Mundial de LOL

Mundial de LOL

Fórum

Você ficou com alguma dúvida? Visite o Fórum TechTudo e peça ajuda para a comunidade.

Saiba tudo sobre o Campeonato Mundial de League of Legends e suas edições

O Campeonato Mundial de League of Legends (LOL), também conhecido como "Worlds", é uma competição que reúne os melhores times de cada região e acontece anualmente desde 2011. As disputas ocorrem no mapa Summoner’s Rift, no qual dois times de cinco jogadores se enfrentam com o objetivo de derrubar o Nexus inimigo. Além do quinteto principal, cada equipe possui um jogador reserva e um treinador, que faz sua aparição apenas nos picks e bans de cada partida.

O Mundial de LOL 2021 aconteceu na Islândia, assim como o MSI 2021, por conta da pandemia da Covid-19. O campeonato teve início no dia 5 de outubro e contou com a presença da RED Canids, campeã do segundo Split do CBLOL 2021, como representante do Brasil. A grande final, marcada para 6 de novembro ocorreu entre as equipes da EDward Gaming e DAMWON KIA, terminando com a vitória do time chinês.

História

A Riot Games lançou o beta do League of Legends em 2009, mas a ideia de um campeonato internacional foi colocada em prática apenas em 2011. As mudanças em Summoner’s Rift e nos campeões, em busca do melhor balanceamento, ajudaram a criar um potencial competitivo em LOL, que foi chamando gradativamente a atenção dos jogadores pelo mundo. 

 

Campeonato Mundial de 2011

O primeiro Mundial do game aconteceu na DreamHack Summer 2011, na Suécia. Os participantes se dividiram em três times europeus, três times norte-americanos e dois times provenientes do sudeste asiático. Oito participantes disputaram pela premiação de U$ 50 mil, cerca de R$ 200 mil. Esse foi o primeiro passo para a Riot Games começar a construir uma base mais sólida para seu competitivo mundial, deixando os torneios mais chamativos e as premiações maiores.

Top 3 da edição de 2011:

Fnatic (Europa) - U$ 50 mil, cerca de R$ 200 mil
2° against All authority (Europa) - U$ 25mil, cerca de R$ 100 mil
3° Team SoloMid (América do Norte) - U$ 10 mil, cerca de R$ 40 mil

 

Campeonato Mundial de 2012

No Mundial da segunda temporada, 12 times se classificaram para o torneio. A edição evoluiu quanto a premiação, totalizando U$ 1 milhão, cerca de R$ 4 milhões, para o grande campeão. O campeonato ocorreu em Los Angeles e foi o evento de esports mais assistido na época. Além disso, mais regiões foram adicionadas nessa edição, que contaram também com a China, Coreia do Sul e a LSM, liga que unia os países Taiwan, Hong Kong e Macau.

Top 4 da edição de 2012:

1° Taipei Assassins (Taiwan, LMS) - U$1 milhão, cerca de R$ 4 milhões
2° Azubu Frost (Coreia do Sul) - U$ 250 mil, cerca de R$ 1 milhão
3/4° Moscow Five (Europa) e CLG Europe - U$ 150 mil, cerca de R$ 600 mil

 

Campeonato Mundial de 2013

Na terceira temporada, o League of Legends sofreu uma mudança nos gráficos. O mapa, os campeões e até as artworks ficaram mais bonitas para os jogadores. As mudanças ajudaram o jogo a se popularizar de vez e continuar a bater recordes de espectadores nas transmissões pelo mundo. Também foi o ano que a LCS (League of Legends Championship Series) se firmou na América do Norte e na Europa, assim como a LCK (League of Legends Champions Korea) na Coreia do Sul e a LPL (League of Legends Pro League) na China. Além disso, foi inserido, em 2013, o International WildCard, uma oportunidade para as regiões menores da época — Brasil, Oceania, Comunidade dos Estados Independentes, Turquia e América Latina — de participarem do Mundial também. Com isso, essa edição da competição contou com 14 participantes, dois a mais do que a anterior.

