Imposto de Renda 2020

Imposto de Renda 2020

9.0
OPINIÃO DOS USUÁRIOS

Baixe o IRPF 2020 da Receita Federal para fazer a declaração do Imposto de Renda

Gabrielle Ferreira
por Gabrielle Ferreira em 27/02/2020 10h10

IRPF 2020 (ou DIRF) é o programa da Receita Federal para fazer e declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020, de ano-base 2019. O prazo da declaração de IRPF começa no dia 2 de março e vai até 30 de abril. Caso perca a data e envie sua contribuição após o limite, o contribuinte deverá pagar uma multa mínima de R$ 165,74. O software e o aplicativo estão disponíveis para download no PC Windows, Mac, Linux ou no celular Android e iPhone (iOS).

Para realizar a declaração, basta baixar o programa, escolher a versão nos links e preencher o formulário passo a passo. Em 2017, a aplicação Receitanet foi incorporada ao IRPF, não havendo mais a necessidade de instalá-la à parte para fazer a entrega do imposto.

A vantagem de utilizar o IRPF 2020 é que, ao preencher os dados, o sistema informa ao usuário qual a melhor opção de declaração (completa ou simplificada) para o contribuinte. Ele também permite a importação das informações da declaração do IRPF 2019, caso o contribuinte tenha usado o programa, facilitando, assim, o preenchimento dos dados.

Download

A Receita Federal disponibiliza, de forma gratuita, o Programa de Imposto de Renda para Pessoa Física, em quase todos os sistemas operacionais e plataformas. O software pode ser baixado na versão para PCs no Windows, Mac, e Linux. Já na versão para celulares, a Receita disponibiliza o download para Android e iPhone (iOS).

Além dos citados, há ainda a opção de download por Multiplataforma (.Zip), o que permite ao usuário salvar o Programa em um pendrive ou HD externo e descompactá-lo em um segundo momento, em qualquer sistema operacional. Para utilizar o software, basta descompactar a pasta .Zip e executar o arquivo nomeado como “.txt”. Em seguida, preencha normalmente sua declaração. Para que o IRPF 2020 rode, é necessário ter em seu computador o pacote virtual Java, que pode ser instalado facilmente.

Novidades

O IRPF 2020 ganhou diversas novidades e aprimoramentos. Uma delas é a possibilidade de ter uma declaração pré-preenchida para quem tem certificado digital. Além dos dados da declaração do ano anterior e os dados da Dirf, Dmed e Dimob, a declaração pré-preenchida também inclui as informações financeiras dos contribuintes declarados em Dirf.

Há também atualizações nos locais de preenchimento de alguns campos. A tela de entrada traz três abas para criação e acompanhamento das declarações: "Nova": permite criar novas declarações a partir da declaração de 2019; "Em Preenchimento": O campo para “Doações Diretamente na Declaração – ECA” se encontra agora, em evidência, no bloco de “Fichas da Declaração” e, não mais, no “Resumo da Declaração”: permite o acompanhamento das declarações que ainda estão sendo trabalhadas; "Transmitidas": permite o acompanhamento das declarações que já foram transmitidas.

Quem deve declarar Imposto de Renda em 2020

1. Pessoas que receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste da declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70, no ano de 2019;

2. Pessoas que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;

3. Pessoas que obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou que realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

4. Pessoas que optaram pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no Brasil, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005;

5. Pessoas que obtêm a posse ou propriedades, até 31 de dezembro de 2019, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;

6. Pessoas que passaram a morar no Brasil em 2019 e ainda se encontravam nessa condição até 31 de dezembro de 2019.

Relativamente à atividade rural:

1. Pessoas que obtiveram receita bruta anual em valor superior a R$ 142.798,50;

2. Pessoas que pretendem compensar, no ano-calendário de 2019 ou posteriores, prejuízos de anos-calendários anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019.

Dois modos de declarar: documento completo ou simplificado

A declaração do Imposto de Renda 2020 pode ser feita de duas formas distintas: pelo modelo completo ou pelo modelo simplificado. A escolha entre eles vai depender diretamente do tamanho de despesas que você possui e a quantidade de dependentes.

A declaração completa é ideal para quem possui dependentes e paga instituições privadas, como escola, plano de saúde e previdência privada. É essencial que o contribuinte tenha posse de todos os recibos de suas despesas e tenha como comprová-las, além de guardar seus comprovantes durante, no mínimo, 5 anos. Indicada para quem deseja obter um valor maior de restituição ou deseja reduzir o valor do imposto a ser pago.

No modelo completo as despesas médicas podem ser deduzidas integralmente, enquanto as despesas com educação podem ser abatidas parcialmente, com um limite de dedução de R$ 3.561,50 por pessoa. Dependentes geram um desconto fixo de R$ 2.275,08, por pessoa e o recolhimento de INSS de empregados domésticos podem ser descontados até o limite de 12% da renda.

