Jogos de RPG

NOTA tt
8.0

Review World of Warcraft: Mists of Pandaria

World of Warcraft é o MMO mais famoso de todos os tempos. O game já está no mercado há anos e até hoje não tem previsão de encerrar as atividades.

Felipe Vinha
por
em

World of Warcraft é o MMO mais famoso de todos os tempos. O game já está no mercado há anos e até hoje não tem previsão de encerrar as atividades. Mesmo assim, a Blizzard encarou alguns maus bocados com seu jogo, já que ele andou perdendo assinantes, mostrando um pouco seus sinais de fraqueza.

Mists of Pandaria (Foto: Divulgação) (Foto: Mists of Pandaria (Foto: Divulgação))Mists of Pandaria (Foto: Divulgação)

Para remediar essa situação, o estúdio desenvolveu Mists of Pandaria, quarta e nova expansão do game, que adiciona muito conteúdo inédito, além de uma nova e inusitada raça: os Pandaren.

Nada de Kung Fu Panda

Os Pandaren são uma raça curiosa do mundo de Warcraft que já existe desde Warcraft 3, por isso é errado dizer que ela tenha se inspirado nos filmes “Kung Fu Panda”, como uma forma de piada. É claro que é fácil fazer essa ligação – afinal, são pandas que lutam artes marciais -, mas, ao mesmo tempo, trata-se de uma raça bem original e divertida de se jogar.

Aqui os Pandaren podem até parecer engraçadinhos e fofinhos, mas eles são verdadeiros guerreiros, que prezam por suas terras – o inédito mapa Pandária – e lutam com afinco para proteger seus entes queridos. Vale lembrar que os Pandaren, inicialmente, são neutros, e só escolhem uma facção (Horda ou Aliança)

Com esta nova expansão é possível começar uma história do zero no controle de um Pandaren, escolhendo também uma entre as diversas classes disponíveis no jogo, como Caçador, Guerreiro ou Sacerdote. O mais divertido, porém, é que esta expansão também nos adiciona uma nova classe: o Monge, que luta uma arte marcial parecida com o Kung Fu e utiliza técnicas devastadoras.

Os Pandaren não são tão fofinhos assim (Foto: Divulgação) (Foto: Os Pandaren não são tão fofinhos assim (Foto: Divulgação))Os Pandaren não são tão fofinhos assim (Foto: Divulgação)

Pancadaria como novidade

A pancadaria está elevada à máxima potência em Mists of Pandaria. Algumas das principais mudanças foram feitas justamente nos combates, para deixar tudo de forma mais fluída, divertida e, principalmente, com mais desafio. Lutar com os Pandaren, por exemplo, é extremamente prazeroso, já que combinados com a classe Monge eles lutam de forma nunca antes vista.

A evolução das classes também mudou e está com uma interface mais interessante e explicativa, o que deixa tudo ainda mais amigável para novatos. Afinal, se a Blizzard quer atrair de volta os assinantes que perdeu, nada melhor do que atrair novatos primeiro, já que é um público que nunca jogou antes.

Uma das novas habilidades dos Pandaren é o rolamento, que deixa as lutas ainda mais parecidas com os filmes de Kung Fu da vida real. Assim os personagens podem rolar para determinada direção, escapar de combates, chegar mais rápido em um lugar e por aí vai. Uma boa adição e que faz a diferença nos momentos mais precisos.

As batalhas da Pandaria ficaram mas interessantes (Foto: Divulgação) (Foto: As batalhas da Pandaria ficaram mas interessantes (Foto: Divulgação))As batalhas da Pandaria ficaram mas interessantes (Foto: Divulgação)

Temos que pegar!

Outra novidade inesperada em World of Warcraft: Mists of Pandaria é a inclusão de batalha de mascotes. Não sabe o que é isso? Bem, pense em Pokémon, aquele famoso jogo da Nintendo. A Blizzard resolveu dar uma utilidade para os mascotes do game, que já existiam, mas tinham apenas mera função estética, para “decorar” seu personagem.

Assim você pode montar uma “equipe” de mascotes e encarar batalhas contra amigos e até inimigos. Nelas é possível subir de nível com os pequenos e até mesmo aprender novas habilidades, liberar espaço para mais deles no time e por aí vai. Apesar de ser bem interessante, cabem críticas este sistema.

Primeiro que a batalha de mascotes parece um pouco bagunçada. Ela aparece onde você estiver, em qualquer lugar é possível desafiar alguém. O outro problema é que não há equilíbrio. Não é possível escolher lutar somente contra oponentes que tenham mascotes no seu mesmo nível, não há uma sala ou lobby para isso. Você vai acabar se deparando com muitos que possuam bichinhos nos níveis mais altos e assim vai sempre apanhar feio.

Batalha de mascotes em ação (Foto: Divulgação) (Foto: Batalha de mascotes em ação (Foto: Divulgação))Batalha de mascotes em WoW Mists of Pandaria (Foto: Divulgação)

Ainda mais bonito

A cada expansão, World of Warcraft fica mais bonito. Mesmo que seja um jogo já com bastante idade no mercado - apresentando um design pouco básico e simplório frente a outros jogos atuais -, trata-se de um exemplo de melhoria que a Blizzard faz em cada expansão lançada.

Por outro lado, é de penar ver que as raças mais antigas, e até cenários, continuam com gráficos ainda bem mais fraco. Você pode comparar um Pandaren com um humano e ver como ele fica bem feio ao lado do novo tipo de herói. A Blizzard poderia ter um pouco mais de cuidado nesse quesito e, em vez de lançar pequenas mudanças para as raças mais antigas, disponibilizar uma repaginada no visual.

Porém, vale ressaltar que todo o trabalho feito nos Pandaren e em seus territórios foram bem feitos. O continente inicial é uma tartaruga gigante que vaga pelo mar. Os Pandaren vivem em suas costas, então espere cenários grandiosos e bonitos.

A ilha viva de Mists of Pandaria (Foto: Divulgação) (Foto: A ilha viva de Mists of Pandaria (Foto: Divulgação))A ilha viva de Mists of Pandaria (Foto: Divulgação)

Dublagem continuam bem feita

Destaques de quando World of Warcraft chegou ao Brasil, o trabalho de dublagem continua muito bem feito em Mists of Pandaria. É claro que alguns mais puristas vão se incomodar em ver Pandarens falando gírias regionais, algumas cariocas, outras paulistas, mas tudo faz parte do trabalho de localização.

No geral, as vozes ficaram bem encaixadas. Os Pandarens mais velhos têm vozes mais robustas, enquanto os mais novos possuem vozes mais ágeis e, obviamente, joviais. O nível se mantem desde a chegada do jogo ao Brasil, e com isso os jogadores que não entendem inglês continuam tendo a oportunidade de aproveitar o jogo.

As vozes ficaram bem feitas em Mists of Pandaria (Foto: Divulgação) (Foto: As vozes ficaram bem feitas em Mists of Pandaria (Foto: Divulgação))As vozes ficaram bem feitas em Mists of Pandaria (Foto: Divulgação)

Conclusão

World of Warcraft Mists of Pandaria prova que o MMORPG da Blizzard ainda tem muito caminho pela frente. Com o nível máximo elevado para 90, os jogadores ganham mais desafios, chefões e masmorras. A adição dos Pandarens pode ter soado infantil e boba, mas o universo de Warcraft ganha muito com a participação desta raça na história, que tem muito a oferecer para a história de Azeroth.

 

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Gráficos
8
Jogabilidade
8
Diversão
9
Som
9

Prós

  • - Adição de novos personagens.
  • - Mais níveis para avançar.
  • - Melhorias nas lutas.

Contras

  • - Raças antigas sem melhorias.
  • - Batalhas de mascotes com problemas.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Gustavo Emerich
    2012-10-30T18:17:25

    "Por outro lado, é de penar ver que as raças mais antigas, e até cenários, continuam com gráficos ainda bem mais fraco" Pega essa concordância E outra "A Blizzard poderia ter um pouco mais de cuidado nesse quesito e, em vez de lançar pequenas mudanças para as raças mais antigas, disponibilizar uma repaginada no visual." Acho que falar o que não se sabe em reviews não é muito bom, se você acompanhasse os fóruns assiduamente iria saber que a Blizzard teve cuidado sim e muito com esse quesito, eles estão fazendo upgrade das raças antigas que não é simplesmente trocar a textura.

  • Lineker Moraes
    2012-10-30T13:58:48

    Autor nunca jogou WoW, se jogou era uma piada...

  • Arley Fonseca
    2012-10-30T13:47:15

    Esse autor realmente jogo o WoW???? O lv máximo é 90!!!!

  • Dennis Wandembruck
    2012-10-30T12:43:22

    O lvl maximo é 90, não 95

  • Glóbulo
    2012-10-30T12:26:05

    Correção: level 90 e não 95.