vontade própria. A última que me aprontou foi uma programação que fiz de 3 horas e ele só graou 49 minutos.

  • Alvaro Menezes
    2012-09-27T19:47:26

    Prezado Bruno. Compartilho com você o entusiasmo com o VT7200A, mas estou com um problema. Estou utilizando apenas uma partição de 40 GB, de um HD Externo Seagate, de 250 GB. Alguns agendamentos são detectados e apagados, o conversor muda para o canal agendado, mas a gravação não acontece. Você acha que usando um HD externo completamente dedicado eu resolveria o problema. Agradeço antecipadamente sua ajuda.