FalleN

FalleN

OPINIÃO DOS USUÁRIOS

Conheça Gabriel “FalleN” Toledo, jogador brasileiro de CS:GO

Marcelo Ferrantini
por Marcelo Ferrantini em 13/07/2018 16h04

Gabriel “FalleN” Toledo de Alcântara Sguario (Itararé, São Paulo, 30 de maio de 1991) é jogador de Counter-Strike: Global Offensive da MIBR. Ex-atleta da SK Gaming, Fallen foi um dos responsáveis por levar o Brasil de volta ao cenário mundial de CS, ao levar a equipe ao ESL One: Katowice e conquistar o status de Legend no primeiro mundial do time. O awper é considerado um dos maiores in game leaders da história do jogo, foi eleito o segundo melhor player do mundo em 2016 e o quarto em 2017.

História

Início

FalleN começou seu caminho no Counter-Strike 1.6 aos 12 anos, quando se juntou ao time da Soldiers of Fire. Em 2005, o awper teve seu primeiro destaque nacional jogando pela Crashers, ao disputar as qualificatórias da World Cyber Games (WCG) de 2005 a 2008. Mas foi pela FireGamers que a chance veio em 2009. Ao lado de Lincoln “fnx” Lau, Bruno Ono, Renato “nak” Nakano e Arthur “prd” Resende, FalleN finalmente alcançou o cenário mundial na WCG 2009, 2010 e 2011 além da cobiçada ESWC, também em 2010 e 2011.

Começo no Counter-Strike: Global Offensive

Com a chegada do cenário competitivo de Global Offensive em 2013, FalleN, entre diversos atletas, se afastaram do cenário internacional e precisaram se readaptar à nova versão do jogo. Foi apenas em 2014 que o jogador conseguiu se reestabelecer como um dos grandes nomes do cenário, depois da ProGaming.TD, então time do atleta, se juntar à KaBuM! e-Sports.

Com o antigo companheiro fnx e as adições de Fernando “fer” Alvarenga e os gêmeos Lucas “Lucas1” Teles e Henrique “Hen1” Teles, FalleN voltava a ter um grande time para encarar as principais competições, como a ESWC em 2014. Mas a má atuação da equipe no torneio provocou uma mudança no elenco. As saídas de fnx, Lucas1 e Hen1 deram espaço para as chegadas de Lucas “steel” Lopes, Caio “zqk” Fonseca e Ricardo “boltz” Prass, e os resultados não tardariam a vir.

O primeiro Major

A proximidade da ESL One: Katowice em 2015 trouxe um novo desafio para FalleN: voltar aos mundiais sob a bandeira da KaBuM. E o convite para o qualificatório presencial era a esperança do capitão de chegar novamente ao topo do cenário internacional. No entanto, a organização não dispunha do dinheiro para enviar o time para buscar a vaga. Através de doações da comunidade e a colaboração do sueco Robin “flusha” Rönnquist, jogador da Fnatic, a equipe conseguiu viajar para o qualificatório, onde garantiram a vaga para o mundial.

Com a contratação do time pela Keyd Stars, FalleN, fer, steel, Boltz e zqk surpreenderam a Polônia e o cenário competitivo de Counter-Strike, se tornando o segundo time na história do CS:GO a conquistar o status de legends em sua estreia em Majors.

O bom resultado levou os brasileiros para a Luminosity Gaming (LG), organização americana que trazia mais infraestrutura e um espaço fixo no cenário internacional para o elenco. Depois de mudanças na equipe, com o retorno de fnx e a chegada de Epitácio “TACO” de Melo, Marcelo “coldzera” David e o coach Wilton “zews” Prado, a LG chegava para o MLG Major Columbus com bastante respeito, com três vices-campeonatos importantes, a FACEIT 2015 Stage 3, a DreamHack Open Leipzig e a Intel Extreme Masters X. Mas a grande surpresa chegou exatamente no mais importante campeonato de Counter-Strike. No dia 3 de abril de 2016, vencendo a Natus Vincere por 2 a 0, e a Luminosity Gaming conquistou o mundial de CS:GO pela primeira vez na história do cenário brasileiro.

Número 1 do mundo e o segundo Major

Com o título do MLG Major Columbus e os constantes bons resultados, como o título da ESL Pro League Season 3, a Luminosity Gaming chegou à primeira posição do ranking mundial da HLTV em 9 de maio de 2016. A preparação para a ESL One: Cologne 2016, o Major seguinte, não seria longa, com o torneio começando no dia 5 de julho. Mas antes da tentativa de manutenção do título mundial, a primeira edição da ELEAGUE marcaria uma grande mudança na vida de FalleN e os companheiros. Depois de atropelar o grupo na primeira fase da competição, os brasileiros foram eliminados do torneio, com o anúncio de que estariam deixando a Luminosity Gaming e acertando com a alemã SK Gaming, uma das mais tradicionais equipes da história dos esports.

A chegada da ESL One: Cologne impunha um novo desafio para FalleN. Manter a equipe no topo do mundo mesmo sem o fator surpresa. E o resultado foi muito maior que o esperado. Com apenas um mapa perdido em toda a competição, no histórico jogo da semifinal contra a Virtus.Pro, batendo a Team Liquid, a SK Gaming conquistava seu primeiro título mundial no Counter-Strike: Global Offensive, e os brasileiros chegavam ao topo pela segunda vez consecutiva.

Bicampeão mundial: as dificuldades

O domínio da equipe liderada por FalleN foi bastante intenso pelos meses que se seguiram à ESL One: Cologne. A line up passou um total de 10 meses chegando pelo menos às semifinais em todos os eventos que disputou. A boa fase teria uma breve pausa, com a saída de fnx da equipe. O AWPer e IGL gerenciou bem a equipe no ELEAGUE Major Atlanta, caindo apenas no top 4, mesmo usando um substituto, o português Ricardo “fox” Pacheco para completar o time.

A boa fase parecia voltar, com a chegada de João “felps” Vasconcellos e os seis títulos em dez campeonatos disputados até o PGL Major Kraków, incluindo a ESL One: Cologne 2017. No entanto, o resultado no Major, com a equipe caindo nas quartas-de-final, depois de uma atuação ruim de FalleN contra a Astralis, deflagrou novos problemas chegando para o time. O mais novo membro da equipe, felps, deixaria o time para o retorno de boltz, que também não poderia jogar o ELEAGUE Major Boston por já ter participado dos Minors do torneio pela Immortals.

Principais títulos

Counter-Strike 1.6

WCG Pan-American: 2010, 2011, 2012

Intel Extreme Masters Season 5 American Championship Finals: 2010

Counter-Strike: Global Offensive

MLG Major Championship: Columbus: 2016

ESL Pro League: Season 3 (2016), Season 5 (2017), Season 6 (2017)

DreamHack Open Austin: 2016

ESL One: Cologne: 2016 (Major), 2017

cs_summit: 2017

Intel Extreme Masters: Sydney: 2017

DreamHack Open Summer: 2017

Esports Championship Series: Season 3 (2017)

EPICENTER: 2017

Times

Counter-Strike 1.6

Soldiers of Fire: 2004

Crashers: 2005/2006

Soldats: 2006

Crashers: 2007/2008

5Kings.br: 2008

Crashers: 2008/2009

FireGamers: 2009/2010

compLexity Gaming: 2010/2011

FireGamers: 2011

Mandic: 2011

semXorah: 2012

playArt: 2012/2013

Counter-Strike: Global Offensive

playArt: 2013

ProGaming.TD: 2013/2014

KaBuM! e-Sports: 2014

Games Academy: 2014

KaBuM.TD: 2014/2015

Keyd Stars: 2015

Luminosity Gaming: 2015/2016

SK Gaming: 2016/2018

MIBR: 2018/Atual

Fotos

Relembre grandes jogadas do ex-jogador da SK Gaming, atual MIBR
Plataforma de ensino de Gabriel "FalleN" Toledo oferece 17 cursos para jogadores de CS:GO, mas serviço não é de graça
FalleN, fer, gAuLeS e fnx: relembre jogadores brasileiros que competiram no CS 1.6
Equipe fundada por FalleN, Taco e coldzera anuncia o time que irá participar da ESL Brasil Premier League, já no próximo dia 7
O TechTudo conversou com coldzera e FalleN nos bastidores da ESL One Belo Horizonte
Passo a passo ensina a configurar a crosshair da mesma maneira que o awper da MIBR; aprenda
Campeonato relâmpago é o próximo compromisso da equipe brasileira SK Gaming
Os brasileiros Gabriel "FalleN" e Guilherme "GuiFera" estão entre os profissionais mais lucrativos
Duas equipes brasileiras disputarão o campeonato milionário, que distribuirá cerca de R$ 2,67 milhões em premiações
Aces inesperados, pescadas impossíveis e mais: confira alguns dos melhores momentos de Cologne, Katowice e New York

Opinião dos usuários

Fórum

FalleN

Você ficou com alguma dúvida sobre Atletas ? Visite o Fórum TechTudo e peça ajuda para a comunidade.

Você vai gostar

Veja tudo sobre Atletas