MSI (LoL)

MSI (LoL)

OPINIÃO DOS USUÁRIOS

Saiba tudo sobre o Mid-Season Invitational (MSI), o mundialito de LoL

Julio César Puiati
por Julio César Puiati em 12/05/2021 09h46

O Mid-Season Invitational (MSI) é o segundo torneio internacional de League of Legends mais importante do calendário competitivo, atrás apenas para o Mundial de LoL, o Worlds. O mundialito é disputado desde 2015 na metade da temporada, isto é, no intervalo entre o primeiro e o segundo split das ligas regionais. 

Após ser cancelado do calendário de 2020 em função da pandemia do coronavírus (Covid-19), o MSI de LoL retorna em 2021. A edição acontece em Reykjavík, capital da Islândia, entre os dias 6 e 23 de maio, quando acontece a final. O Brasil foi representado na disputa pela paiN Gaming, de Felipe "brTT" Golçalves. O time conseguiu a classificação após vencer o Cameponato Brasileiro de League of legends (CBLOL) 2021 primeiro split. A equipe, no entanto, não passou da fase de grupos da competição e foi eliminada da disputa precocemente.

As outras 10 equipes participantes foram Cloud9 (América do Norte), DAMWON Gaming (Coreia), DetonatioN FocusMe (Japão), Infinity Esports (Costa Rica), İstanbul Wild Cats (Turquia), MAD Lions (Espanha),Pentanet.GG (Australia), PSG Talon (Taiwan), Royal Never Give Up (China) e a Unicorns of Love (Rússia).

Veja detalhes sobre o formato, calendário com datas das fases e horários dos jogos

História

O Mid-Season Invitational foi criado pela Riot Games com o objetivo de juntar as ligas globais de League of Legends no meio da temporada e possibilitar aos jogadores do cenário competitivo uma segunda experiência internacional. Até então, o Mundial era a única competição com essas características no calendário. Foram disputadas cinco edições até aqui: 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019. A chinesa EDward Gaming foi a primeira campeã, seguida de dois títulos da sul-coreana SK Telecom T1. Em 2018, a RNG trouxe o título de volta para a China, e no último ano, o título ficou com a espanhola G2 Esports. Nenhuma equipe brasileira conseguiu alcançar o evento principal até hoje.

Formato

O torneio passou por algumas modificações até chegar ao regulamento atual, que é dividido em três etapas: Round 1, Round 2 e Evento Principal. A primeira fase conta com a participação das oito regiões menos expressivas do circuito profissional de League of Legends: Brasil, Japão, Turquia, Comunidade dos Estados Independentes, América Latina, Sudeste Asiático e Oceania.

As organizações medem forças em dois grupos de quatro. Os primeiros colocados de cada chave avançam para a segunda fase, onde vão enfrentar os representantes das regiões de média expressão: Vietnã e Taiwan/Hong Kong/Macau. Finalmente, os dois vencedores se classificam para o Evento Principal junto com as já garantidas potências do cenário: China, América do Norte, Europa, Coreia do Sul. A última fase é disputada no formato pontos corridos, com ida e volta em partidas melhores de um (MD1). As quatro melhores equipes vão para os playoffs, onde enfrentam as equipes já classificadas em duas séries MD5.

2015

O MSI 2015 foi disputado entre 7 e 10 de maio nos Estados Unidos. A sede das partidas foi a arena Donald L. Tucker Civic Center, localizada no campus da Florida State University. Naquela época, o sistema era um pouco diferente. As regiões emergentes não tinham vaga garantida para a disputa do torneio. Os representantes se enfrentavam no extinto International Wildcard Invitational e apenas o vencedor se classificava para o mundialito junto com os representantes de Europa, América do Norte, Coreia do Sul, China e Taiwan/Hong Kong/Macau.

A INTZ chegou a disputar a final do Wildcard, mas acabou derrotada para os turcos do Besiktas. Os chineses da EDward Gaming sagraram-se campeões do primeiro MSI após baterem os sul-coreanos da SKT por três a dois no duelo derradeiro. O elenco formado pelo topo Tong "Korol" Yang , pelo caçador Ming "Clearlove" Kai, pelo meio Heo "PawN" Won-seok, pelo atirador Kim "Deft" Hyuk-kyu, pelo suporte Tian "Meiko" Ye e pelo técnico Ji "Aaron" Xing faturou US$ 100 mil, cerca de R$ 338 mil, em prêmios.

Times participantes

ahq e-Sports Club (Taiwan)
Besiktas e-Sports Club (Turquia)
Edward Gaming (China)
Fnatic (Europa)
SK Telecom T1 (Coreia do Sul)
Team SoloMid (América do Norte)

2016

A segunda edição continuou sendo disputada nos moldes da temporada anterior. Desta vez, o representante das regiões emergentes que se classificou via International Wildcard Invitational foi a SuperMassive eSports, da Turquia. Os brasileiros da INTZ bateram na trave novamente e foram eliminados nas semifinais do torneio qualificatório.

O grande campeão do MSI 2016, disputado entre 4 e 15 de maio, na China, foi a SK Telecom T1. Os sul-coreanos terminaram em quarto lugar na fase regular e quase não participaram dos playoffs, mas avançaram para as finais e derrotaram a norte-americana Counter Logic Gaming por 3 a 0. A sede do duelo foi a arena Shanghai Oriental Sports Center, em Xangai. Estavam no elenco que faturou US$ 250 mil, aproximadamente R$ 845 mil, o topo Lee "Duke" Ho-seong, o caçador Kang "Blank" Sun-gu, o meio Lee "Faker" Sang-hyeok, o atirador Bae "Bang" Jun-sik, o suporte Lee "Wolf" Jae-wan e o técnico Kim "kkOma" Jeong-gyun.