Já o modelo simplificado é indicado para os contribuintes que possuem poucas despesas para deduzir e poucos, ou nenhum, dependente. Nessa opção é utilizado um desconto padrão de 20% sobre a renda tributável, recebida ao longo de 2019, com limite máximo de dedução de R$ 16.754,34. A declaração simplificada pode ser utilizada por qualquer contribuinte, independente da renda, quantidade de dependentes e número de fontes pagadoras.

Como entregar

O envio da Declaração de 2020 pode ser feito por meio da Internet, no Programa IRPF 2020, basta utilizar a opção “Declaração” > ”Entregar Declaração”. No momento da entrega, o computador ou celular deve estar conectado à Internet. A entrega ainda pode ser feita a partir de dispositivos móveis, pelo app “Meu Imposto de Renda” ou pelo Portal e-CAC, no serviço “Meu Imposto de Renda”, com o uso de certificado digita.

O serviço de recepção de declarações não funciona entre o período de 1h às 5h da manhã (horário de Brasília). É necessário entregar a declaração em outro horário. Caso não consiga entregar, grave a cópia de segurança da declaração em uma mídia removível e tente em outro dispositivo.

Prazo da declaração de Imposto de Renda 2020

A declaração pode ser entregue a partir do dia 2 de março de 2020. O prazo máximo para entrega é às 23h59min59s (horário de Brasília) do dia 30 de abril de 2020. Em caso de atraso na entrega, o contribuinte terá de pagar uma multa, com valor mínimo de R$ 165,74 e valor máximo de 20% do imposto sobre a renda devida.

Nossa opinião

Com o programa, e todas as suas atualizações e funcionalidades, ficou mais fácil o preenchimento da Declaração. Com uma interface bastante intuitiva e simples, o aplicativo IRPF 2020 permite que, até os mais leigos, consigam fazer e enviar suas declarações. A ferramenta ainda se destaca pela possibilidade de download em praticamente qualquer sistema operacional e dispositivo, permitindo que todos tenham acesso aos recursos. Além disso, se você tiver dúvidas quanto ao preenchimento de qualquer campo, o próprio programa te ajuda, basta ir ao menu “Ajuda” ou selecionar a tecla “F1”, diminuindo a chance de cometer erros na hora de fazer sua declaração.

Prós
  • Disponível nas versões para PC’s e dispositivos móveis
  • Interface simples e intuitiva
  • A possibilidade de recuperação de dados
  • O Programa calcula automaticamente os valores
Contras
  • Não possui versão para Windows Phone
  • A necessidade de se ter o Java instalado no computador

Fotos

Pagamento do primeiro lote de restituições do IRPF acontece no dia 29 de maio; outros quatro lotes são previstos até setembro
Aplicativo da Receita Federal está disponível para celulares Android e iPhone (iOS) e permite consultar CPF
Informação é necessária para realizar declaração do IRPF 2020
Documento pode ser emitido online pelo Internet banking da instituição financeira
Imposto de Renda 2020: aplicativo para declarar imposto de renda permite enviar documento até o prazo de 30 de abril
Devolução do IRPF 2019 pode ser conferida pelo site da Receita Federal
Ferramenta da Receita Federal calcula a previsão do imposto anual e mensal online
Comprovante para Imposto de Renda está disponível gratuitamente no Meu INSS, portal de serviços do governo na Internet
Usuário pode imprimir ou salvar o documento em PDF para fazer a declaração de Imposto de Renda 2019
Programa do IR 2019 pode ser instalado em PCs com Windows e Linux e Macs
Baixar para baixar
mais infos +

downloads

tamanho do download

Licença

Idioma

Desenvolvedor

Secretaria da Receita Federal

Lançamento

20/02/2019

Nossa Opinião

NOTA tt
9.0

Com o programa, e todas as suas atualizações e funcionalidades, ficou mais fácil o preenchimento da Declaração. Com uma interface bastante intuitiva e simples, o aplicativo IRPF 2020 permite que, até os mais leigos, consigam fazer e enviar suas declarações. A ferramenta ainda se destaca pela possibilidade de download em praticamente qualquer sistema operacional e dispositivo, permitindo que todos tenham acesso aos recursos. Além disso, se você tiver dúvidas quanto ao preenchimento de qualquer campo, o próprio programa te ajuda, basta ir ao menu “Ajuda” ou selecionar a tecla “F1”, diminuindo a chance de cometer erros na hora de fazer sua declaração.

Opinião dos usuários

Fórum

Imposto de Renda 2020

Você ficou com alguma dúvida sobre Produtividade ? Visite o Fórum TechTudo e peça ajuda para a comunidade.

Você vai gostar

Veja tudo sobre Produtividade