paiN Gaming (LoL)

paiN Gaming (LoL)

OPINIÃO DOS USUÁRIOS

Conheça a paiN Gaming do LoL, bicampeã brasileira

 Victor Pereira de Abreu
por Victor Pereira de Abreu em 04/06/2020 14h41

A paiN Gaming é uma organização fundada em 2011 consolidada como uma das mais tradicionais de League of Legends (LoL) no Brasil. A equipe possui os dois títulos do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) e a melhor participação de uma equipe brasileira no Mundial de LoL. Até o momento, a organização é conhecida por ter revelado grandes nomes no cenário brasileiro, como Felipe "brTT" Gonçalves e Gabriel "Kami" Bohm, e por ter uma das maiores torcidas do país. A equipe está na disputa do segundo split do CBLoL, e o elenco atual conta com a seguinte line up: Felipe "brTT" Gonçalves (atirador), Leonardo ''Robo'' Souza (topo), Na ''Wiz'' YuJun (caçador), Marcos ''CarioK'' Oliveira (caçador), Thiago ''tinowns'' Sartori (meio), Gabriel ''Kami'' Bohm (meio), Eidi ''esA'' Yanagimachi (suporte), João Pedro ''Dionrray'' Barbosa (técnico) e Shin ''Xero'' Hyuk (técnico).

História

A paiN Gaming iniciou sua jornada em 2010 como uma equipe de Dota pelo ex-jogador Arthur "PAADA" Zarzur. Desde então, a organização cresceu e viu uma excelente oportunidade de investimento em janeiro de 2012 com o League of Legends, MOBA da Riot Games que vinha em visível crescimento. Sua primeira lineup era composta pelos jogadores Lucas "MrFrango" Becker (Topo), César "jUc" Barbosa (Caçador), Gabriel "Kami" Bohm (Meio), André "Manalol" Rocha (Atirador), esse que viria a se chamar "Manajj" no futuro, e Gabriel "MiT" Souza (Suporte). Essa equipe ficou com a terceira colocação em um torneio chamado IEM Global Challenge Sao Paulo 2012.

Temporada de 2012 e de 2013: começo vitorioso

Com Felipe "brTT" Gonçalves (Atirador), Taylo "Tittu" dos Santos (Topo) e Thúlio "SirT" Carlos (Caçador) na lineup, a paiN Gaming conquistou mais uma terceira colocação. Dessa vez, no Campeonato Brasileiro de League of Legends 2012. Essa lineup prosseguiu com bons resultados até conquistar a classificação para IEM Hanover 2013 na Alemanha. Nessa competição, foi realizada a contratação de Martin "Espeon" Gonçalves (Suporte) no lugar de MiT. Após a IEM, também foi contratado no lugar de Tittu o Topo Fabio "Venon" Guimarães, esse que fechou a vitoriosa lineup da paiN Gaming em 2013, que foi campeã do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2013 e conseguiu a segunda colocação no primeiro International Wildcard no mesmo ano. Outro jogador que esteve presente na equipe nas últimas competições do ano foi Gustavo "Minerva" Queiroz como Suporte, após a saída de Espeon no fim do Wildcard.

Temporada de 2014: a chegada dos sul-coreanos

Essa temporada marcou a primeira saída do Atirador Felipe "brTT" Gonçalves da lineup após a segunda colocação na IEM São Paulo 2014. Esse foi um dos piores começos de temporada da paiN Gaming, onde ela se viu em uma sequência de derrotas preocupantes. André "ManolinGuilder" Gomes, o Atirador substituto, acabou deixando a equipe e deu lugar para Marcelo "owN" Shiwa. Só então que foram realizadas as contratações dos sul-coreanos Kim "Olleh" Joo-sung (Suporte) e Han "Lactea" Gi-hyeon (Topo e Atirador) para dar um fim na má fase. Apesar da visível evolução da equipe, eles não conseguiram nenhum grande título. Por fim, owN deixou a organização, Lactea começou a atuar como Atirador e Whesley "Leko" Holler foi contratado como Topo. A última competição foi na IEM San Jose 2014, essa que acabou marcando as saídas de Olleh e Lactea por conta de seus vistos.