Top 4 da edição de 2013:

1° SK Telecom T1 (Coreia do Sul) - U$ 1 milhão, cerca de R$ 4 milhões
2° Royal Club (China) - U$ 250 mil, cerca de R$ 1 milhão
3/4° NaJin Black Sword (Coreia do Sul) e Fnatic (Europa) - U$ 150 mil, cerca de R$ 600 mil

 

Campeonato Mundial de 2014

Enquanto o Mundial de 2013 contou com apenas um evento International WildCard, a edição de 2014 contou com dois eventos, possibilitando dois times das regiões menores avançarem para o Mundial. Esse torneio ficou marcado pela primeira participação da história de uma equipe brasileira, a KaBuM! e-Sports, que se classificou ao bater a Pineapple Express em uma melhor de cinco e ainda garantiu a primeira vitória de um time WildCard na competição.

Top 4 da edição de 2014:

1° Samsung White (Coreia do Sul) - U$ 1 milhão, cerca de R$ 4 milhões
2° Star Horn Royal Club (China) - U$ 250 mil, cerca de R$ 1 milhão
3/4° Samsung Blue (Coreia do Sul) e Oh My God (China) - U$ 150 mil, cerca de R$ 600 mil

 

Campeonato Mundial de 2015

A edição de 2015 aconteceu na Europa e contou com a participação de 16 times. A representante brasileira da vez foi a paiN Gaming, que, com duas vitórias e quatro derrotas na fase de grupos, teve a melhor participação de uma equipe do país até então. Também foi o ano que ficou marcado pelo segundo título da SK Telecom T1, sendo a primeira a equipe a conquistar duas vezes o título do Mundial.

Top 4 da edição de 2015:

1° SK Telecom T1 (Coreia do Sul) - U$ 1 milhão, cerca de R$ 4 milhões
2° KOO Tigers (Coreia do Sul) - U$ 250 mil, cerca de R$ 1 milhão
3/4° Origen (Europa) e Fnatic (Europa) - U$ 150 mil, cerca de R$ 600 mil

Campeonato Mundial de 2016

Após alguns anos com a mesma premiação para o campeão, U$ 1 milhão, cerca de R$ 4 milhões, o Mundial de 2016 sofreu uma evolução graças às vendas de skins dentro do jogo.A edição também ficou lembrada pelo terceiro título da SK Telecom T1, que a consagrou a única equipe até então a conquistar três vezes o posto mais alto do competitivo de League of Legends. A representante brasileira da vez foi a INTZ e-Sports, que teve saiu vitoriosa para cima da Edward Gaming (China) em sua estreia, mas não conseguiu sair da fase de grupos. O time WildCard que fez história foi a Albus Nox Luna, o primeiro time pertencente ao WildCard a se classificar para os playoffs do torneio.


Top 4 da edição de 2016:

1° SK Telecom T1 (Coreia do Sul) - mais de U$ 2 milhões, cerca de R$ 8 milhões
2° Samsung Galaxy (Coreia do Sul) - mais de U$ 760 mil, cerca de R$ 3 milhões
3/4° ROX Tigers (Coreia do Sul) e H2k-Gaming (Europa) - mais de U$ 380 mil, cerca de R$ 1,5 milhão

 

Campeonato Mundial de 2017

Situado na China, o Mundial de 2017 foi a primeira edição em que a Riot Games optou pelo fim das classificatórias International WildCard e todos os times dessas regiões diretamente na fase de entrada do torneio. A representante brasileira foi a Team One, que conseguiu sair do grupo na fase de entrada, mas acabou sendo eliminada pela 1907 Fenerbahçe, da Turquia, em uma melhor de cinco que decidia a classificação para a fase de grupos.


Top 4 da edição de 2017:

1° Samsung Galaxy (Coreia do Sul) - mais de U$ 1,8 milhões, cerca de R$ 7 milhões
2° SK Telecom T1 (Coreia do Sul) - mais de U$ 660 mil, cerca de R$ 2,7 milhões
3/4° Royal Never Give Up (China) e Team WE (China) - mais de U$ 300 mil, cerca de R$ 1 milhão

 

Campeonato Mundial de 2018

A edição de 2018 conta com uma ausência surpreendente. A SK Telecom T1 fez uma campanha muito abaixo do esperado e não conseguiu uma das vagas sul-coreanas para o Mundial, que tem como palco a própria Coreia do Sul. O representante brasileiro é a KaBuM! e-Sports, a primeira equipe do Brasil a estar presente no Mundial em duas edições.