Times participantes

Counter Logic Gaming (América do Norte)
Flash Wolves (Taiwan)
G2 Esports (Europa)
Royal Never Give Up (China)
SK Telecom T1 (Coreia do Sul)
SuperMassive eSports (Turquia)

2017

A terceira e inovadora edição oficializou mudanças drásticas de regulamento, que estão em vigor até os dias atuais. A partir de 2017, todos os vencedores das ligas regionais passaram a ganhar vaga direta para a disputa do mundialito. A única diferença em relação ao cenário atual foi a ausência de Vietnã como região independente.

Representando o Brasil no Round 1, a RED Canids não conseguiu avançar para o Evento Principal. As partidas aconteceram entre os dias 28 de abril e 21 de maio, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Quem levantou a taça do terceiro MSI foi novamente a SK Telecom T1. Os sul-coreanos conquistaram o bicampeonato após despacharem os europeus da G2 Esports por três a um, na finalíssima. Faker, Bang, Wolf e kkOma, agora na companhia dos reforços Heo "Huni" Seung-hoon (topo) e Han "Peanut" Wang-ho (caçador), levaram para casa uma premiação recorde de US$ 676 mil, aproximadamente R$ 2.2 milhões.

Times participantes

Dire Wolves (Oceania)
Flash Wolves (Taiwan)
G2 Esports (Europa)
Gigabyte Marines (Vietnã)
Isurus Gaming (América Latina Sul)
Lyon Gaming (América Latina Norte)
Rampage (Japão)
RED Canids (Brasil)
SK Telecom T1 (Coreia do Sul)
SuperMassive eSports (Turquia)
Team SoloMid (América do Norte)
Team WE (China)
Virtus.pro (CEI)

2019

A edição de 2019 contou com uma equipe a menos em relação ao ano anterior. Isso porque houve a junção das ligas sul e norte da América Latina, sobrando apenas uma vaga para a região. O torneio aconteceu entre os dias 1 e 19 de maio no Vietnã e Taipé Chinesa.

A INTZ foi a representante brasileira após vencer o Flamengo Esports no 1º split do CBLoL. Dessa vez, o brasil ficou mais longe de avançar ao evento principal. Depois de cinco derrotas e apenas uma vitória, os intrépidos ficaram com a última colocação no Grupo B e deram um adeus precoce à competição. A grande final foi disputada pela norte-americana Team Liquid e G2 Esports, da Espanha. A equipe espanhola venceu por 3-0 e levou para casa a premiação no valor de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,4 milhões em valores atuais).

Times participantes

Bombers (Oceania)
DetonatioN FocusMe (Japão)
Phong Vu Vuffalo (Vietnã)
1907 Fenerbahçe Esports (Túrquia)
INTZ eSports (Brasil)
Vega Squadron (CEI)
Isurus Gaming (América Latina)
MEGA Esports (Sudeste Asiático)
Team Liquid (América do Norte)
Flash Wolves (Taiwan)
SK Telecom T1 (Coreia)
G2 Esports (Europa)
Invictus Gaming (China)

2020

A edição desse ano contaria com 12 equipes, mas teve que ser cancelada em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19), que afetou uma série de competições do cenário dos esportes eletrônicos.

2021

Neste ano, o Mid-Season Invititational foi confirmado para retornar ao calendário de competições da Riot Games. O torneio acontece durante os dias 6 e 23 de maio, e conterá com a participação de 11 equipes. Isso porque, a equipe do Vietnam, GAM Esports, está impossibilitada de viajar internacionalmente por medidas de seguranças do País contra a Covid-19. Com isso, um dos grupos ficará com apenas 3 participantes e terá uma forma de decisão diferente dos demais.

O Brasil está sendo representado na competição pela paiN Gaming, campeã do CBLOL 2021. A equipe brasileira, que liberou o seu treinador NOVA uma semana antes da competição, faz sua estreia na competição.

Times participantes

Cloud9 (América do Norte)
DAMWON Gaming (Coreia)
DetonatioN FocusMe (Japão)
Infinity Esports (Costa Rica)
İstanbul Wild Cats (Turquia)
MAD Lions (Espanha)
paiN Gaming (Brasil)
Pentanet.GG (Australia)
PSG Talon (Taiwan)
Royal Never Give Up (China)
Unicorns of Love (Rússia)

Fotos

paiN no MSI: após um começo difícil, time do brTT soube manter a calma para virar o confronto e ficar com a vitória
Torneio de League of Legends acontece em Reykjavík, na Islândia; veja calendário com datas da fase de grupos
Primeiro mundial de Wild Rifts terá equipes classificadas em torneios regionais, que acontecerão a partir de junho
O MSI 2021 começa no dia 6 de maio e conta com a participação da brasileira paiN Gaming; veja guia do campeonato
Ícones, emotes e outras recompensas (drops) podem ser adquiridos ao assistir às partidas do torneio e completar missões
Torneio internacional de League of Legends acontece presencialmente na Islândia em maio
Campeões do mundo todo estão reunidos em torneio de meio de temporada; veja data e grupos
Riot Games fez mudanças na classificação para o Worlds após cancelamento do MSI 2019
Brasil foi representado no Worlds de League of Legends pelo Flamengo
Relembre as lavadas que marcaram a história dos campeonatos de CS:GO, Mortal Kombat e LoL

Opinião dos usuários

Fórum

Você ficou com alguma dúvida sobre Campeonatos ? Visite o Fórum TechTudo e peça ajuda para a comunidade.

Você vai gostar

Veja tudo sobre Campeonatos