Temporada de 2015: o bicampeonato e o Mundial

O começo de 2015 da paiN Gaming é lembrado pelos retornos do Atirador brTT e de MiT, agora como treinador. Além deles, a organização surpreendeu com a contratação do francês Hugo "Dioud" Padioleau. Ao lado de Kami e SirT, a equipe ficou com a terceira colocação na primeira etapa do CBLoL 2015 após derrota para a INTZ e-Sports nas semifinais e vitória contra a Kabum Black na disputa pela medalha de bronze. E foi após essa etapa que Leko deixou a equipe para a entrada do Topo Matheus "Mylon" Borges, fechando uma das lineups mais icônicas da história do LoL brasileiro. Com ela, a paiN Gaming conseguiu seu segundo título de campeã brasileira no CBLoL 2015 e conquistou a vaga para o Campeonato Mundial de League of Legends 2015, onde fez a melhor participação de uma equipe brasileira na competição até então. No final do ano, o francês Dioud acabou deixando a equipe.

Temporada de 2016: crise inicial e saída oficial do maior astro

A paiN Gaming teve um começo bastante complicado no ano de 2016. Sem poder jogar com o Suporte Caio "Loop" Almeida, a equipe se viu obrigada a jogar com um substito streamer e quase sem experiência em competições, Matheus "Picoca" Tavares. Embora o jogador não tenha tido atuações ruins, a equipe como um todo havia realmente caído de rendimento, ocasionando no risco de rebaixamento na primeira etapa, onde precisaram jogar uma partida na Série de Promoção para não cair. Na segunda etapa, brTT acabou indo para o banco, e a organização contratou Rodrigo "Tay" Panisa como Atirador e o Suporte Pedro "Ziriguidun" Vilarinho. Com as mudanças, o rendimento melhorou, a equipe conseguiu se classificar para os playoffs, mas acabou caindo nas semifinais. Por fim, a organização conseguiu o título da XLG SuperCup 2016, último torneio dessa temporada, contando com Loop como Suporte e o Atirador Pedro "Matsukaze" Gama como titulares na Rota Inferior. Esse também foi o período que marcou as saídas do astro brTT e de Ziriguidun da equipe.

Temporada de 2017: uma final inesperada

Sem mudanças na line up, a paiN Gaming conseguiu se classificar para os playoffs da primeira etapa do CBLoL 2017, mas acabou eliminada nas semifinais pela RED Canids. Após o resultado,o treinador MiT deixou a equipe, assim como o Caçador SirT, que atuava na paiN de forma ininterrupta desde 2012. Os substitutos foram jUc como treinador e Tay, agora como Caçador. Com essa lineup, a paiN, sem conseguir convencer a torcida com suas atuações, conquistou uma surpreendente classificação para a grande final da segunda etapa do CBLoL, onde acabou derrotada pela Team One. Após a competição, o Topo Mylon, após anos de competitivo, surpreendeu o cenário ao anunciar sua aposentadoria. Junto a isso, as contratações de Murilo "takeshi" Alves e Thiago "TinOwns" Sartori.

Temporada 2018: o pior momento da equipe

Sem o astro Kami, que optou por dar uma pausa na carreira no começo do ano, a primeira etapa do CBLoL 2018 marcou o primeiro rebaixamento da história da paiN Gaming. Com atuações muito abaixo do esperado, a equipe conquistou apenas uma vitória em sete jogos e amargou o rebaixamento direto para o Circuito Desafiante do mesmo ano. O rebaixamento resultou em diversas mudanças na lineup, com as contratações do Topo Marcelo "Ayel" Mello e do Caçador Carlos "Nappon" Rücker, o retorno do Suporte francês Dioud, e as saídas de Takeshi e Tay. A paiN tinha o objetivo de garantir o acesso direto para a primeira etapa do CBLoL 2019, mas não teve atuações esperadas, até conseguiu ir para a grande final, mas acabou derrotada pela Redemption Gaming, sendo obrigada a jogar uma partida na Série de Promoção na última chance de retornar à elite. Na partida, ela acabou derrotada sem muitas dificuldades pela INTZ, permanecendo o Circuito Desafiante de 2019. Ainda no mesmo ano, a organização anunciou o retorno de Minerva para a equipe, antes da participação na Superliga ABCDE, e Dioud optou também por dar uma pausa na carreira.

Temporada 2019: o retorno à elite

Após um 2018 muito conturbado com resultados frustrantes, a paiN veio com força máxima para retornar à elite do LoL no Brasil, apostando em nomes conhecidos, como o caçador Gustavo "Minerva" Queiroz. Mais uma vez, a equipe se destacou na fase regular do Circuito Desafiante e bateu a Team oNe na final, garantindo seu retorno ao CBLoL após um ano fora. Visando novos investimentos, a equipe conseguiu o patrocínio de duas grandes marcas internacionais: a Coca-Cola e a BMW, além de contratar novamente o brasileiro Kami, a equipe inovou contratando dois coreanos: o caçador Yoon "SeongHwan" Seong-hwan e o suporte Kim "key" Han-gi, ambos vindo da LCK, primeira divisão de League of Legends na Coreia do Sul. Depois de muita expectativa e sem boas colocações na elite, a organização anunciou o retorno do atirador Felipe "brTT" Gonçalves depois de três anos, campeão pela equipe em 2013 e 2015, retornou a paiN para a temporada de 2020, após ser campeão brasileiro pelo Flamengo e eleito o melhor jogador da posição em 2019.

Elenco

Leonardo ''Robo'' Souza (topo);
Na ''Wiz'' YuJun (caçador);
Marcos ''CarioK'' Oliveira (caçador);
Thiago ''tinowns'' Sartori (meio);
Gabriel ''Kami'' Bohm (meio);
Felipe ''brTT'' Gonçalves (atirador);
Eidi ''esA'' Yanagimachi (suporte);
João Pedro ''Dionrray'' Barbosa (técnico);Shin ''Xero'' Hyuk (técnico).
Marcelo "Ayel" Mello (atualmente emprestado aos RED Canids)
Hugo "Dioud" Padioleau (inativo)

Principais ex-jogadores

Fabio "Venon" Guimarães
Thúlio "SirT" Carlos
Matheus "Mylon" Borges
Whesley "Leko" Holler
Han "Lactea" Gi-hyeon
Kim "Olleh" Joo-sung
Martin "Espeon" Gonçalves
Rodrigo "Tay" Panisa
Murilo "Murilo" Alves
Rafael "Rakin" Knittel
André "ManolinGuilder" Gomes
Caio "Loop" Almeida
Marcelo "owN" Shiwa
Felipe "Yang" Zhao (topo)
Yoon "SeongHwan" (caçador)
Kim "Chave" Han-gi (suporte)
Rai "Mestre" Akihito (atirador)

Principais títulos

CBLoL 2013
CBLoL 2015 - Segunda etapa
Razer Challenge Brasil Season 2 (2014)
X5 Mega Arena 2 - Desafio Internacional (2014)
XLG SuperCup 2016

Circuito Desafiante 2019 - Primeira etapa

 

Fotos

Intrépidos derrotaram rivais por 3-1 e se classificaram para o Mundial 2020
Grande final do CBLoL 2020 vale uma vaga para o Mundial, o Worlds, que já tem data para acontecer
paiN Gaming x INTZ: veja as diferenças por rota e os principais campeões utilizados pelos jogadores
Depois de três anos, paiN disputará novamente o título do CBLoL
Semana também marcou o começo do segundo turno da competição
Isolado na tabela de classificação, peixe é o único time a não perder nenhum jogo do torneio de League of Legends até agora
Keyd aproveita tropeço do Flamengo para se isolar no topo da tabela; paiN conquista duas vitórias e cresce no campeonato
Com o tropeço da Prodigy, Flamengo se isola em primeiro e KaBuM soma seu primeiro ponto; veja tabela de classificação do CBLoL
Kami e brTT voltam a integrar a mesma equipe depois do triunfo da paiN em 2015
Campeonato Brasileiro de League of Legenda será disputado nos mesmos moldes de 2019 e contará com oito equipes
Baixar para baixar
mais infos +

downloads

tamanho do download

Licença

Idioma

Desenvolvedor

Riot Games

Opinião dos usuários

Fórum

Você ficou com alguma dúvida sobre Times ? Visite o Fórum TechTudo e peça ajuda para a comunidade.

Você vai gostar

Veja tudo sobre Times