Top 4 da edição de 2018:

1° Invictus Gaming (China) - cerca de U$2 milhões, cerca de R$ 12 milhões.
2° Fnatic’s (Reino Unido) - cerca de U$ 870 mil, cerca de R$ 4 milhões
3/4° G2 Esports (Alemanha) e Cloud9 (Estados Unidos) - cerca de U$ 451 mil, cerca de R$ 2 milhões

 

Campeonato Mundial de 2019

A edição de 2019 aconteceu em Paris na Europa, e teve a participação de 24 equipes. O Brasil foi representado pela Flamengo Esports, que infelizmente não conseguiu passar da fase de grupo da competição. A campeã de 2018, Invictus, tentou o bicampeonato mundial, mas, terminou apenas em terceiro lugar, após ser eliminado pela futura campeã da competição.

Top 4 da edição de 2019:

1° FunPlus Phoenix (China) - cerca de U$ 830 mil, cerca de R$ 4 milhões.
2° G2 Esports (Alemanha) - cerca de U$ 300 mil, cerca de R$ 1,5 milhões.
3/4° Invictus Gaming (China) e SK Telecom (Coreia do Sul) - cerca de U$ 155 mil, cerca de R$ 829 mil.

 

Campeonato Mundial de 2020

O mundial de LoL retornou para a China em 2020, com algumas mudanças para se adequar a situação do mundo com a Covid-19. Dessa vez, as classificatórias para a competição ocorreram de forma diferente, com dois playoffs ocorrendo nas duas principais regiões do mundo. O Brasil foi representado pela equipe da INTZ.

Top 4 da edição de 2020:

1° Damwon (Coreia do Sul) - cerca de U$ 556 mil, cerca de R$ 2,9 milhões.
2° Suning Gaming (China) - cerca de U$ 389 mil, cerca de R$ 2 milhões.
3/4° G2 Esports (Alemanha) e Top Esports (China) - cerca de U$ 200 mil, cerca de R$ 1 milhão.

 

Campeonato Mundial de 2021

A edição de 2021 ocorreu na Islândia e contou com algumas das melhores equipes do mundo. Assim como foi o caso em 2020, times do Vietnam não puderam participar da competição, assim, algumas regiões tiveram representantes a mais em relação a outras. O Brasil foi representado pela RED Canids, equipe campeã do CBLOL 2021 2º split.

Top 4 da edição de 2021:

1º EDward Gaming (China) - cerca de $489,500, cerca de R$ 2.6 milhões
2º DAMWON Gaming (Coreia do Sul) - cerca de $333,750, cerca de R$ 1.8 milhões
3/4º Gen.G Esports, (Coreia do Sul) e T1 (Coreia do Sul) - cerca de $100,125, cerca de R$ 542 mil

Depois de muitos rumores, Riot Games revelou que MSI acontecerá pela primeira vez na Coreia do Sul
Competições de jogos como League of Legends, Dota 2 e Mobile Legends estão entre os destaques do ano
México, Estados Unidos e Canadá receberão a próxima edição do torneio; datas ainda não foram anunciadas
EDG ignorou o favoritismo da atual campeã DWG KIA, venceu em um confronto de duas viradas e ficou com a taça do mundial
DK e EDG duelam para decidir quem será a campeã do Worlds 2021; transmissão acontece ao vivo na Twitch, YouTube e Nimo TV
Confira dados como AMA, leque de campeões e dano causado de cada jogador presente na final do torneio
Em uma série dramática e com duas viradas, DK derrotou a equipe de Faker e vai disputar o bicampeonato
Três equipes sul-coreanas e uma chinesa seguem competindo pelo título de melhor equipe do mundo
Primeira fase dos playoffs ficou marcada pelas eliminações das últimas equipes do ocidente que ainda estavam vivas no torneio
Fase de Grupos se encerrou com um inédito empate quadruplo, e o mundial chegou em sua fase decisiva

Em breve!

Estamos providenciando conteúdo dessa página, aguarde.