Enslaved: Odyssey to the West

Enslaved: Odyssey to the West

OPINIÃO DOS USUÁRIOS

Enslaved traz uma história que merece ser conhecida por todos os gamers

Felipe Velloso
por Felipe Velloso em 31/10/2013 15h47

Enslaved: Odyssey to the West é um dos grandes jogos da geração PS3 e Xbox 360 que não fizeram sucesso com o grande público. O belíssimo trabalho da Ninja Theory promete ganhar mais algum fôlego com a nova versão para Windows lançada no Steam. Além do jogo original, o lançamento também inclui o DLC com a história de Pig.

Centenas de anos no futuro, em um mundo vivo e verde, mas em ruínas por causa de uma guerra, os poucos sobreviventes humanos fogem de naves escravistas misteriosas que recolhem a população, levando-os para um lugar sem volta.

Baseado em um dos grandes clássicos da literatura mundial, a Jornada para o Oeste, um texto de autoria chinesa escrito durante o século XVI. No conto original encontramos Xuanzang, um monge budista com a difícil missão de retornar ao Oeste para resgatar alguns Sutras que haviam sido perdidos nas terras antigas. Em sua jornada ela é ajudada por um inusitado grupo composto pelo Rei Macaco (Sun Wukong), figura que inspirou dezenas de personagens clássicos como Son Goku, Pig (Zun Bajie) e Sandy (Sha Wujing).

Em Enslaved, os papéis se tornam um pouco diferentes, o monge agora se chama Trip, uma jovem entendida em tecnologia que é presa por uma nave escravista, mas que consegue fugir usando suas capacidades intelectuais. Assim como Xuanzang, Trip irá precisar da ajuda de Monkey (o Rei Macaco) em sua odisseia, alguém forte, corajoso, mas igualmente violento e incontrolável. No conto chinês o monge consegue controlar o Macaco ao lhe dar uma coroa capaz de conter um pouco sua agressividade e mantê-lo sob o controle do monge, de maneira semelhante  Trip coloca uma coroa de controle em Macaco, garantindo assim que ele a obedeça.

Com a coroa na cabeça, se ela morrer, ele morre e a jornada dela de retorno para a casa se torna também a jornada dele. Monkey é o personagem principal, usando uma mistura de suas habilidades de combate, estratégia e plataforma, você deve garantir que ele e Trip consigam sobreviver às ameaças que se colocam em seus caminhos rumo à liberdade.

Apresentação

Enslaved é um jogo belíssimo, situado em uma Nova York que há muito está desabitada e que é lentamente re-tomada pela natureza. As paisagens e ambientes do título tem uma concepção fantástica: os prédios em ruínas, as folhagens que aos poucos consumiram a antiga metrópole compõem o que é certamente um dos cenários mais bonitos dessa geração de consoles.

O grande destaque do jogo fica pela codireção de Andy Serkis (O Gollum) com um maravilhoso uso de seus atores, tanto na captura de expressões e movimentos corporais quanto no que consta em sua dublagem.

Jogabilidade

A jogabilidade de Enslaved não consegue se destacar por nenhuma característica específica. Ele é um jogo é um de ação e plataforma tradicional, executado de forma correta, mas sem muitos destaques ou diferencial neste quesito. Ainda sim, por todo o resto, ele acaba funcionando perfeitamente bem.

Nossa opinião

Enslaved: Odyssey to the West possui uma das histórias mais interessantes do mundo dos games, recontando de forma fantástica o conto chinês Jornada para o Oeste. O jogo tem como centro a complexa relação entre os dois personagens principais, Trip e Monkey.

O que fica claro é que Enslaved não trata apenas acerca de uma odisseia geográfica para oeste, o jogo  também representa uma odisseia emocional entre esses dois personagens, que começam em uma relação antagônica que aos poucos vai desabrochando em compreensão e carinho um pelo outro.

Em dado momento desta jornada, um terceiro personagem clássico é adicionado ao grupo:  Pigsy (inspirado por Zun Bajie), uma das mais inusitadas e divertidas  figuras deste mundo pós-apocalíptico, de senso de humor grosseiro e genuinamente engraçado. Pigsy é um velho amigo do pai de Trip que vive em um ferro velho maluco.

A verdade é que Enslaved pode ser considerado um dos melhores jogos da indrútria no quesito “desenvolvimento de personagens”. Certamente os jogadores que não gostarem da jogabilidade deste título, ainda terão de zerá-lo para saber o que vai acontecer entre Monkey e Trip. Apesar do roteiro fabuloso, Enslaved dispensa fórmulas prontas, não existe um grande vilão, ou uma trama complicada e repleta de reviravoltas, o que vemos no jogo é o desenvolvimento de uma relação de afeto e confiança entre os protagonistas, que se mostram personagens críveis e interessantes. O mais importante é que esta tarefa é alcançada sem que precise apelar para um romance meloso, sendo guia sempre por momentos de tensão e fragilidade que intercalam as cenas do jogo.

Visualmente Enslaved é estonteante, especialmente no design de personagens e na ambientação. A história tem como cenário um futuro onde a tecnologia avançada se misturou a uma selvageria primordial. Temos robôs, ruínas e florestas que despertam um verdadeiro senso de deslumbre e vontade de exploração por parte dos jogadores.

No quesito combate, os desenvolvedores se esforçaram para criar alguns elementos para evitar que o jogo se tornasse somente um Button smasher, apesar deste esforço, existe pouca variedade de combos, tornando as lutas um pouco repetitivas.

No quesito plataforma, apesar da incrível velocidade e fluidez na qual Monkey consegue saltar entre os diferentes obstáculos, é um pouco frustrante que os caminhos sejam tão lineares e limitados. É impossível improvisar em seus pulos e escaladas, decidir caminhos e tomar riscos, diminuindo um pouco o brilhantismo do jogo.

Enslaved é um jogo que o fará um fervoroso adepto da teoria que games são uma forma de arte, graças a incrível capacidade dos desenvolvedores de contar uma história emocionante com personagens tão críveis e interessantes. O jogo também vale pelo seu aspecto visual fabuloso e belo, o que compensa a falta de variedade de jogabilidade no título.

Prós
  • Desenvolvimento de personagem e diálogos brilhantes
  • Visual belíssimo tanto no ambiente quanto no design dos personagens e criaturas
  • Ritmo de cinema, variando do emocional para o explosivo com maestria
Contras
  • A jogabilidade de batalhas é um tanto repetitiva
  • As fases de plataforma são muito lineares e presas

Fotos

Serviço por assinatura possui grandes games exclusivos e multiplataforma em seu catálogo; disponibilidade no Brasil será divulgada em breve
Baixar para baixar
mais infos +

downloads

tamanho do download

Licença

Idioma

Desenvolvedor

Namco Bandai Games

Lançamento

24/10/2013

Nossa Opinião

NOTA tt
8.5

Enslaved: Odyssey to the West possui uma das histórias mais interessantes do mundo dos games, recontando de forma fantástica o conto chinês Jornada para o Oeste. O jogo tem como centro a complexa relação entre os dois personagens principais, Trip e Monkey.

Opinião dos usuários

Fórum

Enslaved: Odyssey to the West

Você ficou com alguma dúvida sobre Jogos de aventura ? Visite o Fórum TechTudo e peça ajuda para a comunidade.

Você vai gostar

Veja tudo sobre Jogos de aventura