Shadow of the Colossus encanta com "gráficos 4K" no PS4; veja teste

O clássico de 2005 volta com gráficos de nova geração. Mas será que vale a pena?

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Felipe Vinha, para o TechTudo

Shadow of the Colossus é um game que foi lançado originalmente para PS2. O jogo é considerado por muitos não apenas como o melhor daquela geração, mas também como um dos melhores de todos os tempos. Tamanho sucesso fez com que ele ganhasse uma remasterização para o PS3 (junto com seu "irmão" ICO), e agora recebesse uma nova versão para PS4, com suporte 4K no PS4 Pro. Mas será que uma nova remasterização vale mesmo a pena para aqueles que já jogaram qualquer uma das outras versões? O TechTudo avaliou a recente edição para PlayStation 4 e conta tudo. Confira:

De cara nova

A grande novidade (a única) desta edição fica por conta da parte visual. Logo de cara, é impossível não se encantar com o que o título apresenta, principalmente para aqueles que jogaram a versão original para PS2.

Shadow Of The Colossus - Gameplay comentado

Shadow Of The Colossus - Gameplay comentado

Shadow of the Colossus era um game que contava com um visual meio "sombrio" - literalmente. Não no sentido de ser de terror ou mistério, mas por trazer uma espécie de névoa que atrapalhava um pouco a visão mais profunda dos cenários, como também dificultava na hora de procurar obstáculos para escalar, entre outros desafios.

A edição para PS4 é de longe a mais nítida. Muitos até podem estranhar tamanha clareza de sua ambientação, mas a proposta é exatamente essa: encher os olhos com cenas e criaturas totalmente refeitos, o que dá um ar de novo a um título antigo que já teve uma versão remasterizada no console anterior.

As animações passaram pelo mesmo capricho. É quase uma tarefa impossível pular, por exemplo, a chegada Wander, o protagonista, ao encontro de Mono, a garota amaldiçoada, cuja vida deve ser restaurada após a eliminação de todos os enormes monstros.

Shadow of the Colossus: edição de PS4 está mais nítida que as anteriores (Foto: Divulgação/Sony) Shadow of the Colossus: edição de PS4 está mais nítida que as anteriores (Foto: Divulgação/Sony)

Shadow of the Colossus: edição de PS4 está mais nítida que as anteriores (Foto: Divulgação/Sony)

Ainda sobre os personagens, todos eles também receberam um capricho. Quando foi lançado, achar os pontos fracos de algumas criaturas era complexo até mesmo pela questão visual. Isso porque mesmo utilizando a capacidade máxima de processamento da época, os gráficos não passavam tanta nitidez. Talvez por isso, quem joga essa edição pela primeira, não tem a mesma dificuldade que os jogadores tiveram com o original.

Mas e a jogabilidade?

Enquanto Shadow of the Colossus teve a aparência praticamente toda reformulada, o mesmo não pode se dizer da sua jogabilidade. Praticamente inalterada, ela traz a mesma movimentação de quando foi originalmente lançada, o que traz problemas para os jogadores novatos, acostumados com controles mais macios e ágeis.

Shadow of the Colossus mantém elementos de jogabilidade (Foto: Divulgação/Sony) Shadow of the Colossus mantém elementos de jogabilidade (Foto: Divulgação/Sony)

Shadow of the Colossus mantém elementos de jogabilidade (Foto: Divulgação/Sony)

Mesmo os mais antigos sentiram dificuldades para escalar os monstros, já que a movimentação ainda traz um delay desde a sua primeira versão. Outro problema é a forma meio dura de se cavalgar com Argo, principalmente na hora de fugir dos ataques de certas bestas.

Fica o questionamento se todo esse esforço voltado para a estética não poderia também ter rendido frutos para melhorias na jogabilidade, ou algumas novidades, como novos Modos Extras ou outros itens colecionáveis.

Shadow of the Colossus é um clássico da geração 128 bits (Foto: Divulgação/Sony) Shadow of the Colossus é um clássico da geração 128 bits (Foto: Divulgação/Sony)

Shadow of the Colossus é um clássico da geração 128 bits (Foto: Divulgação/Sony)

Vale a pena?

Se você nunca pôde jogar um dos maiores clássicos da geração 128 bits, não perca a oportunidade. Com uma jogabilidade única, um enredo simples e comovente e um desafio instigante, o título é um ponto fora da curva diante de jogos cada vez mais similares e bebendo da mesma fonte. Agora, se você já jogou o game nas outras versões e não tem mais paciência para encarar todos os monstros gigantes, saiba que é o mesmo jogo de 2005, com gráficos de 2018.

Qual o melhor serviço: Xbox Live Gold ou PS Plus? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo